G.P. de Singapura: O homem do costume na pole.

G.P. de Singapura e não houve surpresas na sessão de qualificação. Vettel conseguiu a pole logo na primeira volta da Q3. Rosberg ainda assustou o alemão fez 2º e Grosjean a mostrar que é rápido e que pode fazer coisas boas, fazendo o 3º tempo.

O barulho dos motores da F1 juntou-se ao barulho das luzes da noite de Singapura na 13ª ronda do campeonato de Formula 1.
A primeira sessão de treinos mostrava uma Red Bull forte como sempre e uma Mercedes com vontade de bater o pé aos Bull´s. Os Lotus estavam por perto mas não se mostravam ainda como uma ameaça.
A segunda sessão de treinos confirmou o andamento brutal dos Red Bull. Os Mercedes não ficavam longe e Grosjean chegava-se a frente nos “cronos”, ultrapassando Kimi. Alonso lutava mas não tinha carro para fazer melhor e chegar-se aos pilotos da frente.
Terceira sessão de treinos, Vettel a dominar mais uma vez e Grosjean a mostrar que podem contar com ele para fazer uma surpresa. Os Mercedes conseguiram acompanhar o ritmo e dava esperanças que talvez pudéssemos ver outra vez Rosberg ou Hamilton na pole.
Qualificação:

A primeira parte da qualificação começou lentamente pois Marina Bay é um circuito que evolui em aderência ao longo do fim de semana e como tal e necessário esperar pelo momento certo para obter um bom resultado. A maior parte das equipas começou com os pneus duros, poupando os macios para os últimos minutos da Q1 ou poupando um conjunto de pneus, caso os tempos assim o permitissem. Curiosamente Vettel não figurou nos primeiros tempos nesta qualificação mas teve sempre o assunto controlado. 
No final ficava de fora o inevitável quarteto da Marussia e da Caterham ( Bianchi, Chilton, Pic e Van der Garde) juntamente com Di Resta( mais uma vez a ficar de fora) e Maldonado.
A segunda parte da qualificação começou com Rosberg a mostrar vontade de ficar com a pole e a fazer o melhor tempo. Foi por pouco tempo que o seu nome figurou no primeiro lugar pois um senhor alemão num RedBull, com uma volta, nada dramática, quase discreta, fez o melhor tempo. A facilidade com que Vettel conseguiu melhorar o tempo na Q2 era quase assustadora. 
De fora na Q2 ficaram Hulkenberg, que até vinha mostrando bom andamento, Vergne, Raikkonen (a lutar com uma lesão nas costas mas mesmo assim tentando a sua sorte), Perez (claramente prejudicado com a estratégia de volta única), Sutil, Bottas. 
A surpresa da Q2 foi Gutierrez, que conseguiu fazer uma excelente volta passando pela primeira vez à Q3. Ricciardo mais uma vez a mostrar que qualificações é com ele, passando à Q3 ( já começa a ser hábito). E Button que conseguiu a tangente passar para a Q3 fazia render a estratégia da McLaren.
A terceira e ultima parte da qualificação começou com a pole position. Vettel foi o primeiro a sair das boxes e fez um tempo espectacular, que seria muito difícil de bater. Vettel voltou as boxes e juntamente com o seu engenheiro decidiu que este tempo seria o suficiente e que não sairia mais. Ficou então a ver a qualificação pela televisão. A verdade é que o alemão ainda tremeu pois Rosberg e Grosjean faziam tempos parciais muito semelhantes aos que tinha feito, mas no final não foram capazes de bater Vettel. Rosberg ficou a 0.091seg de Vettel , que aliviado festejou a sua 41ª pole. 2º lugar para Rosberg que poderia ter estragado a festa a Vettel e 3º lugar para Grosjean que parece ter carro e vontade para subir ao pódio.
Tempos da qualificação:
Pos  Driver               Team/Car              Time       Gap     
1. Sebastian Vettel Red Bull-Renault 1m42.841s
2. Nico Rosberg Mercedes 1m42.932s +0.091s
3. Romain Grosjean Lotus-Renault 1m43.058s +0.217s
4. Mark Webber Red Bull-Renault 1m43.152s +0.311s
5. Lewis Hamilton Mercedes 1m43.254s +0.413s
6. Felipe Massa Ferrari 1m43.890s +1.049s
7. Fernando Alonso Ferrari 1m43.938s +1.097s
8. Jenson Button McLaren-Mercedes 1m44.282s +1.441s
9. Daniel Ricciardo Toro Rosso-Ferrari 1m44.439s +1.598s
10. Esteban Gutierrez Sauber-Ferrari No time set
Q2 cut-off time: 1m44.555s Gap **
11. Nico Hulkenberg Sauber-Ferrari 1m44.555s +1.650s
12. Jean-Eric Vergne Toro Rosso-Ferrari 1m44.588s +1.683s
13. Kimi Raikkonen Lotus-Renault 1m44.658s +1.753s
14. Sergio Perez McLaren-Mercedes 1m44.752s +1.847s
15. Adrian Sutil Force India-Mercedes 1m45.185s +2.280s
16. Valtteri Bottas Williams-Renault 1m45.388s +2.483s
Q1 cut-off time: 1m45.982s Gap *
17. Paul di Resta Force India-Mercedes 1m46.121s +1.925s
18. Pastor Maldonado Williams-Renault 1m46.619s +2.423s
19. Charles Pic Caterham-Renault 1m48.111s +3.915s
20. Giedo van der Garde Caterham-Renault 1m48.320s +4.124s
21. Jules Bianchi Marussia-Cosworth 1m48.830s +4.634s
22. Max Chilton Marussia-Cosworth 1m48.930s +4.734s
Destaques:

Red Bull:
Dá para tudo. Até para fazer uma volta e sair do carro para ver como os outros se portam e mesmo assim ficar com a  pole. Por muito que custe dizer, esta equipa é neste momento imbatível. O carro é simplesmente fantástico e Vettel consegue tirar proveito dele como ninguém. O carro parece ter alguma força mágica que o prende ao solo, enquanto que outros lutam para segurar os carros que dançam na saida das curvas. O Feiticeiro Newey tem um dom que mais ninguém tem e consegue com que os carros curvem melhor, saiam de curva melhor, tenham melhor tracção. O homem é um génio e Vettel é um génio da pilotagem também. Só podia dar pole e dará provavelmente vitória. A questão do titulo parece quase tratada. Webber fez o que pôde mas não tem andamento para bater Vettel.
Mercedes: 
Rosberg tentou tudo por tudo para estragar a festa da Red Bull ( estávamos a torcer por isso pois a atitude quase arrogante dos Bull´s merecia uma lição). Mas 0.091seg separaram Rosberg de Vettel. Nico andava algo escondido estes últimos tempos mas agora parece com vontade de ressurgir. Os ares da Ásia fazem lhe bem. Hamilton, mais uma vez não conseguiu fazer uma boa volta e terá de se contentar com o 5º. Pode e deve fazer mais.
Lotus: 
Este seria um fim de semana interessante para ver como seria a vida de Raikkonen, agora que já anunciou que está de malas feitas para Maranello. O finlandês queixou-se publicamente da falta de pagamento da Lotus, o que não caiu bem no seio da equipa. Mas nenhuma conclusão se poderá tirar. Kimi lesionou-se nas costas e terá uma longa e penosa corrida pela frente. A pista e as condições atmosféricas são difíceis para quem tem de lidar com o carro de F1 e dores nas costas. Os carros de F1 não são conhecidos pelo seu conforto e a pista de Marina Bay não é a mais plana também. Grosjean por seu lado respondeu presente e de que maneira! Este piloto podia ser muito mais do que é. O talento é visível nestas alturas. Assim consiga ele manter a concentração durante a corrida poderá vir a ser respeitado ao invés de ser temido pelos acidentes que provoca.
Ferrari: 
A Scuderia está no meio de uma revolução a nível de chefias e a época de 2014 ocupa muito da mente da equipa. E isso parece ter feito esquecer que ainda há corridas para vencer. O carro está difícil de conduzir. A traseira foge demasiado e perdem muito tempo no sector 2. Massa conseguiu ficar à frente de Alonso e vai ser engraçado ver como Massa vai reagir se lhe for pedido para sair da frente do espanhol. O brasileiro já disse que agora não iria ajudar o companheiro de equipa ( algo que já fez muitas vezes) e que agora corria para si e para se mostrar. Deve tornar as coisas interessantes.
McLaren:
O ano é difícil, o carro é fraco, e os erros acumulam-se. A decisão de fazer sair os pilotos para uma única volta na Q2  é quanto a nós pouco sensata e prejudicou claramente Perez que não se dá bem nestes moldes. A vida do mexicano não está fácil, dados os rumores da vinda de Alonso para a McLaren e da afirmação dos chefes de Woking que a equipa anda de facto a ver o mercado de pilotos. Não é certamente um voto de confiança para Perez. Mas Checo quanto a nós deve ficar mais um ano e mostrar o que vale num carro a sério. Button por seu lado continua a mostrar que a experiência é um posto e graças a ele a equipa vai somando pontos. Não é consensual entre nós no Chicane a valia do piloto britânico. Mas não nos parece que faça sentido Jenson sair agora da equipa.
Toro Rosso: 
Nada de muito diferente. Ricciardo a mostrar o porquê de ser o escolhido para a Red Bull. Mais uma vez Q3 e 9º lugar do grid. Uma boa performance por parte do australiano. Vergne continua a não mostrar o que vale  ( o que para nós é chato, uma vez que devemos ser daqueles que mais diz que Vergne é um excelente piloto e ele teima em não mostrar de forma regular isso) e ficou se pela Q2. Uma época muito boa da equipa satélite da Red Bull.
Sauber: 
Começou mal a época mas a melhoria de forma é agora clara. Hulkenberg tem sido a estrela da companhia depois do desempenho magnifico em Monza e agora é o piloto mais falado para substituir Kimi na Lotus. O homem merece um carro que lute pelo titulo. Mas hoje foi ultrapassado por Gutierrez. O jovem mexicano passou pela primeira vez à Q3 na sua carreira e surpreendeu toda a gente. O piloto tem crescido nas ultimas corridas. Quanto a nós ainda não é o suficiente. Mas já é um passo em frente.
Williams: 
Bottas mais uma vez à frente de Maldonado. O finlandês é um piloto para manter e tem muito potencial. Mas ainda tem de crescer para se impor. Maldonado por sua vez continua perdido em pista sem mostrar nada.


Force India: O titulo desta época poderia bem ser “do sonho ao pesadelo”. Há uma Force India antes da troca de pneus, em que lutavam por lugares da frente e mostravam grande forma e uma Force India depois da troca de pneus, em que se arrastam pela pista. Di Resta está completamente fora de forma e Sutil não consegue fazer melhor. Este ano não se deverá ver nada de muito melhor desta equipa mas esperamos que o dinheiro poupado este ano para 2014 traga um carro para lutar pelos lugares cimeiros.
Marussia/ Caterham:
O campeonato dos últimos mantém-se na mesma. Caterham está claramente melhor ( tem dinheiro e como tal obrigação disso) e a Marussia faz o que pode com o que tem. Pic levou a melhor sobre Van der Garde que ia deitando tudo a perder com um toque no muro. Bianchi ficou mais uma vez à frente de Chilton. Este Bianchi daqui por um ou dois anos vai dar que falar.
Para amanhã a nossa aposta vai para a vitória de Vettel, acompanhado no pódio por Grosjean e Hamilton.  
Muita curiosidade para ver como vai ser a corrida dos Ferraris e principalmente como  vai ser a convivência em pista de Massa com Alonso. Se o Safty Car sair para a pista ( algo que é muito provável) pode ser que Button tenha algo a dizer.
Última nota para Kimi Raikkonen. Os carros de F1 devem ser das maquinas mas difíceis e desconfortáveis de conduzir. Fazer 61 voltas com o calor e os solavancos da pista e com uma lesão nas costas não é para meninos. É um valente este Kimi.

Amanhã as 13h teremos resposta a todas as nossas duvidas. O resumo da prova será publicado durante a tarde. Até lá sigam a actualidade da F1 no nosso blog e na nossa página de Facebook.

http://www.facebook.com/JBFansAroundWorld?fref=ts

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.