G.P. de Singapura: Destaques

Red Bull: 
Perfeito. Perfeito o carro, perfeito Vettel. Tudo correu bem. O carro esteve impecável e o próprio Vettel admitiu isso. Domínio de inicio ao fim e uma vitória mais que merecida. Uma vez mais a volta mais rápida para Vettel. Teve direito a assobios no pódio mais uma vez mas com certeza não se importará muito. O titulo está perto. Webber podia ter chegado ao pódio mas o azar não o permitiu mais uma vez. O seu ritmo nas últimas voltas foi espantoso. Vai apanhar uma penalização por ter apanhado boleia de Alonso (o vídeo está na nossa pagina de Facebook) e aceita-se a decisão dos comissários, pois a brincadeira podia ter corrido mal. Não há quem faça frente aos Bull´s. Tudo sai bem. Estratégias, pit stops, ritmos. Tudo sorri a Vettel, Newey e Horner.
Ferrari:
Quando se ouve que há possibilidade de Alonso sair da Scuderia e se vê uma exibição como esta, é caso para dizer que a Ferrari deve segurar o homem custe o que custar. Com uma máquina inferior, conseguiu chegar a 2º. Este espanhol é enorme e já merecia mais um campeonato em seu nome. A largada é brilhante e graças a isso conseguiu um lugar no pódio. A gestão que fez do ritmo e dos pneus foi fantástica. A estratégia da Ferrari acertou em cheio. Nunca poderiam ir atrás de Vetttel mas este 2º lugar sabe a vitória. Massa disse que ia lutar mais por si mas, infelizmente, não fez mais do que ser um bom 2º piloto. Deve assumir se mais. Ainda assim boa corrida do brasileiro que acabou numa boa posição. Mas se quiser mostrar que ainda tem lugar na F1 tem de mostrar mais.
Lotus:
Kimi Raikkonen é impressionante! É de uma qualidade enorme. O homem é simplesmente brilhante. Sair de 13º, depois de ter lutado contra uma dor de costas na qualificação e ter corrido nas mesmas condições, fazer as ultrapassagens que fez, gerir a corrida como geriu. Não há adjectivos. Foi enorme o Iceman. Nunca ninguém pensou que teria hipóteses de chegar sequer ao top5. Mas Kimi é assim. A Ferrari acabou de contratar um piloto de enorme categoria que, a par de Alonso, se cotam como os melhores do paddock neste momento. Grosjean podia ele também ter lutado com outras armas pelo pódio mas o carro teve problemas e uma paragem demasiado longa deitou tudo por terra. Foi obrigado a desistir poucas voltas depois. Merecia mais o francês. Esteve sempre bem na corrida embora nunca deslumbrando. Ainda pode mostrar mais. Tem talento para isso. A Lotus e neste caso Grosjean recebeu uma reprimenda por causa do pit stop em que um dos mecânicos estava sem capacete e não cumprindo o regulamento que diz que todos os mecânicos devem ter protecção para a cabeça-
Mercedes:
Tiveram o pássaro na mão mas deixaram fugir mais esta oportunidade. Rosberg ainda animou as hostes na primeira curva, mas não teve arte nem carro para seguir Vettel. No jogo das boxes foi ultrapassado por Alonso e Raikkonen. Hamilton por seu lado foi uma sombra do que pode ser. Queixando se sempre do carro, acabou em 5º mas não fez por merecer mais. O desafio neste momento é crescer para que o próximo ano seja mais risonho. Tendo em conta o que se esperava no inicio da época e o que fizeram  até agora, a Merecedes tem razoes para sorrir. Mas vendo do que são capazes agora é caso para ficar algo desapontado. Ainda assim não foi um mau fim de semana.
McLaren:
Tão perto e tão longe. Dissemos que se houvesse “safety car” que Button teria uma palavra a dizer. E JB esteve na luta pelo 3ºlugar. A McLaren tinha de arriscar. E fez precisamente isso. Deixou os carros em pista com apenas 2 paragens e esperaram para ver como se aguentavam os pneus. Mas a aposta não resultou. Os pneus caíram rapidamente em aderência e a performance de Button e Checo ressentiu-se e de que maneira. De 3º e 4º passaram para 7º e 8º. Deve ter sido duro tentar defender-se sem armas, mas os dois pilotos deram boa conta de si e podem estar contentes com o que fizeram. Button sempre no seu timbre cauteloso e pensado, Checo mais com o coração na boca a tentar ultrapassar (como tanto gostamos). Gostaríamos de ver estes dois para o ano na McLaren com um carro condizente com o nome e a historia da equipa. Se assim for podem dar muitas alegrias.
Sauber:
Gutierrez não capitalizou a boa prestação da qualificação e deixou se afundar na tabela. Acabou em 12º mas podia ter feito mais. Fica a duvida se o mexicano não consegue mais ou se sente demasiado a pressão. Mas até agora o registo é negativo. Já Hulkenberg fez mais uma prova solida. Saiu bem na largada e lutou como pôde com o carro que tinha e com o seu talento. Não foi brilhante como em Monza mas as condições também não o permitiam. Ainda assim 9º é bom para o alemão. Para quando o anuncio da assinatura numa equipa de topo?
Force India:
Di Resta começou bem e deu nas vistas no inicio da prova. Chegou ao top 10 com relativa facilidade e notava-se que pilotava para mostrar que “ainda está vivo” e que podem contar com ele para outros voos. Mas borrou a pintura numa travagem falhada o que o atirou para fora de prova. Podia ter sido um dos homens do dia. Mas registamos o seu esforço em mostrar serviço e a forma como se deu a corrida. É bom este britânico. Sutil marcou um ponto acabando em 10º e mostrando que pode ser útil à equipa. Mas passou bem discreto pela Marina Bay.
Toro Rosso:
Ricciardo fez o que não fazia há muito. Errou de forma grave e pagou caro. Travagem falhada quando seguia sozinho e desistência de prova. Ele que até não estava mal na corrida, embora não se esperasse muito por parte dos Toro Rosso. Mas fica mal a um futuro Red Bull fazer um erro destes. Mas o tempo de errar é agora. Não é por causa disso que perdeu talento ou valor. Já Vergne não se fez notar. 14º é manifestamente pouco para o que pode fazer. Teima em não mostrar mais.
Williams:
Maldonado em 11º e Bottas em 13º. Não gostamos de Maldonado mas a verdade é que o venezuelano tem andado sempre perto dos pontos. Já Bottas não se deu bem e ficou-se pelo 13º lugar ainda assim à frente do Toro Rosso.
Caterham/Marussia:
Van der Garde mais uma vez a mostrar algum valor. Conseguiu acabar à frente de toda a gente deste campeonato. Pic em ultimo borrou a pintura para a Caterham. Van der Garde está em crescendo de forma e continua a surpreender-nos. Se calhar o holandês não é tão mau quanto o pintávamos. Do lado da Marussia Chilton conseguiu ficar em frente de Bianchi que teve problemas com o seu volante ( as passagens de caixa tornaram-se difíceis para o francês). Não é todos os dias que o britânico fica a frente do seu companheiro de equipa. Mas Bianchi está noutra liga comparado com Chilton.
Próxima corrida dia 6 de Outubro na Coreia.

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.