Regras F1 – 2013

Como todos os anos, a FIA brinda todas as equipas de F1 com um pacote de novas regras que “ facilitam “ sempre o trabalho das equipas. Este ano … quiseram ser originais e resolveram ficar por alterações pontuais. 2014 está à porta e com  as mudanças radicais que estão prometidas não faria muito sentido alterar demasiado os regulamentos para este ano.

Assim veremos equipas com updates dos monolugares do ano passado e já com umas quantas alterações escondidas para preparar 2014.
Mas vamos a factos concretos. A maior alteração deste ano refere-se ao DRS. Este sistema introduzido em 2011 e  que se encontra explicado no vídeo,  permitiu um maior nº de ultrapassagens para alegria de todos os amantes do desporto, vai continuar a ser usado este ano com uma ligeira diferença. Em  2012 o DRS podia ser usado sempre que o piloto o quisesse, em sessões de treino e nas qualificações. Este ano a fia achou por bem limitar o uso do sistema às “zonas DRS” por eles definidas em cada circuito tal como acontece em corrida.
Outra medida foi a proibição do sistema Double DRS usado inicialmente pela Mercedes que foi posteriormente adaptado pela Redbull e pela Lotus. Este sistema que, tal como o DRS, permite uma diminuição do drag ( implicando uma obvia perda de downforce)  da ao carro um maior equilíbrio ( o que não acontece aos monolugares que apenas têm DRS). Isto permite o seu uso muito mais cedo, nas saídas de curva por exemplo, tirando maior partido do aumento de velocidade.
As outras alterações são fácies de explicar:
Aumento do nº de horas de “ recolher obrigatório” de 6 para 8 horas à quinta feira, período durante o qual ninguém deve passear pelas garagens. O nº de exceções permitidas a esta regra diminuiu de 4 para 2 vezes por ano.
Os deflectores das asas dianteiras vão ser sujeitos a testes de colisão mais rigorosos e não serão permitidos deflectores demasiado flexíveis para não haver demasiados ganhos em .
O peso mínimo dos carros foi aumentado em 2kg.
A chamada regra dos “motivos de força maior” foi abolida. No ano passado Vettel e Hamilton ficaram apeados no meio da pista no fim da qualificação sem combustível e o objetivo da FIA é acabar com isso. Este ano para além do mínimo de 1l de combustível será adicionada a quantidade usada numa volta para cada carro.
Por fim não haverá época de testes em Mugelo que acontece em Maio/Junho. E como os testes em Jerez e Barcelona já acabaram não haverá mais época de testes por este ano.
São estas as alterações para este ano. Esperemos que possam permitir uma época no mínimo tão boa como a do ano passado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.