G.P. do Brasil – Destaques. A última do ano, cheia de despedidas e momentos para recordar.

Red Bull: 
Um ano fenomenal para a Red Bull. Tetra para Vettel, tetra para a equipa. Nunca tiveram concorrência à altura. Vettel dominou como sempre. O homem que consegue dar 7 segundos de avanço em 3 voltas. Com ele a equipa corre o risco de ser baptizada de “Red BUUU”, tal é a quantidade de vezes que é assobiado. Mas sem razão. É um excelente piloto que tira partido do excelente carro que tem.Bateu mais um record igualando o Barão Vermelho, Schumacher com 13 vitórias numa época.  Webber fez a úlitma corrida na F1. Temos pena ver sair um dos poucos pilotos que “os tinha no sitio” para dizer o que pensava. O seu carácter e a sua honestidade fazem falta. Embora não fosse um piloto do outro mundo, era muito bom e tinha carisma, algo que falta à F1. Vai nos obrigar a ver mais WEC para o ano. Na corrida esteve muito bem. Lutador como sempre, quis mesmo chegar a Vettel para uma batalha final. Mais uma vez teve azar no Pit Stop. Mas sai em grande.
Mercedes:
Quem diria que ficariam em segundo este ano? Remodelação da equipa, entrada de Hamilton, tanta mudança num ano… Se a meio da época a temporada parecia ganhar cores ainda mais vivas, o final trouxe os “Silver Arrows” à terra. Ainda há trabalho pela frente. Hamilton na corrida esteve dentro do aceitável. Soube gerir da melhor forma os seus pneus e o carro, que estava preparado para chuva, o que não veio a acontecer. Deitou tudo a perder com um acidente estúpido com Bottas. Já Rosberg, que saiu dos lugares da frente teve um trambolhão enquanto fazia render os pneus. Má estratégia da Mercedes.
Ferrari:
Pensávamos que seria este ano. Mas não. O carro que tanto prometia no inicio da época,  afinal não rendeu o que esperávamos. Alonso fez mais uma vez o que pode e conseguiu pelo 2º ano consecutivo o 2º lugar. Não ficou a 2 pontos como no ano passado mas ser o 2º melhor atrás de Vettel não é nada mau. Na corrida não teve argumentos para segurar Webber. Massa que também se despediu da Ferrari, lutou como pôde mas o Drive Through que foi sujeito deitou por terra a possibilidade de um bom resultado. Podia ter até sonhado com o pódio. Mas a FIA tirou lhe essa possibilidade.
Lotus: 
Grosjean, com problemas no motor, não teve tempo de mostrar argumentos e Kovalainen, fora de ritmo, não impressionou também. A última corrida não foi a melhor para a Lotus mas o ano não foi mau. Podiam ter lutado pelo 2º lugar mas a polémica Kimi Raikkonen não ajudou. Ainda nos fizeram sonhar este ano.
McLaren:
Acabar o pior ano de sempre com uma boa corrida. 4º e 6º não é um resultado de sonho mas lembrar que Button veio de 15º e Perez de 19º, faz ver as coisas de outra maneira. Button esteve impecável. Uma corrida brilhante, tendo em conta o material que dispõe. Perez também esteve muito bem mas com medo de arriscar mais, para não causar má impressão, ficou-se pelo 6º. Esta dupla para o ano com um bom carro daria muito que falar. Veremos como Magnussen se sai.
Sauber: 
Não foi uma corrida tão boa como já os vimos fazer… Aliás como vimos Hulkenberg fazer mas o monolugar do alemão não gostou particularmente de Interlagos. Não foi tão eficaz como noutras pistas. Ainda assim 8º lugar e uma ponta final de campeonato excelente. Há quem diga que já assinou com a Force India e que fará dupla com Perez. Se assim for… É muito bom para o desporto. Gutierrez? Mais do mesmo. Nada de mais a assinalar.
Force India: 
Di Resta passou discretamente pelo Brasil assim como Sutil. Tentaram fazer render os pneus mas a estratégia não resultou. Fala-se que Di Resta está de saída da F1 para ir para a Formula Indy. Uma decisão estranha. Formula 1 ainda é o topo do automobilismo. Porque sair? A Force India abriu lhe a porta de saída? É DI Resta que quer sair? Estranho. Sutil também parece estar de saída também. Prometeu muito no inicio mas foi caindo ao longo do ano, tal como aconteceu ontem em pista.
Toro Rosso:
Passaram a Q3 na qualificação mas em corrida não tiveram andamento para mais. Ricciardo marcou mais um ponto mas foi muito macio na defesa da sua posição. Vergne nem com a pista a ficar molhada conseguiu mostrar algo mais. Estava a subir mas Maldonado acabou com as hipóteses de conseguir melhor. Ainda assim não estava a deslumbrar. Uma época para esquecer do francês, que tem de se pôr fino ou então um português da Red Bull Junior Team pode ficar lhe com o lugar.
Williams: 
Bottas estava a fazer mais uma boa corrida mas Hamilton estragou-lhe essa hipótese. Ainda assim mostrou se a bom nível e de certeza que deixou Frank Williams contente com a opção que tomou. Mais contente por ter despachado o outro piloto. Quando viu Maldonado a esquecer-se de olhar para o retrovisor quando estava a ser ultrapassado por Vergne, deve ter suspirado de alivio. O venezuelano fez um pião. Virou-se de novo para o sentido correcto da pista e ia batendo contra Button. Hoje não vou dizer mais nada sobre este piloto. Não o merece.
Marussia / Caterham:

A Marussia conseguiu ficar em 10º, o que foi motivo de festa para a equipa, afinal o dinheiro que vem faz muita falta. Bem podem agradecer a Bianchi tal façanha. O francês tem categoria e ajudou muito a equipa no inicio do ano, a ganhar vantagem sobre os Caterham. Chilton acabou todas as corridas batendo o record anterior de Tiago Monteiro. Nada mau. Van der Garde foi o melhor dos Caterham e já tem lugar garantido para o próximo ano. Quem está de saída é Pic. Foi uma desilusão para nós. Foi muitas vezes batido pelo seu colega de equipa que não é nada de especial e vai sair da F1 sem que ninguém dê por isso. Teve azar na corrida e a suspensão partiu. Um final inglório de uma época pouco conseguida.

V8: 
Acabou uma era da F1. Os 2.4 V8 rugiram pela última vez. Desde 2006 que rodaram e nos fizeram arrepiar com o seu som brutal. A evolução segue o seu rumo e teremos de nos habituar aos V6. Mas ainda vamos relembrar com saudades os V8.

Final de época. É tempo de passar em revista o que de mais importante aconteceu ao longo do ano. Faremos isso em breve, de forma gradual para além de lhe fazermos chegar as novidades da F1. Ainda há muitos lugares para decidir. Tudo para seguir aqui no Chicane.

Fotos:
Retiradas através do Google e das páginas Formula 1 Portugal e Jenson Button no Facebook.

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.