30 anos depois outro Rosberg vence no Mónaco, numa corrida ESPECTACULAR.

Se alguém quiser perceber a magia de Mónaco, pode ver este GP e vai ficar a perceber o porque de ser um sitio mítico da F1. 
Foi uma corrida espectacular com muita acção, ultrapassagens, acidentes, Safety Car (para quem tinha saudades de ver e ouvir o SLS), bandeiras vermelhas. Todos os ingredientes certos, para uma corrida digna das melhores.
O início da corrida ficava marcado pelo protesto da Red Bull e Ferrari contra a Mercedes por terem feito testes “em segredo” depois do GP de Barcelona ( ver post da manhã aqui).
Depois da loucura do Grid, cheio de celebridades, ficaram apenas os carros com os pilotos preparados para dar espectáculo.
O arranque não correu bem aos Mercedes mas conseguiram ficar à frente dos restantes sob forte pressão de Vettel, logo seguido de Webber. Perez e Button resolviam fazer uma reedição do Bahrain com Perez a forçar a ultrapassagem na chicane à saída do túnel. Button queixou-se à equipa e Perez foi obrigado a dar a posição ao colega de equipa.
Pic teve de desistir com fogo na caixa de velocidades.
As 20 voltas iniciais foram animadas mas estáveis, sem grandes mudanças, com todas as equipas à espera da melhor altura para fazer os pit stops, com as estratégias a convergir para uma paragem.
Na volta 27 começou a dança das Boxes com Raikkonen, Button, Massa e Alonso a entrarem e colocarem Softs para uma última parte da corrida mais longa.
Na volta 30 o top era Rosberg, Hamilton, Vettel, Sutil, Webber. Mas nessa volta Massa volta a ter um acidente literalmente igual ao de ontem, provocando a entrada do Safety Car. Começou aí a corrida louca. 
Com a entrada do Safety Car as equipas tentaram fazer os pits. Rosberg conseguiu sair em frente do pelotão mas Hamilton (tal como a equipa) distraiu-se e atrasou-se perdendo o lugar para Vettel e Webber.
Quando o Safety Car saiu o top 10 era Rosberg, Vettel, Webber, Hamilton, Raikkonen, Alonso, Button, Perez, Sutil e Vergne.
Com os carros muito próximos uns dos outros, começaram lutas muito interessantes com Hamilton vs Webber, Alonso vs Kimi.
Volta 42 Perez passava Button e começava o seu espectáculo (e nós gostamos quando ele começa a ultrapassar). Logo a seguir o mexicano foi atrás do Ferrari de Alonso e conseguiu passar o espanhol na mesma chicane onde tinha passado Button . Alonso defendeu-se do toque, saindo da pista mas teve de dar o lugar ao piloto da McLaren.
Enquanto a luta Perez vs Alonso decorria, Maldonado tinha um acidente com Chilton com culpas do britânico, embatendo contra as protecções provocando estrago nas mesmas e originando bandeiras vermelhas e consequente paragem da corrida.
20 minutos parados e regresso à corrida sob Safety Car, com o top 10 constituído por Rosberg, Vettel, Webber, Hamilton. Raikkonen, Perez, Alonso, Button, Sutil e Vergne.
Destaque para DiResta que começando de 17º estava em 11º perto de pontuar.
A luta Perez vs Raikkonen continuou, enquanto mais atrás Sutil apanhava Alonso a dormir no gancho do Grande Hotel e passava o espanhol, fazendo a mesma manobra que tinha feito a Button.
Bianchi desistia, num acidente parecido ao de  Massa e logo a seguir Grosjean ( mais uma vez) esquecia-se de usar o travão e batia contra a traseira de Ricciardo, obrigando o Safety Car a sair mais uma vez.
Kimi ouvia do seu engenheiro com o motor estava a perder água, o que eram mas noticias para o Ice Man.
A luta Perez vs Kimi teve o seu apogeu, mais uma vez na chicane à saída do túnel, com Perez a ser demasiado guloso e tentar passar pelo buraco da agulha, provocando um toque violento com o Lotus. Os carros seguiram mas com danos visíveis. Logo a seguir Raikkonen furava mas conseguia ir as boxes indo para a última posição. Perez conseguia segurar Sutil, Alonso e Button, mas o McLaren não aguentou o esforço e com um problema nos travões, o mexicano teve de desistir.
Kimi ainda conseguiu de forma incrível pontuar provando que o Ice Man é muito bom.
O final da corrida veio depressa, com Rosberg a vencer com uma condução perfeita gerindo de forma imperial o ritmo, não dando qualquer hipóteses aos Red Bull. Uma vitória merecida depois de um fim-de-semana perfeito para o alemão. Finalmente a Mercedes a capitalizar a pole tal como tínhamos previsto.
Classificação final:
Pos  Driver         Team
1. Rosberg Mercedes
2. Vettel Red Bull-Renault
3. Webber Red Bull-Renault
4. Hamilton Mercedes
5. Sutil Force India-Mercedes
6. Button McLaren-Mercedes
7. Alonso Ferrari
8. Vergne Toro Rosso-Ferrari
9. Di Resta Force India-Mercedes
10. Raikkonen Lotus-Renault
11. Hulkenberg Sauber-Ferrari
12. Bottas Williams-Renault
13. Gutierrez Sauber-Ferrari
14. Chilton Marussia-Cosworth
15. van der Garde Caterham-Renault
DNF. Perez McLaren-Mercedes
DNF. Grosjean Lotus-Renault
DNF. Ricciardo Toro Rosso-Ferrari
DNF. Bianchi Marussia-Cosworth
DNF. Maldonado Williams-Renault
DNF. Massa Ferrari
DNF. Pic Caterham-Renault
Campeonato de Pilotos:
Pos. Driver Points
1. deSebastian VettelRed Bull 107
2. fiKimi RäikkönenLotus 86
3. esFernando AlonsoFerrari 78
4. ukLewis HamiltonMercedes 62
5. auMark WebberRed Bull 57
6. deNico RosbergMercedes 47
7. brFelipe MassaFerrari 45
8. ukPaul di RestaForce India 28
9. frRomain GrosjeanLotus 26
10. ukJenson ButtonMcLaren 25
11. deAdrian SutilForce India 16
12. mxSergio PerezMcLaren 12
13. auDaniel RicciardoToro Rosso 7
14. deNico HülkenbergSauber 5
15. frJean-Eric VergneToro Rosso 5
16. mxEsteban GutiérrezSauber 0
17. fiValtteri BottasWilliams 0
18. vePastor MaldonadoWilliams 0
19. frJules BianchiMarussia 0
20. frCharles PicCaterham 0
21. ukMax ChiltonMarussia 0
22. nlGiedo van der GardeCaterham 0
Campeonato de construtores:
Pos. Team Points
1. Infiniti Red Bull Racing 164
2. Scuderia Ferrari 123
3. Lotus F1 Team 112
4. Mercedes AMG Petronas 109
5. Sahara Force India 44
6. Vodafone McLaren Mercedes 37
7. Scuderia Toro Rosso 12
8. Sauber F1 Team 5
9. Williams F1 Team 0
10. Marussia Racing 0
11. Caterham F1 Team 0
Destaques:
Mercedes: Rosberg esteve soberbo, não dando hipóteses a ninguém. Hamilton foi prejudicado pela distracção geral da equipa e ficou em 4º quando podia ter acabado facilmente em 2º. Vamos ver como decorre a investigação da FIA em relação aos testes com a Pirelli. Mas os “Silver Arrows” estão no bom caminho.
Red Bull: No sitio certo, à hora certa. Vettel tinha o pódio em vista ( como tínhamos dito) e Webber aguentou-se com pouco trabalho sem ser pressionado. O australiano gosta do Mónaco e viu-se hoje. Mais pontos preciosos para Vettel que alarga assim a sua vantagem. Raikkonen e Alonso perderam para o alemão que se manteve longe da confusão.
Lotus: Já começam a faltar adjectivos para Kimi. O carro esta equilibrado mas o Ice Man é brutal e esta cada vez melhor. A luta com Perez foi dos pontos altos do dia e aquele toque podia ter deitado tudo a perder. Mas Kimi voltou e foi de 16º para 10º em 2 voltas. Espectacular. As ultrapassagens que fez são um autêntico recital. Brilhante. Grosjean voltou ao modo acidente, bateu contra Ricciardo e estragou ambas corridas. Ele que vai do 80, fazendo voltas brilhantes, ao 8 cometendo erros que nem rookies fazem. A coisa pode começar a ficar feia para ele.
McLaren: Deve se notar que gostamos de Perez, mas como não gostar de um piloto que faz as melhores ultrapassagens do dia? A passagem por Button é brilhante, assim com a de Alonso. Kimi já foi mais fino e conseguiu entalar o mexicano quando este estava a ficar demasiado corajoso. Se Perez tem gerido melhor tinha conseguido um bom resultado, assim teve de desistir . Mas mesmo assim gostamos de ver estas manobras. Faz falta um piloto corajoso. Quando ele conseguir dosear melhor o esforço a McLaren vai ter um piloto de top.  Quem lucrou foi Button que podia ter acabado mal mas ainda assim fez 6º passando por Alonso, usando a sua inteligência, nas últimas voltas. Foi esperar para ver e lucrou com a situação. Tem de ser mais agressivo. Não é o estilo dele mas as vezes deixa-se passar de forma demasiado fácil. Boa evolução da McLaren. A confirmar no Canadá se a subida é para manter. 
Ferrari: Que se passou com a Scuderia? Alonso não esteve no Monaco. Foi uma sombra dele próprio. Passaram por ele com uma facilidade a que não estamos acostumados. Problemas no carro? Não sabemos. Mas esta corrida foi para esquecer. O caso de Massa foi ainda mais estranho. 2 acidentes da mesma maneira no mesmo sitio. A nos parece nos que não foi apenas erro do piloto. Algo mais deve ter acontecido. Vão ter de compensar no Canadá. Não podem deixar Vettel ganhar muita vantagem.
Force India: Muito boa corrida de Sutil e mesmo de DiResta. Conseguiram ambos pontuar e estão à frente da McLaren no campeonato de construtores. Sutil esteve espectacular fazendo 5º e gerindo e atacando quando devia. Ultrapassagens brilhantes no gancho de Loews a Button e Alonso. Di Resta lutou e conseguiu chegar ao top 10 com uma boa corrida. Estamos à espera da primeira vitória da equipa. Deve ser para breve.
Toro Rosso: Azar de Ricciardo e boa corrida de Vergne, repetindo o melhor resultado de sempre para o francês. Prémio merecido para Vergne e para a Toro Rosso que está a melhorar. A equipa parece querer mostrar que o investimento da Red Bull não é em vão. 
Próxima corrida, Canadá dia 10 de Junho, no circuito Gilles Vileneuve.

Fábio Mendes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.