CNV – Circuito do Estoril. Fontes e Barbosa são os novos campeões nacionais de velocidade.

Foto: Pedro Lima Zoom Motorsport

Era o fim-de-semana de todas as decisões no circuito do Estoril, com o título em discussão. Acabou por sair vitoriosa a dupla que chegou na frente do campeonato no derradeiro dia da temporada.


José Pedro Fontes e Miguel Barbosa sagraram-se assim os novos campeões nacionais de velocidade, levando o seu Tattus ao lugar mais desejado por todos, mesmo sem ter que vencer nenhuma das duas corridas disputadas no fim-de-semana, fazendo duas corridas inteligentes, sem correr riscos, pensado somente em somar os pontos necessários, rumo ao título nacional com um duplo 3º lugar.


Corrida 1:

Foi emotiva a primeira corrida do CNV, com lutas intensas pela vitória final e sempre com a máquina de calcular na mão, fazendo “contas à vida” no que tocava à luta pelo título.

J.P. Fontes, com um arranque canhão, assumiu a liderança rodando na frente até uma situação de bandeiras amarelas que gerou alguma confusão em pista, resultando numa surpreendente liderança por parte de Francisco Abreu, com De Val a subir para segundo na geral, remetendo Fontes para a terceira posição.
Após a paragem para troca de pilotos, Abreu cedeu o seu lugar do Tattus ao piloto Angolano Luís Sá Silva, que perdeu a liderança para o italiano De Val pouco depois, liderança essa que viria mais tarde a recuperar, com a penalização do piloto italiano com um drive through por não ter cumprido o tempo mínimo de paragem na boxe, deixando o piloto africano com caminho livre rumo à vitória.
Foto: Pedro Lima Zoom Motorsport

De Val ainda conseguiu terminar na segunda posição, na frente de J. P. Fonte e Miguel Barbosa, que faziam uma gestão perfeita da sua liderança no campeonato, sem correr riscos em demasia.

Mais atrás, azar para a dupla da Veloso Motorsport, P. Salvador e C. Vieira, que perderam muito tempo com um problema num parafuso de uma roda, hipotecando praticamente ali as suas hipóteses de lutar pelo título.

Na categoria C3,nova vitória de R. Lobato e A. Parente sem contestação e praticamente sem adversários à altura, o que fez desta prova um passeio rumo ao título na sua classe, terminando na 6ª posição na geral.

Na classe GT, Miguel Lobo e Tomás Ortigão, ao volante do Aston Martin GT4, venceram aproveitando os furos de nos Porsche de Gonçalo Manahu e Manuel Castro e de António Nogueira.
Classificação oficial da corrida 1:


Corrida 2:
Foto: Pedro Lima Zoom Motorsport

A segunda corrida foi praticamente uma cópia da primeira, com a dupla luso-angolana a levar de novo de vencida toda a concorrência, deixando novamente remetido à segunda posição o piloto italiano S. De Val que viu o titulo escapar para a dupla da  BP Ultimate Vodafone Team, com o 3º lugar de J. P. Fontes e M. Barbosa, que apenas tinham de fazer o último lugar do pódio para assegurar o ceptro nacional de velocidade. E foi mesmo isso que fizeram, com mais uma prova sem correr riscos em demasia, levando o seu Tattus até ao titulo nacional.

Mais atrás, mais azares para P. Salvador e C. Vieira, com um fim-de-semana completamente para esquecer, ditando um abandono nesta segunda corrida.
Na classe C3, nova vitória para a dupla da PARKALGAR RAC. SERVICES R. Lobato / A. Parente, novamente sem muita concorrência, o que não retira de todo o mérito a esta dupla que certamente ainda iremos ver em voos mais altos muito brevemente, pois merecem um montada bem mais competitiva, e com objectivos diferentes.
Nos GT´s, desta vez sem problemas, A, Nogueira impôs o seu Porsche 997 GT2 face à concorrência, deixando GONÇALO MANAHU/MANUEL JOSÉ CASTROna segunda posição e a dupla Miguel Lobo e Tomás Ortigão na 3ª posição da classe.

Classificação oficial da corrida 2:
Foto: Pedro Lima Zoom Motorsport

Acaba assim mais um Campeonato Nacional de Velocidade, que não decepcionou. Tivemos muitas e boas lutas ao longo de toda a temporada, com indecisão quanto aos vencedores até à última prova. J. P. Fontes e M. Barbosa estão de parabéns pelo título absoluto conquistado, formando uma dupla consistente, que foi a grande chave rumo ao sucesso.

Ficam também os nossos parabéns ao nosso amigo Rafael Lobato e claro ao seu colega de equipa Armando Parente, pelo título na categoria C3, provando o enorme talento que dispõe este miúdo de apenas 16 anos (quase 17), com um futuro risonho à sua frente. Da nossa parte, parabéns Rafael.
Que venha rapidamente a temporada de 2015 e com boas novidades com certeza a caminho.
Acompanhe todas as notícias sobre o mundo dos desportos motorizados no nosso blogue e na nossa página de facebook “chicane desportos motorizados”.

Até lá, e mesmo em circuitos…if in doubt flat out


Carlos Mota

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.