Bom ou mau Pastor? O que vale Maldonado?


Pastor Maldonado, piloto da Williams é porventura, neste momento, o caso mais ambíguo da grelha desta época. O piloto venezuelano ainda não conseguiu acabar um GP este ano e são resultados muito maus para o primeiro piloto da equipa de Sir Frank Williams, tendo em conta que o seu colega de equipa é um rookie no grande circo. Então como é que uma equipa como a Williams, que corre desde 1975 ininterruptamente, que já teve como pilotos Ayrton Senna, Nigel Mansell, Alain Prost ou Jacky Icxx,  consegue nesta época ter o seu suposto melhor piloto no último lugar da classificação? 
É fácil responder: dinheiro. 

Pastor Maldonado é patrocinado pelo governo da Venezuela, pagou o seu lugar na equipa, que passa já há alguns tempos por dificuldades financeiras (como quase todas as equipas de F1). Para comprovar este facto, a especulação que existiu, mais ou menos na altura da morte de Hugo Chávez, de que a Williams estaria a pensar em mudar de piloto.
Numa altura que se fala da possibilidade de chegada de pilotos jovens a equipas como a Red Bull e com casos de sucesso como Grosjean e Pérez, Pastor Maldonado faz lembrar outros pilotos que nunca conseguiram vingar na F1, como Ralf Schumacher ou Jarno Trulli. 
Estaremos nós perante um falhanço da contratação da Williams? Talvez, mas temos de dar mais tempo ao piloto venezuelano para ver se melhora e temos que nos lembrar que foi o único piloto da Williams que venceu um GP (Barcelona, em 2012) desde 2004. Mas num mundo tão exigente e que se pedem resultados altíssimos, não temos a certeza se a Pastor será dado esse tempo.  
Pode ser que no final da presente época, Claire Williams, a nova directora da Wlliams e filha do mítico Frank Williams, faça história e faça “subir” Susie Wolff para piloto principal da marca inglesa, facto inédito na categoria mais alta dos desportos motorizados e bastante improvável. 
Ou então uma contratação de mais valor, como por exemplo Mark Webber. 
 Comparação entre Maldonado e os seus colegas de equipa:
Maldonado:

2011: 19º lugar, 1 ponto

2012: 15º lugar, 45 pontos (7 abandonos), vencedor do GP de Barcelona

2013: 22º lugar, 0 pontos com 2 abandonos

Colegas de equipa:

2011: R. Barrichelo – 17º lugar, 4 pontos

2012: B. Senna – 16º lugar, 31 pontos (5 abandonos)

2013: V. Bottas – 15º lugar, 0 pontos, acabou em 11º lugar no GP Malásia.
Fontes:

Fotos:
en.espnf1.com
  

  Pedro Mendes

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.