Williams Epílogo e Prólogo

foto in: f1fanatic
foto in: f1fanatic

A Williams é um dos nomes incontornáveis da F1. A competir desde 1975 e com já 9 títulos de construtores no seu currículo, a equipa merece o respeito de todos os fãs. Mas os últimos anos da equipa não foram de todo os melhores. A Williams vinha de um período negro da sua história. Desde 2004 que a equipa ficava de fora do top 3 de construtores e as épocas de 2011, 2012 e 2013 marcaram uma fase ainda mais complicada para a equipa. Em 2011 e 2013 a equipa apenas fez 5 pontos, o que denota bem a pobreza desta fase.

Em 2013 deu-se a revolução na equipa. Frank Williams abriu a porta à sua filha Claire, que desde 2002 foi subindo gradualmente na estrutura, e agora é directora da equipa. Ao mesmo tempo, Pat Symonds foi contratado para director técnico da equipa.

O engenheiro britânico ficou conhecido por estar envolvido no “Crashgate” em 2008, quando Pique Jr. forçou um acidente para beneficiar o colega de equipa.  Antes disso tinha trabalhado para a Toleman, que passou a ser Benetton, sendo engenheiro de corrida de Schumacher. Manteve-se na estrutura quando a Benetton passou a ser Renault e ai se manteve até 2008.

Depois da polémica de 2008, Symonds tornou-se consultor da Marussia até 2013, ano em  que recebeu o convite para chefiar o departamento técnico da Williams, já a meio da época. Pouco pôde fazer para melhorar o fraco FW35 mas a sua entrada trouxe mais clarividência e objectividade à equipa.

Embora 2013 tenha sido um ano mau, o final trazia algum optimismo para 2014. O projecto do FW36 já tinha 2 anos de desenvolvimento e a equipa estava optimista em relação ao futuro.

Foto: XPB Images
Foto: XPB Images

Em 2014 entraram mais duas peças fundamentais. Felipe Massa e Rob Smedley, ambos vindos da Ferrari. De Massa esperava-se que a experiência e a vontade de provar que ainda é de topo, elevasse a equipa, e de Smedley, esperava-se que a experiência adquirida na Scuderia trouxesse frutos para a equipa.

Tudo isto a juntar a uma remodelação profunda dos quadros técnicos, com muitas entradas de engenheiros de outras equipas, levou a que 2014 fosse um ano de renascimento. Desde o início que se percebeu que o carro tinha muito potencial. Além disso, um golpe de marketing espectacular, com o regresso da Martini, fez suspirar de alegria os mais saudosistas. Todos os ingredientes estavam reunidos para uma boa época.

E o decorrer da época comprovou isso mesmo. Se no início a equipa pagou caro erros infantis, que custaram pontos fáceis, desde o GP da Áustria a equipa “fartou-se de facturar”.  Para este ano ser perfeito só faltou a vitória. Ficou no ar a sensação de que se a equipa tem errado menos no início e não tivesse tanto azar, talvez conseguisse desafiar a Red Bull pelo 2º lugar final. Mas ainda assim 3º lugar e 8 pódios não é nada mau para uma equipa que vinha de uma época desastrosa. Os 320 pontos conquistados em 2014 superam em muito o que a equipa fez nos últimos 4 anos.

Nota 8

 

 

Foto: XPB Images
Foto: XPB Images

Felipe Massa

O brasileiro passou demasiado tempo na Ferrari. Ficou como que acomodado a um papel secundário, vendo Alonso dominar por completo a equipa. Com o divórcio de Kimi com a Lotus, a Ferrari não hesitou em trazer o finlandês para as suas fileiras, ele que foi o último campeão pela Scuderia. Massa foi assim “convidado” a sair. Em boa hora aconteceu, pois foi exactamente nessa altura que Maldonado resolveu mudar-se para a Lotus e a Williams ficou com um lugar vago para Massa. A experiência de Massa seria sempre um trunfo para qualquer equipa e a Williams não deixou fugir o brasileiro. O inicio não foi o melhor e Massa foi acumulando erros e azares, mas a vontade de mostrar serviço superou tudo e Felipe estabilizou para fazer uma parte final de campeonato muito boa.  Para o ano espera-se mais, mas para o primeiro ano numa nova equipa com uma filosofia diferente, a avaliação só pode ser positiva.

Nota 7

 

Foto: XPB Images
Foto: XPB Images

Valtteri Bottas

O ano de estreia não foi o melhor e o carro também não ajudava muito. O protegido de Sir Frank Williams não teve muitas oportunidades de mostrar o seu valor. Em 2014 tudo mudou. Equipa remodelada, carro competitivo, e motivação renovada fizeram o talento de Bottas surgir como se calhar poucos imaginavam. O finlandês fez uma época excelente. Acumulou pódios e boas exibições e acima disso passou a ser respeitado e olhado de outra forma no grid. Bottas mostrou que tem fibra de campeão e que se a Williams trabalhar bem o seu carro, tem em Bottas o seu “ponta de lança” para lutar por um objectivo que escapa desde  1997. Bottas alia a velocidade, à frieza e à inteligência em pista. Foi a par de Ricciardo quem mais entusiasmou os fãs.

Nota 8

 

2015

O ano de 2015 promete ser mais difícil para a Williams. Se em 2014 o seu bom rendimento não era um dado adquirido e passaram a maior parte do ano assumindo o papel de “outsider´s”, em 2015 a equipa terá forçosamente de dar um passo em frente e assumir novas ambições. O motor Mercedes dá garantias, e o FW36 pareceu ser uma boa base para o futuro. Será o ano das confirmações. Veremos se a Williams consegue confirmar o bom andamento, se Bottas mantem o nível que mostrou este ano, tal como Massa. A pressão será claramente maior. Terá a Williams capacidade para lidar com todos estes factores e mostrar-se competitiva, ou quem sabe desafiar a Mercedes? Todos os fãs de F1 esperam que sim. Mas o grande desafio será  mesmo lidar com uma realidade que  há muitos anos não era vivida pela equipa. E já se sabe que se os maus resultados aparecerem, todos os olhos estarão postos naqueles que parecem estar na melhor posição para desafiar de certa forma os Mercedes.

 

Imagem por Daniel Leites
Imagem por Daniel Leites

 

 

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.