Um capricho ou um projecto?

Foto: Sauber

Eu bem sei que o dinheiro na F1 é um bocado tabu, toda a gente sabe que funciona muito graças a ele mas ninguém o quer dizer para proteger o brilhantismo da modalidade. Já não ficamos surpreendidos, embora revoltados, quando um piloto compra um lugar numa equipa de F1 graças ao que os seus patrocínios podem oferecer a nível monetário as respetivas equipas, começou a ser tão habitual que agora é quase banal.

O que venho escrever hoje, é diferente embora esteja de uma certa forma interligada.

Para quem não sabe ou anda desatento, a Sauber poderá ter um novo dono para breve de seu nome, Lawrence Stroll, um bilionário onde a sua fortuna é estimada em cerca de 2,3 biliões de dólares. A compra por parte deLawrence Stroll não deverá ser muito dificultada já que a equipa sediada na Suiça precisa de investidores o mais rapidamente possível depois do acordo com patrocinadores russos ter caído por terra no ano passado.
Até aqui tudo bem, agora vem a parte curiosa. Lawrence Stroll, tem um filho, Lance Stroll de 14 anos que compete neste momento no campeonato italiano de F4, onde por curiosidade lidera o campeonato com uma vantagem confortável sobre o segunda classificado. A compra da Sauber seria certamente uma forma de lançar e facilitar a entrada do filho nos grandes palcos, competindo na F1 quando assim desejar.
É difícil opinar/criticar antes do tempo sem saber o que irá acontecer realmente caso Stroll venha a comprar a Sauber mas na minha opinião não passará mais do que uma rampa de lançamento para filho.

Foto : Sauber

Do outro lado da moeda, temos a Ferrari que deverá estar a olhar para esta possível compra da Sauber com olhos de poucos amigos. Com apenas duas equipes na grid a usar motores da Ferrari, a equipa italiana não se pode dar ao luxo de ter os duas equipas a disputar os lugares de trás. A equipa Suiça não está a ter o campeonato que desejaria, em onze corridas ainda não conseguiu qualquer pontos e está apenas a frente da Caterham no campeonato de construtores.

Já é do conhecimento de todos que a Sauber, ajudou em anos anteriores (quando tinha um carro minimamente competitivo) a Ferrari com o desenvolvimento do carro e fornecimento de dados, algo que este ano não pode oferecer. Ainda existe a questão do Bianchi e o desejo da Ferrari colocar o piloto francês num carro mais competitivo para ter esse mesmo papel de fornecedor de dados, o que com uma Sauber atual não poderá fornecer.
Uma Sauber forte será olhado de bom agrado por parte da Scuderia Italiana, o que menos precisa a Ferrari neste momento, é esta compra da Sauber, seja apenas um capricho do pai para colocar o filho na F1.

Daniel Leites

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.