António Félix da Costa no DTM – Tiro no pé ou melhor solução possível?

A Autosport publicou hoje no seu Facebook que Félix da Costa tem tudo fechado para correr no DTM em 2014.
Ainda não há confirmação desta noticia e só para a semana se saberá se é realidade ou não.
A grande maioria dos comentários nas redes sociais lamentavam a opção, dizendo que era o fim do sonho e que Félix da Costa nunca mais iria para a F1.
Este assunto é alvo de opiniões díspares aqui no Chicane, mas no final conseguimos chegar a um consenso. Dentro de todas as possibilidades, o DTM é uma boa opção para Félix da Costa.

Quais eram as possibilidades do Formiga?

Antes de mais é preciso ter em mente das possibilidades que se abriam para Félix da Costa. F1 estava fora de questão (infelizmente, pois seria esse o destino merecido para o nosso Formiga). E não entrou já, por motivos meramente económicos, como já referimos.
WSR seria ficar no mesmo patamar, onde já não tem nada para provar. Seria provavelmente uma época sem rivais à altura, ou na pior das hipóteses, a sofrer por não ter uma equipa tão afinada como os outros, como aconteceu este ano. Estagnar nesta altura é mau. 
GP2 seria uma opção interessante mas quanto a nós, é um passo para o lado (senão mesmo para trás). WSR é cada vez mais a antecâmara da F1. Basta ver que o futuro da F1, os grandes talentos do futuro, tem tendência a estar no WSR ao invés do GP2. E a nível competitivo não traria um desafio novo para o português.
Havia também a hipótese da Formula Indy, que começa a ter um cartaz interessante. Mas pensamos que seria uma viagem só de ida, pois na América há muito dinheiro. E eles sabem como segurar os melhores. E nós ainda queremos ver o Formiga na F1. Ficar nos campeonatos “europeus” é melhor até para não ser esquecido.

O que todos parecem esquecer mas é importante lembrar.
Há um pormenor que todos parecem esquecer e que tem enorme importância. A Red Bull quer Félix da Costa pronto para qualquer eventualidade. Rumores correram que várias equipas perguntaram por Félix da Costa mas a Red Bull negou qualquer avanço por parte dos interessados. Além do mais, querem que ele continue no trabalho de simuladores, provavelmente como uma espécie de 3º piloto. O que é importante reter daqui é o seguinte. A Red Bull não abre mão do português. Noutros casos, a não promoção para a F1 ditou o fim da viagem dos pilotos pelo mundo Red Bull. Mas com o Formiga foi diferente. Quiseram ficar com ele e querem colocá-lo numa competição que não se sobreponha a nível de calendário à F1. E isso é o maior sinal de todos.

A nossa aposta.

Num aspecto estamos de acordo em unanimidade aqui no Chicane. Félix da Costa tem uma boa probabilidade de entrar na Toro Rosso. E isso acontecerá caso Kvyat não dê certo, ou caso Vergne mantenha o desempenho deste ano. E como acreditamos mais na última hipótese, éramos capazes de apostar que, caso Vergne mantenha a sua performance, que sai a meio da época e o caminho fica aberto para o Formiga. Só assim se consegue entender o porquê da Red Bull querer que ele compita numa modalidade que não se sobreponha ao calendário da F1. E vem de encontro ao que Helmut Marko costuma fazer, pois não tem problema de mandar embora um piloto a meio da época. É até uma forma de se mostrar e de realçar a sua autoridade.
Será o DTM assim tão mau? Não.
Assim sendo, embora não seja a solução que todos queríamos, é a melhor possível. O DTM é um bom campeonato, muito competitivo, em alguns aspectos parecido com a F1 ( pit stops, DRS por exemplo). O único senão, será a adaptação a um carro de turismo e a uma forma de condução que é diferente de um monolugar. Para além disso é um campeonato com visibilidade e que pode ser uma boa forma de publicitar a marca e o piloto.
Ao contrário do que muita gente diz e pensa, não achamos que este seja o final da caminhada para a F1. É apenas uma pausa, uma forma de o manter concentrado e com níveis competitivos bons, para quando for preciso dar o salto para a Toro Rosso, como acreditamos que vá acontecer.
No entanto no final do dia Félix da Costa colocou uma imagem onde dizia que tinha saudades de correr num GP2. Será um sinal?
A única coisa em que acreditamos verdadeiramente é que o caminho para a F1 está ainda em aberto.
Deixem nos a vossa opinião na caixa de comentários. Queremos que este seja um espaço de partilha de opiniões.

Fábio Mendes

2 pensamentos sobre “António Félix da Costa no DTM – Tiro no pé ou melhor solução possível?

  1. Estou totalmente de acordo com voçês, acrescentaria um facto, e porque não subir directo à Red Bull racing, não estando o Ricciardo a conseguir responder às espectativas, e a perder pontos para a equipa, acho que também está em jogo essa hipotese, embora a do Vergne seja a mais forte, mas o Ricciardo também se pode dar mal! Vamos estar atentos e ver o que pode acontecer!

    Gostar

  2. Subir para a Red Bull será mais complicado. A aposta em Ricciardo vai ser “espremida” até ao fim, tal como acontecerá com Kvyat. Vergne Já está há dois anos na F1, tem por isso mais hipóteses de sair caso se dê mal, pois já tem a “obrigação” de fazer melhor. Mas depois de ler a opinião de Tost sobre o nosso Formiga ( http://www.autoportal.iol.pt/desporto/f1-desporto/franz-tost-felix-da-costa-fez-duas-ou-tres-boas-corridas) o caminho ainda é longo e com muitos obstáculos.

    Resta-nos estar atentos e continuar a apoiar o nosso Formiga.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.