Qualificação F1 – G.P. do Canadá

Pole Position para Vettel, em dia de Valtterie Bottas

O dia de hoje foi extremamente complicado para pilotos, carros e para os engenheiros, que devem estar com o cérebro em água, depois desta complicada qualificação.



Na Q1, saíram os pilotos para a pista, quase todos, com os Supersoft calçados, na esperança de a pista ir secando conforme as voltas do concorrentes, mas logo na volta de saída entraram todos para trocar pelos Intermédios, tanta era a água em pista, excepto um senhor alemão: Sebastian Vettel não saiu das boxes aquando do inicio, ficando à espera de ver o que se passava, e quando entraram os pilotos nas boxes saiu ele com os intermédios também colocados no carro.

Massa foi o 1º piloto a fazer uma volta cronometrada e conseguiu o tempo de 1.28.093, muito lento para o que se estava à espera ontem. Durante a sessão foi visível o esforço dos pilotos em segurar os carros, isto porque em certas zonas a pista estava seca, fazendo com que os carros com pneus intermédios fossem lentos e desgastassem bastante os pneus (cada piloto apenas pode utilizar 4 jogos de pneus de cada tipo, por corrida) e não conseguindo baixar os tempos, mas existia uma parte da pista em que continuava a cair alguma chuva, talvez até demais para apenas os intermédios.
Adivinhava-se que poderia ocorrer um acidente com algum piloto, que proporcionasse duplas bandeiras amarelas, mas tal não ocorreu na Q1.

Na Q1 ficavam de fora Di Resta (o piloto alegou um problema com a caixa das velocidades e notou-se algum atrito com a equipa nas palavras dele),Grosjean, Charles Pic, Bianchi, Chilton e Van der Garde. As surpresas pela negativa foram Di Resta e Grosjean. Este parte de último devido à penalização em 10 lugares para este GP, depois de ter sido considerado culpado no acidente do Mónaco com Ricciardo. Vettel era o mais rápido nessa sessão.

A Q2 começava com chuva fraca a atingir mais partes da pista, por isso as equipas mantiveram os carros com pneus intermédios, mas na grande maioria delas, com um novo jogo. Os pilotos tinham na mesma muitos problemas para segurarem os carros, mas agora em mais zonas, o que se tornou catastrófico para Massa. O brasileiro perdeu o controlo do carro e entrou de lado contra as protecções na zona de uma das chicanes. O piloto ainda foi levado ao centro médico do circuito, mas felizmente apenas a qualificação estava estragada para Massa e para os pilotos que estavam na zona inferior da tabela da qualificação, porque para retirarem o Ferrari, teve de haver bandeiras vermelhas e consequente paragem por alguns minutos, que foi aproveitada, por exemplo, por Button (que estava em lugares muito abaixo e fora da Q3), para trocarem o jogo de intermédios por um novo (terceiro na qualificação num total de 4 que podem utilizar este fim de semana). A Mclaren esteve muito mal e deixou sair Button para se colocar na fila de saída das boxes no meio do pelotão, numa altura que o britânico precisava do mínimo de trânsito possivel a apenas 1.59 minutos do fim da sessão. Na altura da paragem devido ao acidente estariam de fora da próxima sessão Maldonado, Button, Ricciardo, Gutierrez, Massa e Suttil. No recomeço, Suttil deu “corda aos sapatos” e tirou da cartola um tempo que o deixava na 9º posição e Ricciardo subia ao 10º, atirando para fora da última sessão Hulkenberg, Perez, Maldonado, Button, Gutierrez e Massa.

A Q3 era marcada pela presença pela 1ª vez de Valtteri Bottas da Williams…mas o melhor estaria para o fim. A sessão correu melhor do que as anteriores mas na mesma com pneus intermédios, o que significa que a maioria das equipas têm 3 jogos destes pneus utilizados. A Mercedes no inicio da sessão até deixou Rosberg e Hamilton saírem com os mesmos jogos da sessão anterior, isto para poupar um novo jogo. A Lotus era das equipas que mais perdia hoje e em parte devido à capacidade que o carro tem de resguardar os pneus. Passamos a explicar: a Lotus tem se dado bem com os pneus Pirelli, porque conseguem manter os pneus em bom estado durante muitas voltas, à custa de mantê-los com uma temperatura baixa, mas hoje como a pista estava molhada era necessário manter os pneus o mais quente possível, coisa que o Lotus não conseguia. Raikkonen foi um piloto soberbo pela maneira como segurou o carro.
A Q3 acabava com a surpresa da tarde: Bottas conseguia um tempo muito bom e um 3º lugar que perspectiva uma boa primeira parte de corrida para o rookie, já que não sabemos como aguentará o Williams o resto da corrida.

Fica aqui a grelha para a corrida de amanhã:

1º Vettel

2º Hamilton
3º Bottas
4º Rosberg
5º Webber
6º Alonso
7º Vergne
8º Suttil
9º Raikkonen
10º Ricciardo
11º Hulkenberg
12º Pérez
13º Maldonado
14º Button
15º Gutierrez
16º Massa
17º Di Resta
18º Pic
19º Bianchi
20º Chilton
21º Van der Garde
22º Grosjean

Amanhã às 18h decide-se este GP do Canadá, com transmissão em directo na Sporttv 2.

Fotos:
fotos.noticias.bol.uol.com.br
http://www.whtimes.co.uk 
http://www.formula1.com

Pedro Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.