G.P. Hungria – Afinal os milagres acontecem

Este ano tem sido recheado de surpresas e de reviravoltas e hoje, em Hungaroring, assistimos a uma corrida que prendeu a atenção até ao fim, com inúmeros cenários possíveis e um vencedor improvável.
Os receios de calor extremos não se confirmaram, com a temperatura do ar nos 35 graus e da pista a ficar pelos 50, o que ainda assim constituía um desafio para pneus e motores, pois nunca nesta época as equipas tinham enfrentado este tipo de condições.
Depois da ameaça de penalização, Grosjean manteve o 3º lugar do grid e era candidato ao pódio e até à vitória. O inevitável Vettel estava outra vez bem colocado para somar muitos pontos e Hamilton que tinha dito no dia anterior que para vencer, precisaria de um milagre, estava como outsider sem grandes hipóteses de brilhar.
Quando as luzes se apagaram, assistimos a arranques fantásticos de Alonso, Di Resta e Button. O espanhol colocou a pressão logo muito cedo, conseguindo subir para a 4ª posição, logo seguido do seu companheiro de equipa. Button por seu lado subia de 13º para 8º deixando para trás Perez que arrancou mal. Rosberg que lutava pela 5ª posição tocou em Massa e saiu de pista caindo para 12º.
Na frente Vettel fazia Hamilton suar forçando muito o andamento, mas na volta 3 já era Grosjean a pressionar Vettel, mostrando que estava na luta pelos lugares da frente.
Na volta 5 o top 10 era Hamilton, Vettel, Grosjean, Alonso, Massa, Raikkonen, Webber, Button, Ricciardo e Perez.
Do grupo da frente foi Hamilton, como esperado, a fazer a primeira paragem para pneus, saindo atrás de Button que com pneus Médios tinha a paragem prevista para mais tarde o que poderia prejudicar Hamilton, mas o piloto da Mercedes cedo tratou de passar o McLaren resolvendo a questão.
Mesma sorte não teve Vettel que se encontrou também atrás de Button na saída da box na volta 11, mas demorou 12 voltas a passar o britânico, ficando assim a 13 segundos de Hamilton. O Red Bull sofria com problemas de sobreaquecimento e era obrigado a levantar um pouco o pé para não danificar o motor, o que fez que Grosjean, que seguia logo atrás, devido a paragem nas boxes, pressionasse mais uma vez o alemão, com Alonso atrás à espera para ver o  desfecho.
Sutil desistia devido a um problema Hidraulico. Uma forma pouco agradável de festejar o 100º G.P.
Na volta 24 Vettel passava Button. Grosjean seguia lhe o exemplo mas fechou demasiado a porta ao McLaren, provocando um toque e saída de pista do Lotus, embora ambos continuassem na corrida. Total culpa de Grosjean neste acidente que podia ter saído caro aos 2 pilotos. O francês foi às boxes colocar novos pneus, por suspeita de um furo lento. Na saída das boxes, encontrou-se atrás de Massa e a sede de passar o brasileiro fez com que Grosjean ultrapassasse o Ferrari na curva 4, fora dos limites de pista, que os comissario sancionaram com um “drive through” acabando com a corrida do francês. Podia ter sido o seu dia.
Gutierrez abandonava na volta 30.
Webber com uma estratégia diferente de toda a gente ia subindo na classificação, fazendo uma corrida muito solida e começava a ver o pódio mais de perto, dependendo de como os pneus se aguentassem.
O segundo pit stop de Hamilton colocava-o atrás de Webber, o que podia complicar as contas para o Inglês, mas este tratou de passar o Red Bull por fora, fazendo a ultrapassagem do dia e não prejudicando as aspirações do piloto Mercedes.
Na volta 40 Hamilton liderava, seguido de Webber, Raikkonen, Vettel, Alonso, Grosjean, Button, Massa, Rosberg e Maldonado.
Raikkonen fazendo uma corrida ao seu estilo, muito discreto mas eficaz, ia poupando pneus arriscando uma estratégia de 2 paragens que prometia dar frutos.
Bottas sofria a primeira desistência da sua carreira na F1, deixando para Maldonado a tarefa de tentar os primeiros pontos para a Williams.
Mais uma vez a vitória iria sorrir ao piloto que conseguisse ser rápido poupando ao mesmo tempo as borrachas.
À volta 55, Vettel liderava seguido de Hamilton e Webber mas os Red Bull teriam ainda uma paragem para fazer. Quando Vettel saiu do seu último pit stop, encontrou-se atrás de Raikkonen e teria de passar o finlandês para lutar pela vitória. Mas o Ice Man deu mais um recital. Com pneus muito mais usados, conseguiu segurar Vettel com mestria, numa condução sublime, defendendo como ninguém o seu espaço. Mais uma vez o talento de Kimi pagava dividendos.
A 4 voltas do fim Rosberg desistia com uma falha no motor que fazia tremer a equipa da Mercedes, pois o sobreaquecimento era também evidente no carro de Hamilton, tendo o seu engenheiro pedido inclusive para moderar o seu andamento.
Mas o britânico levou o carro a bom porto assegurando a sua primeira vitória para a Mercedes, ele que já não vencia desde Austin. Raikkonen fez um brilhante 2º lugar e Vettel teve de se contentar com o 3º.
Alonso acabava em 5º atrás de Webber que fez uma excelente corrida. Os Ferraris têm muitas dores de cabeça pela frente. Button com o 7º não melhorava o resultado da última corrida mas as melhorias evidentes do carro abrem algumas boas perspectivas. Maldondado dava o 1º ponto à Williams e a Force India com a desistência de Di Resta tinha um fim-de-semana para esquecer.
Faremos os destaques durante a noite, mas fica desde já referencia a Hamilton e Raikkonen que estiveram simplesmente brilhantes.

Classificação Provisória:

Pos  Driver        Team
1. Hamilton Mercedes
2. Raikkonen Lotus-Renault
3. Vettel Red Bull-Renault
4. Webber Red Bull-Renault
5. Alonso Ferrari
6. Grosjean Lotus-Renault
7. Button McLaren-Mercedes
8. Massa Ferrari
9. Perez McLaren-Mercedes
10. Maldonado Williams-Renault
11. Hulkenberg Sauber-Ferrari
12. Vergne Toro Rosso-Ferrari
13. Ricciardo Toro Rosso-Ferrari
14. van der Garde Caterham-Renault
15. Pic Caterham-Renault
16. Bianchi Marussia-Cosworth
17. Chilton Marussia-Cosworth
DNF Di Resta Force India-Mercedes
DNF Rosberg Mercedes
DNF Bottas Williams-Renault
DNF Gutierrez Sauber-Ferrari
DNF Sutil Force India-Mercedes
 Fábio Mendes

Um pensamento sobre “G.P. Hungria – Afinal os milagres acontecem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.