foto: XPB images - chicane motores

F1: Com tanto “frio”, será que se conseguem descongelar os regulamentos dos motores?

Foto: XPB Images
Foto: XPB Images

Mais um problema para a F1 resolver. Este ano teve tanto de emocionante como de polémico e agora está mais uma polémica na calha. Em causa está a votação que vai acontecer na reunião do “Grupo estratégico” que poderá vir a permitir que os regulamentos sejam mudados.

Em causa está o regulamento que limita as mudanças nos motores. As regras actuais dizem  que os motores podem ser alterados, mas as alterações estão limitadas as equipas estão “de mãos atadas”. As alterações só podem ser feitas por motivos de fiabilidade, segurança e economia. E as mudanças permitidas serão cada vez menores ao longo dos anos.

Esta situação é complicada, pois assim a Ferrari e a Renault não conseguem recuperar a desvantagem em relação aos motores Mercedes. Foi tentado um entendimento como a Mercedes para que as regras fossem alteradas e assim os motores serem modificados, numa tentativa de aumentar a competitividade da F1. Mas até agora a Mercedes tem-se mostrado com pouca vontade de facilitar a vida aos seus adversários.

Rainier Ehrhardt
Rainier Ehrhardt

Com esta intransigência dos alemães, o  “Grupo Estratégico” está a pensar ir a votos para mudar as regras do jogo, de forma a permitir modificações nas unidades motrizes. A FOM tem direito a 6 votos no grupo, o que irá fazer pender a balança a favor das equipas que tem motores franceses e italianos. Fazendo as contas são 2 equipas com motores Ferrari e 2 com motores Renault. Se todas votarem a favor das alterações, com os 6 votos da FOM dá 10 votos a favor em 18 possíveis, logo uma maioria. Bernie já avisou que se a Mercedes não ponderar a sua posição, é o cenário mais provável. Em jogo estão mudanças para melhorar o som, o custo e as performances dos motores.

A Mercedes encontra-se assim em desvantagem e já ameaçou sair da F1 se isso acontecesse. No entanto os boatos dizem que a Mercedes está a ponderar fornecer o seu sistema híbrido às equipas. Assim as equipas recuperariam da desvantagem competitiva e a Mercedes para além de receber pelo sistema, teria uma forma de “controlar” os avanços das outras equipas, não perdendo a sua vantagem. A ideia é o sistema ser fornecido como o sistema de controlo electrónico da McLaren que equipa todos os carros do grid.

As ameaças de sair da F1 não fazem sentido. É a mesma técnica que Bernie usa, quando diz que a F1 não volta a determinado circuito. As declarações visam apenas colocar pressão. Já a Renault ameaçou no passado sair da F1 se estes regulamentos não forem mudados. Mas no fundo ninguém quer sair do grande circo.

668ad-f1-japanese-gp-2014-daniel-ricciardo-red-bull-racing-rb10
Foto: XPB Images

Nunca somos muito a favor de mudanças nos regulamentos, pois dá sempre a sensação que alguém vai sair beneficiado. Mas neste caso uma mudança seria de ponderar. Os Mercedes estão muito à frente em relação os concorrentes directos. E embora este ano tenha sido muito bom, não se pode descurar o factor competitivo. Se tivermos uma F1 de novo enfadonha pode ser um rude golpe para a modalidade. E à Mercedes interessa também ter uma concorrência forte para que as conquistas sejam valorizadas. Basta ver o que aconteceu no DTM onde a Audi e a BMW permitiram que a Mercedes pudesse homologar peças até mais tarde e fazer mais uma sessão de testes exclusiva para que pudesse recuperar do atraso competitivo em relação às duas adversárias. Uma forma de ver o desporto muito mais saudável e proveitosa para todos.

Uma coisa não concordo é o regresso aos motores V8. O som era melhor, a sensação de potencia era mais perceptível, mas dar um passo atrás agora seria mau para a F1. A mudança para os V6 hibridos abriu as portas para outros construtores como a Audi, cujos rumores de entrada na F1 são cada vez maiores. Sim queremos mais barulho, mas o caminho é feito para a frente e não com retrocessos.

Resta esperar pelo resultado da reunião que terá lugar amanhã e ver as medidas que serão adoptadas.

 

 

Fábio Mendes

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.