Vettel é Campeão do Mundo de Fórmula 1!

Vettel venceu a corrida do GP da India, no dia que se sagrou, pela quarta vez consecutiva, Campeão do Mundo de F1.
Rosberg e Grosjean, que subiu 14 lugares desde a largada, fecharam o pódio da Índia.
Esperava-se uma corrida muito estratégica devido à diferença de andamento dos pneus e ao seu desgaste. Todas as previsões davam como dificil a vida de Vettel a partir da 2º volta, isto porque partia com pneus macios, que aguentariam 3 voltas no máximo, o que o faria parar muito cedo e voltar à corrida no fundo do pelotão.
A corrida:
Os Mercedes tiveram um bom arranque, mas Vettel conseguiu passar na primeira curva em primeiro, com Massa a surpreender todos e depois de passar Webber, estava colado às traseiras dos Silver Arrows, conseguindo ultrapassá-los na quarta curva, numa bonita manobra do brasileiro. Enquanto isso, o seu colega
de equipa, tem azar e vê-se no meio de um toque entre Webber e Button (sem maldade por parte de nenhum dos pilotos, foi apenas a ânsia de recuperar posições que originou o toque), que acabam por tocar no espanhol. Devido a esse toque, Alonso precisou de parar nas boxes na 2ª volta para mudar a asa dianteira e Button para trocar de pneus. Com isso, um e outro piloto descem bastantes posições, ficando os dois no fundo do pelotão, tendo batalhado muito durante toda a corrida. Foi um mau inicio para o espanhol, que necessitava de ficar em 1º ou 2º para adiar a festa de Vettel.
Giedo van der Garde ficou de fora na primeira volta, por ter partido a suspensão devido a um toque com Chilton.
Como previsto Vettel foi mudar de pneus na segunda volta, mas quem previu que Vettel perderia muito tempo nas ultrapassagens depois da ida às boxes, enganou-se: o alemão foi absolutamente incrível porque em cerca de 15 voltas passou para 3º classificado.
Na volta 23 os três primeiros classificados eram Webber, Vettel e Pérez, que tinha recebido ordens da equipa que não estava a correr contra os lideres da prova mas sim com os Mercedes, que tinham descido para posições a meio da tabela durante os primeiros pit stops.

No período da segunda janela de pit stop, Vettel consegue ficar em 1º e Webber na volta de saída da box, é avisado pelo engenheiro de corrida para encostar por problemas no alternador, que podia danificar o motor, o último que o australiano tem para esta época. Ficava mais uma vez Mark Webber apeado, numa prova em esteve bem e merecia mais. A Red Bull ficou assim completamente dependente de Sebastian Vettel.
Quem também já estava de fora da corrida foi Charles Pic, o segundo piloto da Caterham a desistir na Índia.
Na volta 45 o top 10 da corrida era: Vettel, Raikkonen, Rosberg, Grosjean, Massa, Hamilton, Pérez, Hulkenberg, Di Resta e Sutil. Podiamos assistir a uma boa recuperação de Grosjean, que tinha largado de 17º e a uma corrida equilibrada (à procura de pontos importantes) da Force India.

A partir desse momento, Kimi Raikkonen começa a ter alguns problemas com o carro: com sobreaquecimento, com combustível e os pneus estão demasiadamente gastos. Na volta 50 já o Ice Man tinha passado a altura correcta para substituir pneus, porque ficaria atrás de Hulkenberg (o piloto que ninguém gosta de ter à frente) mas perdia muito tempo para Rosberg e Grosjean.
Já depois de Nico Rosberg ter ultrapassado Kimi, o segundo Lotus, o de Grosjean, cola-se ao colega de equipa. Começamos a pensar como Raikkonen decidiria, se deixava o colega passar, que estava mais rápido, ou se se “vingava” da decisão de não mandarem mudar o seu jogo de pneus? E tivemos um Kimi que atirou Grosjean para fora da pista, não conseguindo ficar com a posição e por sorte nenhum piloto teve que desistir. Houve de seguida uma “boa e interessante” conversa entre a pit wall e Kimi!

Nas últimas voltas, Pérez ainda teve tempo para uma manobra “à Pérez”, ultrapassando Hamilton e Raikkonen na mesma manobra, sendo que os outros dois pilotos tinham já muita dificuldade para segurarem os carros.

Restava esperar que Sebastian Vettel passasse a linha de meta para se sagrar o tetracampeão de F1 e o alemão deu espectáculo para o público, ao fazer uns belos piões na recta da meta!

Ficam aqui a classificação do GP da India:

   POS
         Piloto
      Equipa
Grelha
        Tempo
PTS
1
VETTEL
RED BULL
1
25
2
ROSBERG
MERCEDES
2
+29.800
18
3
GROSJEAN
LOTUS
17
+39.800
15
4
MASSA
FERRARI
5
+41.600
12
5
PEREZ
MCLAREN
8
+43.800
10
6
HAMILTON
MERCEDES
3
+52.400
8
7
RAIKKONEN
LOTUS
6
+67.900
6
8
DI RESTA
FORCE INDIA
12
+72.800
4
9
SUTIL
FORCE INDIA
13
+74.700
2
10
RICCIARDO
TORO ROSSO
11
+76.200
1
11
ALONSO
FERRARI
8
+78.200
12
MALDONADO
WILLIAMS
18
+78.900
13
VERGNE
TORO ROSSO
14
+1 LAP
14
BUTTON
MCLAREN
9
+1 LAP
15
GUTIERREZ
SAUBER
16
+1 LAP
16
BOTTAS
WILLIAMS
15
+1 LAP
17
CHILTON
MARUSSIA
22
+2 LAPS
18
BIANCHI
MARUSSIA
19
+2 LAPS
RET
HULKENBERG
SAUBER
7
RET
WEBBER
RED BULL
4
RET
PIC
CATERHAM
21
RET
VAN DER GARDE
CATERHAM
20


A Red Bull vence também pelo 4º ano consecutivo o Campeonato de Construtores!

Os nossos parabéns a Sebastian Vettel!

Os habituais destaques da corrida, serão publicados depois.

Fotos:
telegraph.co.uk
au.sports.yahoo.com
crash.net 
firstpost.com 

Pedro Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.