WTCC – 1ª corrida dominada por Muller com Monteiro em 2º. Na 2ª corrida… um desastre total.

 
A última ronda do WTCC passou pelo mítico circuito da Guia em Macau para por à prova os pilotos no teste final.
As qualificações mostraram um Muller favorito, com o Chevrolet a não dar hipótese a ninguém e a Honda, com Monteiro à cabeça, a tentar contrariar sem sucesso o domínio do francês. Tarquini seguia em 3º e o especialista de Macau, Rob Huff, fazia 4º. Era previsível que Muller não tivesse concorrência à altura e que conseguiria a primeira vitória em Macau depois de conseguir a primeira pole.
Antes da corrida a Honda sofreu um forte revés. Tarquini teve problemas no motor o que obrigou os mecânicos a troca de motor o que deitou por terra as hipóteses de participar na primeira corrida.
A corrida confirmou o domínio de Muller. Saiu bem, Monteiro ainda tentou pressionar mas depressa o Chevrolet ficou fora do alcance do português. Monteiro teve depois de se defender de Huff que atacou fortemente o Honda, mas Monteiro defendeu-se bem e aguentou o 2º lugar até ao final.
Uma corrida com pouca história e tirando o duelo Monteiro vs Huff pouco teve de interessante.
Classificação da 1ª corrida:
1. Yvan Muller RML Chevrolet 22m54.522s
2. Tiago Monteiro Honda +1.265s
3. Rob Huff Munnich SEAT +1.592s
4. Norbert Michelisz Zengo Honda +5.147s
5. Alex MacDowall Bamboo Chevrolet +7.096s
6. James Nash Bamboo Chevrolet +7.632s
7. Marc Basseng Munnich SEAT +18.148s
8. Pepe Oriola Tuenti Chevrolet +20.345s
9. Stefano D’Aste PB BMW +20.644s
10. Tom Boardman Special Tuning SEAT +21.213s
11. Tom Coronel ROAL BMW +21.806s
12. Mehdi Bennani Proteam BMW +22.806s
13. Darryl O’Young ROAL BMW +30.471s
14. Franz Engstler Engstler BMW +32.905s
15. Mikhail Kozlovskiy Lada +40.394s
16. Rene Munnich Munnich SEAT +58.083s
17. Yukinori Taniguchi Nika Chevrolet +1m12.888s
18. Michael Soong Campos SEAT +1m13.961s
19. Henry Ho Engstler BMW +1m16.085s
20. Filipe de Souza China Dragon Chevrolet +1m18.107s
21. Joseph Rosa-Merszei Engstler BMW +1m36.668s
22. Ng Kin Veng China Dragon Chevrolet +1m44.616s
23. Celio Alves Dias China Dragon Chevrolet +1m45.773s
24. Eurico de Jesus PAS Honda +1m46.315s
25. Jeronimo Badaraco Son Veng Chevrolet +1m55.988s
26. Lam Kam San China Dragon Chevrolet +2m23.146s
27. Mak Ka Lok RPM BMW +2m25.450s

Na segunda corrida assistiu a um festival de chapa batida. Logo na largada, Michelisz foi contra as barreiras na primeira curva, voltando de seguida descontrolado para o meio da pista. Isto levou a um choque em cadeia. A corrida teve de ser interrompida e o recomeço levou a que tudo voltasse à forma original, ou seja com os pilotos a ocuparem a posição que tinham no grid à partida da 2ª corrida. Esta decisão prejudicou directamente Tiago Monteiro que de 8º tinha subido para 4º, tendo de voltar a 8ª posição.
O recomeço da corrida trouxe ainda mais acidentes, um dos quais em que Monteiro se envolveu com Muller, que mais uma vez bem ao seu estilo forçou em demasia a ultrapassagem. Monteiro com isso ficou com o carro danificado e foi obrigado a abandonar. Foi um sem fim de choques que levou a que apenas 15 dos 33 carros terminassem a corrida. Um espectáculo entretido mas vergonhoso. Se a pista da Guia serve para separar o trigo do joio, pode se dizer que o WTCC está muito mal. Acidentes acontecem. Mas o dia de ontem teve acidentes que nunca deveriam ter acontecido. Pilotos sem qualidade para correrem no WTCC deram entrada no grid, exclusivamente para o GP de Macau e o resultado foi o que se viu. Quando Chilton foi obrigado a reduzir o andamento com problemas no seu carro levando a duplas bandeiras amarelas e mesmo assim os carros não pararam de bater uns nos outros, algo está muito mal.
Classificação da 2ª corrida:
1. Rob Huff Munnich SEAT 1h23m32.152s
2. Pepe Oriola Tuenti Chevrolet +0.723s
3. Tom Coronel ROAL BMW +1.173s
4. James Nash Bamboo Chevrolet +2.909s
5. Alex MacDowall Bamboo Chevrolet +3.428s
6. Yvan Muller RML Chevrolet +4.642s
7. Marc Basseng Munnich SEAT +5.665s
8. Franz Engstler Engstler BMW +18.982s
9. Gabriele Tarquini Honda +30.963s
10. Henry Ho Engstler BMW +47.079s
11. Celio Alves Dias China Dragon Chevrolet +48.255s
12. Ng Kin Veng China Dragon Chevrolet +58.652s
13. Lam Kam San China Dragon Chevrolet +58.921s
14. Mak Ka Lok RPM BMW +1m00.680s
15. Filipe de Souza China Dragon Chevrolet +1m34.078s
Abandonos:
James Thompson Lada 7 Voltas
Yukinori Taniguchi Nika Chevrolet 6 Voltas
Charles Ng Engstler BMW 5 Voltas
Michael Soong Campos SEAT 5 Voltas
Joseph Rosa-Merszei Engstler BMW 5 Voltas
Tom Chilton RML Chevrolet 4 Voltas
Eurico de Jesus PAS Honda 4 Voltas
Rene Munnich Munnich SEAT 3 Voltas
Tiago Monteiro Honda 3 Voltas
Jeronimo Badaraco Son Veng Chevrolet 2 Voltas
Stefano D’Aste PB BMW 1 Volta
Konstantins Calko Campos SEAT 0 Voltas
Darryl O’Young ROAL BMW 0 Voltas
Mehdi Bennani Proteam BMW 0 Voltas
Tom Boardman Special Tuning SEAT 0 Voltas
Hugo Valente Campos SEAT 0 Voltas
Mikhail Kozlovskiy Lada 0 Voltas
Norbert Michelisz Zengo Honda 0 Voltas

Vitórias para Muller e Huff e o final desta era do WTCC. Para o ano novos regulamentos, mais potencia, mais aerodinâmica. Esperemos que traga um pouco mais de sal e pimenta a modalidade que neste momento desperta pouco interesse do publico.
Destaques:
Muller: 
É o campeão em titulo e foi o mais regular durante todo o ano. Conseguiu a primeira vitória em Macau e foi a sua ultima corrida pela RML. Para o ano que vem será companheiro de equipa de Loeb na Citroen. É bom piloto mas tem alguns exageros que podia evitar, Monteiro que o diga.
Monteiro: 
Boa prova do português. Na primeira corrida manteve o 2º lugar que foi o equivalente a uma vitoria tal era a diferença de andamento do Chevrolet para o Honda. Defendeu-se bem de Huff e conseguiu assim mais um pódio. Um final de época muito bom para o português com 1 vitória e 4 pódios.
Huff: 
Mais uma vitória do britanico em Macau. O homem domina as ruas do circuito da guia e mesmo com um SEAT inferior conseguiu passar pela carnificina da 2ª corrida e passar  por Coronel que seguia na frente. Um bom e merecido resultado deste piloto que merecia mais que um SEAT este ano. Para o ano vai para a Lada. Veremos o que os russos tem para lhe oferecer.
Tarquini: 
Fim de semana para esquecer. Não correu na 1ª corrida e na segunda foi apanhado na serie de acidentes o que poderia ter prejudicado o italiano pois ainda estava o 2º lugar da geral em discução. Mas Nash não conseguiu fazer os pontos suficientes para suplantar o italiano que assim se sagrou vice campeão. Nada mau para o primeiro ano na Honda.

Fábio Mendes 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.