WRC – Rally de Monte Carlo: Ogier vence na abertura do campeonato do WRC.

foto: @world
foto: @world

A temporada de 2015 teve início, como habitualmente, com a realização do rally de Monte Carlo, prova que marcou ao regresso de S. Loeb ao WRC. Depois do ano de estreia no WTCC, o piloto francês veio matar saudades dos ralis, sendo por isso um dos motivos de interesse da prova monegasca.

Se a temporada de 2014 terminou com a vitória de Ogier, a nova temporada iniciou-se da mesma maneira, com o piloto francês a vencer pelo segundo ano consecutivo o rally de Monte Carlo, isto depois de ter visto o seu compatriota S. Loeb abandonar no segundo dia de prova, quando liderava a classificação. A vida de Ogier ficou bem mais facilitada até final da prova, pois todo o resto da concorrência, já rodava bem distante destes dois “extraterrestres” dos ralis, que decididamente neste tipo de condições não têm rivais à altura.

Com Loeb de fora da luta pela vitória final (regressou em Rally2, mas já muito atrasado), o francês Volkswagen  somente teve de gerir os quase dois minutos de vantagem que dispunha sobre Latvala, rodando nos dois últimos dias de prova sem correr quaisquer riscos, não colocando em momento algum a hipótese de ver a vitória fugir-lhe, apesar deste rally ser imprevisível, onde as armadilha se encontram onde menos se espera. Tudo correu de feição a Ogier, que abriu assim a temporada a vencer.

Para os homens da Volkswagen, que acabaram por fazer o pleno no pódio, a vida também ficou facilitada com os azares de Meeke, que como era esperado rodou sempre muito forte, não evitando alguns problemas que o colocaram longe das lutas pelos lugares cimeiros.

O segundo classificado de 2014 também cedo ficou pelo caminho. B. Bouffier teve logo no primeiro dia de prova uma forte saída de estrada, sem danos físicos quer para si quer para o seu navegador. Mas o Fiesta RS WRC ficou irreparável,o que ditou o fim da prova para o piloto francês.

foto: @world
foto: @world

Quem também não evitou alguns azares, isto depois de um bom início de rally foi O. Tanak. O piloto da M-Sport, regressado a tempo inteiro ao WRC, até prometeu um bom resultado, iniciando o rally a rodar entre os mais rápidos, mas no 3º dia de prova, uma saída de estrada fê-lo perder quase 20 minutos, e todas as hipóteses de alcançar um bom resultado.

Outro dos “azarados”, ou talvez não, foi Robert Kubica. O piloto polaco foi capaz do 8 e do 80, conseguindo ser dos mais rápidos em todo o rally, vencendo inclusive 4 especiais. Mas por outro lado teve um sem número de peripécias que o fez perder minutos sem fim. Mais do mesmo de um piloto com uma condução, do género “loucura desmedida”, que ganha especiais e nunca pontua.

Foi desta forma que os dois últimos dias de prova foram um autêntico passeio para os homens da Volkswagen, que dispunham de boas vantagens para os seus seguidores.

O melhor dos “não Volkswagen” acabou por ser M. Ostberg, na 4ª posição a quase 3 minutos de Ogier. Isto depois de o piloto norueguês ter sido “renegado” pela Citroen nas escolhas dos dois pilotos a pontuar para o campeonato de construtores, acabou por ser mesmo ele o melhor dos 3 pilotos da marca francesa, ironia do destino.

foto: @world
foto: @world

Na 5ª posição ficou o melhor dos Hyundai, com Neuville a bater na última especial o seu colega de equipa D. Sordo por apenas 0,8´s, arrecadando desta forma o 5º lugar final remetendo o espanhol para a 6º posição.

Em 7º lugar ficou E. Evans em Ford, ele que realizou uma boa prova, dadas as circunstâncias e não fora alguns azares, poderia ter tido um resultado bem melhor. Ainda assim valeu pela forma como encarou a prova, e o 7º lugar final acaba por ser um bom resultado para este jovem piloto.

Loeb acabou por recuperar ainda ate ao 8º lugar, numa prova em que o francês nos pareceu andar nos limites, adoptando uma condução mais agressiva, o que fugiu um pouco ao estilo que nos habituou nestes últimos 10 anos, onde sempre pautou pelo equilíbrio, frieza e gestão. Desta vez tivemos um Loeb agressivo e a arriscar muito. Ainda assim deixa grandes apontamentos para quem esteve praticamente um ano sem pilotar um carro de ralis. Quem sabe nunca esquece.

Prokop foi 9º na geral deixando atrás de si no 10º lugar C. Meeke, que fechou assim o top 10 do rally de Monte Carlos.

Último destaque para a “power stage” vencida pelo piloto britânico da Citroen, batendo Loeb por escasso 0,2´s sendo Latvala 3º na mesma, amealhando assim mais um ponto para o campeonato.

Classificação final do Rally de Monte Carlo:

1. 1 FRAS. OGIER 3:36:40.2
2. 2 FINJ. LATVALA 3:37:38.2 +58.0 +58.0
3. 9 NORA. MIKKELSEN 3:38:52.5 +1:14.3 +2:12.3
4. 12 NORM. OSTBERG 3:39:23.8 +31.3 +2:43.6
5. 7 BELT. NEUVILLE 3:39:52.3 +28.5 +3:12.1
6. 8 ESPD. SORDO 3:39:53.1 +0.8 +3:12.9
7. 5 GBRE. EVANS 3:42:03.9 +2:10.8 +5:23.7
8. 4 FRAS. LOEB 3:45:14.9 +3:11.0 +8:34.7
9. 21 CZEM. PROKOP 3:46:35.0 +1:20.1 +9:54.8
10. 3 GBRK. MEEKE 3:47:35.8 +1:00.8 +10:55.6

 

Em WRC2 e com uma lista de inscritos que deixou algo a desejar, na nossa opinião, venceu a lógica e foi a jovem promessa francesa S. Lefebvre a ganhar na categoria, deixando C. Breen a mais de 2 minutos de distância. Na 3ª posição ficou o piloto alemão A. Kremer.

Espera-se para as próximas rondas mais afluência de pilotos, inclusive do nosso B. Sousa que certamente terá uma palavra a dizer na luta pelo titulo, numa categoria sempre espetacular, e interessante de acompanhar.

1. 32 FRAS. LEFEBVRE 3:49:36.7 +49.1 +12:56.5
2. 34 IRLC. BREEN 3:51:50.7 +2:14.0 +15:10.5
3. 41 DEUA. KREMER 3:52:03.7 +13.0 +15:23.5
4. 39 FRAE. CAMILLI 3:54:36.4 +2:32.7 +17:56.2
5. 40 CHEJ. HIRSCHI 3:59:29.5 +3:00.0 +22:49.3
6. 33 FRAQ. GIORDANO 4:06:53.7 +2:32.8 +30:13.5
7. 78 FRAA. FOULON 4:52:15.9 +35.6 +1:15:35.7
8. 38 ITAM. VALLARIO 5:14:44.3 +1:04.0 +1:38:04.1

 

foto: @world
foto: @world

E já não falta muito para a próxima paragem do WRC, será na Suécia, entre 12 e 15 de Fevereiro, num rally que mete a prova os dotes de condução sobre a neve, praticamente na sua totalidade, e onde os pilotos da casa também terão sempre uma palavra a dizer.

Antes disso terá ainda as análises aos pilotos, após a ronda numero 1 do campeonato do mundo de ralis, e todas as notícias sobre o mundo dos ralis.

Fiquem atentos á nossa página de facebook e á nossa página https://chicanemotores.wordpress.com/.

Até lá…if in doubt flat out.

 

Carlos Mota

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.