Pirelli vs F1

Os donos da Pirelli já devem de estar arrependidos por serem o fornecedor de pneus na F1…e devem de estar com as orelhas a arder, de tanto se falar deles!

Se em Maio, depois do GP da Catalunha, já estava instalada a confusão, tal como postamos no nosso blog, depois deste fim de semana pior ainda.
Em Silverstone, em apenas 52 voltas rebentaram 4 pneus, todos na traseira e do lado esquerdo, que já de si é muito estranho e inseguro. Sabe-se agora que Charlie Whiting, o director de corrida da FIA, esteve para interromper a corrida por levantar questões de segurança para os pilotos. Felipe Massa, afirmou mesmo que compreenderia tal decisão, já que o sentiu na pele. Mas também tem que ser dito, que o mesmo Charlie Whiting, na vistoria que fez à pista antes do GP, não encontrou nada de estranho na pista, pelo menos não o colocou no relatório que é entregue a equipas e comunicação social.

Na altura do rebentamento do pneu do carro de Vergne, pôs-se a possibilidade de os corretores da curva 3 e 4, poderem ter algum elemento que contribuísse para o arrebentamento dos pneus. Hoje os responsáveis de Silverstone já disseram que estão indignados com o levantar desta possibilidade.

A própria Red Bull, via rádio, avisou Sebastian Vettel, que tinham encontrado cortes no pneu durante a troca. Os engenheiros da Pirelli chegaram a recomendar às equipas que aumentassem a pressão dos pneus para 2 psi.

Quarta feira está agendada uma reunião em Paris, entre FIA, Pirelli e as equipas, que vai dar muito que falar, mas vamos ao cerne da questão:
Será mesmo que ao rebentar 4 pneus, todos do mesmo lado, todos na traseira dos carros, a culpa é exclusivamente dos pneus?
Nós, no Chicane, não conseguimos consenso…eu especialmente digo que por mais estranho que pareça, e caindo no erro de achar que é pura coincidência serem todos do mesmo lado, mas sim, a culpa é dos pneus. Salvaguardando, que é a minha opinião e que não reflecte a opinião dos demais do grupo. A minha argumentação é a seguinte: toda a gente sabe que os pneus da Pirelli se degradam rapidamente (propositadamente, foi assim que lhes foi pedido por parte da FIA e a própria marca já pediu ao organismo que tutela a F1, para integrar um novo pneu, com compostos de kevlar, que seria mais forte do que o actual, tal proposta foi-lhes negada, porque Ferrari, Force India e Lotus, não concordam) e toda a gente sabe que os Pirelli têm tendência a rebentar, mesmo ponderando que existisse uma face do corrector, tal como o vídeo da BBC explica, que poderia cortar a borracha, os pneus deveriam ter de suportar essas agressões. Por outro lado, não considero a Pirelli culpada. Este é outro assunto. Deveriam a FIA, Pirelli e as equipas, terem chegado, já, a um acordo que salvaguardasse a segurança dos pilotos e o desporto. Não é possivel, termos um rebentamento de um pneu, numa recta, onde a velocidade pode atingir os 290 km/h e depois avisar as equipas para colocarem mais pressão nos pneus.

Os pilotos já ponderam o boicote ao GP da Alemanha, em Nurburgring, porque mesmo que sejam feitas alterações aos pneus, a marca italiana não as consegue incluir neste próximo GP, marcado para o próximo fim de semana, apenas para o GP da Hungria, no fim do mês.

Mais conclusões conseguiremos tirar, na quarta feira, dia em que estaremos muito atentos ás medidas que se possam vir a tomar. A verdade é uma só: este caso não faz bem à F1.

Fotos e vídeo:
youtube.com
facebook.com/JBFansAroundWorld?hc_location=stream
motorsport.com

Pedro Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.