Mark Webber na Pole Position no dia em que o azar mudou de lado.

Não é novidade nenhuma que muitos dos antigos e dos actuais pilotos do paddock da F1, adoram a pista de Suzuka e hoje a qualificação justificou mais uma vez essa escolha. A pista é rápida, bonita e muito técnica, aliás a curva 130R foi por nós considerada uma das 10 melhores desta época.

Este é a prova que pode ver Vettel coroado como campeão do mundo se vencer e Alonso ficar abaixo do 8º. Japão pode voltar a ver um campeão do mundo ser coroado na sua pista, algo que já não acontecia há muitos anos (todos se lembram das épicas batalhas entre Prost e Senna).

Os treinos livres começaram com o domínio da Mercedes, seguidos de perto pelos Red Bull e com os Ferrari mais atrás, mas a segunda sessão traria o inevitável domínio da Red Bull e de Vettel. Rosberg aparecia em 3º e Kimi  logo seguido dos Lotus. A 3ª sessão ficava marcada com um problema no KERS de Vettel que o impediu de liderar a tabela, ficando o seu companheiro de equipa com essa tarefa, seguido dos Mercedes e do Lotus de Grosjean. As sessões de treino ficaram marcadas com várias saídas de pista, nomeadamente de Sutil, que devido a isso teve de trocar de caixa de velocidades, Perez, Bianchi e Kimi.

A qualificação 1 começou com Gutierrez a sair primeiro que os outros, com pneus duros. O mexicano da Sauber fez duas voltas e regressou à box, onde apanhou um valente susto, com um inicio de incêndio na traseira do carro. Em principio tratou-se de algum combustível derramado por acidente, por cima do motor, o que com as temperaturas altas, queimou o combustível, sem prejuízo para o carro e para o piloto.

A qualificação mostrava uma Ferrari com vontade de mostrar outro andamento e os Mercedes e Red Bull a gerir. Button também mostrava o porquê de ser um dos especialistas da pista.

No entanto e depois do fogo na boxe de Gutierrez, era a vez de Vergne ver o seu Toro Rosso em chamas. Estranhamente os travões traseiros incendiaram-se em pista, levando ao abandono do francês e a bandeira vermelha interrompendo a sessão.
No reatar da qualificação e com apenas 2 minutos para o fim da sessão as surpresas não foram muitas, com os suspeitos do costume ( Marussia e Caterham) a ficar com os últimos postos e Sutil com o seu Force India ainda longe da melhor condição, a ficar-se pela Q1. Destaque para Chilton que pela primeira vez ficou à frente de Bianchi e dos Caterham. Um vitória para o britânico.

A Q2 foi mais calma, sem fogos a assinalar o que é sempre bom para a segurança de todos. Para além da acalmia, destacar a proximidade dos tempos em que 14 carros ficaram separados por uma margem de 0.5 segundos. Perez perdeu a vaga para a Q3 depois de uma boa volta de Massa, que estava na zona de exclusão. Di Resta ficava em 12º e muito feliz. Já há muito que não tinha uma qualificação tão boa. Os Williams faziam uma qualificação positiva tendo em conta o que tem sido resto do ano e Hulkenberg mais uma vez a passar à Q3.

Na Q3, Vettel foi o 1º a sair para a pista tentando o truque dos dois últimos GP´s e fazendo logo a melhor volta. Acontece que a sorte não permitiu isso pois uma falha no KERS levou a que não conseguisse fazer o melhor tempo. O germânico teve de voltar as boxes para tentar reparar o componente que, embora reparado, não foi tão eficaz na segunda saída. Webber que tinha fixado o melhor tempo na primeira saída, melhorava a marca, confirmando a pole. Vettel mesmo com problemas de KERS conseguiu ficar com a 2ª posição e Hamilton conseguiu o 3º nos últimos segundos. A luta pelo 3º posto foi bem acesa com Grosjean e Massa a ficarem muito perto de garantir esse lugar. Rosberg não foi carne nem peixe e Hulkenberg com mais uma brilhante prestação em 7º. Alonso 8º e Kimi 9º ficaram muito aquém das expectativas e Button fechou o top 10 sem carro para mais.

Resultados da qualificação:

Pos Driver                Team                 Time            Gap    
1. Mark Webber Red Bull-Renault 1m30.915s
2. Sebastian Vettel Red Bull-Renault 1m31.089s +0.174s
3. Lewis Hamilton Mercedes 1m31.253s +0.338s
4. Romain Grosjean Lotus-Renault 1m31.365s +0.450s
5. Felipe Massa Ferrari 1m31.378s +0.463s
6. Nico Rosberg Mercedes 1m31.397s +0.482s
7. Nico Hulkenberg Sauber-Ferrari 1m31.644s +0.729s
8. Fernando Alonso Ferrari 1m31.665s +0.750s
9. Kimi Raikkonen Lotus-Renault 1m31.684s +0.769s
10. Jenson Button McLaren-Mercedes 1m31.827s +0.912s
Q2 cut-off time: 1m31.848s Gap **
11. Sergio Perez McLaren-Mercedes 1m31.989s +0.699s
12. Paul di Resta Force India-Mercedes 1m31.992s +0.702s
13. Valtteri Bottas Williams-Renault 1m32.013s +0.723s
14. Esteban Gutierrez Sauber-Ferrari 1m32.063s +0.773s
15. Pastor Maldonado Williams-Renault 1m32.093s +0.803s
16. Daniel Ricciardo Toro Rosso-Ferrari 1m32.485s +1.195s
Q1 cut-off time: 1m32.875s Gap *
17. Adrian Sutil Force India-Mercedes 1m32.890s +1.066s
18. Jean-Eric Vergne Toro Rosso-Ferrari 1m33.357s +1.533s
19. Max Chilton Marussia-Cosworth 1m34.320s +2.496s
20. Charles Pic Caterham-Renault 1m34.556s +2.732s
21. Giedo van der Garde Caterham-Renault 1m34.879s +3.055s
22. Jules Bianchi Marussia-Cosworth 1m34.958s +3.134s

Destaques:

Red Bull:
Por uma vez o azar trocou de lado e foi bater na porta de Vettel. Webber agradeceu e fez com isso a 1ª pole de 2013 e logo num dos melhores circuitos do calendário. Mesmo com problemas, o Red Bull de Vettel consegue bater o resto da concorrência. Agora coloca-se uma questão complicada. Com Webber na frente e Vettel em 2º mas com possibilidades de se sagrar campeão já nesta corrida, como será a convivência entre os 2? Webber já se desconfia que não fará favores a Vettel. E se lhe disserem pelo radio Multi 12, o australiano e bem capaz de fazer se fazer de surdo tal como fez Vettel no inicio do ano. Grande expectativa para este confronto.

Mercedes:
Perderam o andamento do meio da temporada. O carro em qualificação já não chega para os Red Bull e em corrida não consegue ser tão competitivo como Ferrari e Lotus. Hamilton mais uma vez à frente de  Rosberg que parece já meio desligado deste ano. Não são esperadas surpresas por parte dos Silver Arrows.


Lotus:
Depois do anúncio da saída de Kimi, Grosjean parece ter recebido bem o voto de confiança da equipa e mais uma fez melhor na qualificação do que Kimi. O Iceman com um 9º lugar volta a não dar nas vistas na qualificação mas já se sabe que na corrida a conversa é outra. Desconfiamos que Grosjean estará nesta altura a ser ligeiramente beneficiado em relação a Kimi. O francês pertence ao futuro da equipa e é “normal” que isso aconteça.

Ferrari:
A noticia da saída fez bem a Massa e mais uma vez fica  à frente de Alonso. Bem à frente. Alonso nunca mostrou ritmo para mais ou invés de Massa que fez uma volta excelente. Mas tal como Kimi, em corrida o espanhol é um osso muito duro de roer e as largadas são o ponto forte da Ferrari. Nunca é sensato descarta-los da luta pelos lugares da frente.


McLaren:
Button conhece o traçado como a palma da mão e isso ajuda em muito. O ritmo em comparação com Perez é muito superior e o britânico mostra que deve ficar na equipa. Já o mexicano não consegue explodir e mostrar o seu real valor. As noticias não lhe são favoráveis e a psicológico deve pesar bastante nesta altura.


Sauber:
Quem diria! Um inicio de época francamente negativo e agora com a ajuda de Hulkenberg a brilharem como nunca ninguém pensou este ano. 7º lugar para o alemão é francamente bom. Este Hulkenberg é realmente um excelente piloto. A história do peso a mais é quanto a nós uma questão secundaria. Nós até permitiríamos que ele engordasse mais 2 ou 3 quilos mas que mantivesse a qualidade que tem. Queremos ver Hulk na Lotus para o próximo ano.

Williams:
Uma qualificação positiva. Para quem costuma lutar para não ficar na Q1, 13º e 15º não é nada mau. Rimo-nos bastante com as noticias de Maldonado ser um candidato à Lotus. Ele não tem estado mal mas não é motivo para exagerar.




Toro Rosso:
Vergne em chamas não conseguiu fazer melhor que 18º. Esperemos que para o ano que vem, tenha mais sorte ( ou não, dependendo do seu companheiro de equipa). Já Ricciardo mantém-se bem na frente na luta entre os 2 pilotos. O carro perdeu alguma competitividade mas a época da Toro Rosso já está feita e é bastante positiva.

Force India:
Desde a troca de pneus que nunca mais foram os mesmos. Sutil pagou caro a troca de caixa pois para além da penalização não conseguiu sequer fazer melhor do que 17º. Di Resta visivelmente satisfeito com o 12º já não se lembrava de fazer uma qualificação tão boa. Com uma estratégia agressiva poderá lutar pelos pontos.


Marussia/ Caterham:
Tanto batemos em Chilton que ele hoje fez melhor que toda a concorrência. Bateu Bianchi pela primeira vez (os arranjos no carro devido ao acidente terão pesado contra o francês). Os Caterham ficaram a ver o Marussia do britânico ficar a sua frente algo que já não acontecia há muito tempo. Charles Pic a fazer melhor que Van der Garde.

Amanhã corrida bem cedo pela manhã (as 7h) e com uma luta Webber vs Vettel no menu, com o alemão a poder sagrar-se já campeão. Curiosidade para ver o que fará Alonso e Kimi e se Button conseguirá chegar ao top 5.

Fontes:
autosport.com

Fotos:
https://www.facebook.com/JBFansAroundWorld?fref=ts
Fotos retiradas da internet.

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.