GP Coreia – Destaques

Depois do habitual resumo da corrida, uma das interessantes deste ano, vamos aos destaques por equipa:
Sauber: A equipa suiça esteve em boa forma este fim de semana. O piloto principal, Nico Hulkenberg arrancou aplausos e risos de toda a estrutura e pode muito bem estar orgulhoso com a performance que teve durante todo o fim de semana, afinal teve a defender-se durante grande parte da corrida dois Campeões do Mundo. Gutierrez, em boa forma na qualificação, teve durante a corrida menos bem, acabando em 11º, mas temos que ter em atenção que o oitavo lugar da qualificação foi o melhor lugar que conseguiu. Já o tinhamos perguntado, mas será que Gutierrez ainda vai a tempo de garantir um lugar na F1 de 2014? Não nos parece.
Red Bull: Christian Horner afirmou que Vettel é um dos melhores da F1 e merece estar ao lado de Schumacher e Fangio. Nós não podemos confirmar que Vettel é tão bom como Fangio, pela simples razão que não tivemos o prazer de ver Fangio, mas compara-lo a Schumacher? Fica ao critério de cada um. Seb Vettel com quase toda a certeza vai conquistar o 4º título consecutivo, o RB9 é extremamente fiável e o piloto tira o melhor dele…mas se conseguisse ser campeão numa outra equipa, tal como o seu compatriota Schumacher o foi, talvez, para mim, pudesse coloca-los aos dois no mesmo patamar. Durante a corrida, não há muito a dizer, chegou, viu e venceu, literalmente!
Webber esteve muito bem durante a corrida mas parece que o azar anda com o australiano, que poderia ter chegado ao pódio, mas o incêndio no carro foi demais.
Lotus: Para nós, a seguir à Sauber, foi a equipa que mais motivos teve para sorrir depois da corrida. Para Kimi foi fantástico acabar em 2º depois de ter largado em 9º. Atacou bem e tacticamente não falhou. Grosjean esteve durante toda a corrida em 2º mas acabou por ter uma falha e Kimi não perdou! Acabar em 3º foi bom. Adoramos o facto de o seu engenheiro ter-lhe pedido para atacar Raikkonen. É raro, mas mais raro foi ver o próprio director dizer-lhe o mesmo, depois do próprio Grosjean afirmar que era difícil chegar-se à traseira do outro Lotus. A verdade é que no final Grosjean estava a roubar tempo a Iceman. Pelos comentários da equipa ma corrida, se calhar pretendem ficar com Grosjean para 2014…
Mercedes: Nem Hamilton nem Rosberg conseguiram chegar perto do Red Bull de Vettel. Hamilton queixou-se muito dos pneus e na nossa opinião deveria ter sido chamado ao pit stop mais cedo. Notou-se alguma falta de apoio aos pilotos por parte da equipa. Rosberg parecia nem ter aparecido na pista não fosse o facto de ter sido o protagonista do momento mais “retro” da corrida. as faíscas a saírem por baixo do carro do alemão fez-nos viajar no tempo. Parecia a década de 80! De resto, na nossa opinião, a equipa tem de fazer muito mais durante as próximas corridas, para tentar o 2º lugar na classificação por equipas.
Ferrari: A época de 2013 não tem sido fácil para a Ferrari e corrida da Coreia não foi diferente. Alonso foi tapado na largada da corrida e não conseguiu chegar aos lugares do topo, num movimento típico do espanhol, a partir daí foi tentar lutar com Hulkenberg e Hamilton para tentar ficar o mais acima possível e tirar pontos importantes à Mercedes. Parece que a equipa está apenas a tentar gerir o 2º lugar da tabela por equipas e por pilotos.

Mclaren: Button tentou ganhar alguns lugares com a estratégia de duas paragens, mas o toque logo no inicio da corrida, que o fez parar para trocar a asa da frente, fez a estratégia ir por água abaixo. Ainda assim conseguiram pontos importantes com o 8º lugar de Button e o 10º de Perez. O mexicano ainda teve de lutar pelo último lugar que dava acesso aos pontos, com Massa, Maldonado e Gutierrez. No geral, foi uma corrida típica deste ano para a Mclaren. Parece que Brawn, actual director da Mercedes quer mudar-se para a Mclaren, uma casa que conhece bem, com Button, que já foi Campeão com Brawn. A ver vamos!
Force India: Uma corrida muito má, onde os dois pilotos não acabaram a corrida. Di Resta teve uma saída de pista muito estranha e Sutil foi o responsável pelo abandono de Webber, acidente que também teve consequências para o alemão da Force India. 
Toro Rosso: Se para a Force India foi mau, para a Toro Rosso não foi melhor. Os dois pilotos desistiram, em principio por problemas técnicos, nas voltas finais do GP, quando Ricciardo poderia ter conseguido o 9º lugar. Neste momento Toro Rosso, embora não precise de dinheiro, tem de recuperar o lugar à Sauber.

Williams/Caterham/Marussia: Os pilotos das equipas do fundo da tabela, acabaram a corrida quase nas mesmas posições que a começaram, exceptuando Bianchi que acabou em 16º, à frente do seu colega de equipa. Podemos, pelos resultados obtidos, perceber que Bottas está melhor forma que Maldonado na Williams. Na Marussia, Bianchi já está garantido como piloto para 2014, falta ter a certeza se Chilton também.



Pedro Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.