2013 passado em revista.

O ano aproxima-se a passos largos do seu final e está na altura de ver (ou rever) os resumos das principais provas que acompanhamos ao longo do ano. No total foram 7 as modalidades que fomos dando conta. F1, DTM, WRC, WTCC, WSR, MotoGP, e um pouco de FIA GT. Vamos então colocar os links dos resumos feitos até agora, de forma a que possam ter a informação toda num post. Por manifesta falta de tempo. não conseguimos resumir o WTCC ( algo que tentaremos ainda fazer) e o Moto GP. Ainda assim ficam com uma larga perspectiva do que aconteceu este ano nas modalidades seguidas.

DTM:

O DTM é provavelmente a modalidade de turismo com mais fãs e com muita justiça. O campeonato é equilibrado, competitivo, os moldes da prova são muito interessantes e apresenta muitas similaridades com a F1 (categoria rainha do automobilismo). Este ano com a introdução do DRS as manobras multiplicaram-se. Os pit Stops (2 obrigatórios) levam a que a estratégia tenha um peso muito importante na corrida. O tempo gasto no pit stop ( média de 3 seg) assemelha-se em muito aos tempos praticados na F1.”
” O cartaz dos pilotos também era muito apelativo. Existiam à partida 5 campeões de DTM. Spengler, campeão em título e o favorito, Ekstrom, Paffet, Scheider e Tomczyk. Aliás o DTM sempre teve excelentes pilotos. Basta lembrar que Di Resta, um dos bons valores da F1 foi campeão de DTM em 2010.”

Resumo da época e destaques:

http://chicane2013.blogspot.pt/2013/10/dtm-rockenfeler-justo-campeao-de-2013.html


WSR:

No WSR seguimos com especial atenção e carinho a época de Félix da Costa. Uma época que acabou de forma amarga para todos nós, que contávamos ver o nosso formiga na F1. Mas o caminho às vezes pode ser bem complicado. Mantemos a esperança que ainda veremos Félix da Costa brilhar na F1.

Resumo da época de Félix da Costa no WSR:

http://chicane2013.blogspot.pt/2013/10/a-forca-do-formiga.html

WRC:

“A Volkswagen e Ogier foram os grandes vencedores da temporada, arrecadando todos os “louros”, fazendo a dobradinha com a conquista do mundial de pilotos e construtores, neste que foi o ano de estreia da marca alemã no campeonato do mundo de rally´s. 

Ogier, que depois de perder espaço dentro da Citroen, sempre em conflito com o outro francês, S. Loeb, abandonou a marca francesa, encarando uma época “sabática” na Skoda, mas correndo pela Volkswagen Motorsport, pois o Fabia S2000 mais não era do que um Polo R WRC disfarçado. Sem poder pontuar na sua categoria, onde os limites de teste são regra, Ogier, privou-se durante uma temporada de lutar com os melhores. Por alguma razão o fez, pois sabia do potencial do Polo versão WRC, e mais do que isso, da grande aposta da marca nos rally´s. “

Resumo da época:

Análise das equipas:

F1:

“2013 começava praticamente como começou 2012. Com muita expectativa, pois no Grid encontravam-se 5 Campeões do Mundo. Este seria também o último ano dos motores 2.8 L V8. Com muitas mudanças para 2014, não se previam alterações profundas nos carros. Apenas ajustamentos dos monolugares do ano anterior.

Havia curiosidade para saber se a Sauber ia manter os níveis do ano passado e se a McLaren e Ferrari conseguiriam finalmente vencer a Red Bull. Na Mercedes, a exigência era maior mas ainda não se exigiam títulos. Apenas bons resultados e o seguimento do crescimento sustentado da equipa. A Lotus era a grande incógnita. Seria capaz de manter ou melhorar os resultados do ano passado? Ou pelo contrário, teria ficado para trás em relação aos grandes do Paddock?”


Resumo da época:

Análise dos pilotos:
Análise das equipas:
Para o ano seguiremos com mais atenção o WTCC, pois a entrada da Citroen trará mais motivos de interesse, para além dos novos regulamentos que de certeza tornarão a modalidade mais apelativa, sem esquecer Tiago Monteiro, que poderá beneficiar das mudanças. 
Manteremos o DTM e com especial atenção aos portugueses Félix da Costa e Filipe Albuquerque. O campeonato deve manter-se competitivo, com a Audi a querer melhorar ainda mais, a BMW a estrear o seu M4, tentado regressar aos títulos e a Mercedes, que tem vindo a investi muito para voltar a vencer no DTM ( fala-se no regresso de Di Resta).
A F1 e o WRC, os pratos fortes da casa, vão manter-se nos mesmos moldes deste ano, com cobertura detalhada, resumos e destaques. 
Tentaremos, dentro do possível abordar mais o MotoGP, das modalidades mais competitivas e interessantes dos desportos motorizados. Temos em vista breves abordagens aos GT´s e a Indy, dependendo do tempo livre.

Contamos convosco, com os vossos comentários, sugestões, partilhas, para que possamos crescer ainda mais, agradecendo desde já por nos seguirem.

Fotos:

Retiradas do Google

Textos feitos pela equipa Chicane, com as fontes colocadas no final dos respectivos post´s.

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.