CNR – Rali de Castelo Branco: José Pedro Fontes domina, e vence pela segunda vez esta temporada.

foto in: facebook Zé Pedro Gomes
foto in: facebook Zé Pedro Gomes

J.P. Fontes ao volante do seu Citroen Ds3 R5 venceu o rali de Castelo Branco, a terceira prova do Campeonato Nacional de Ralis, o seu segundo triunfo consecutivo. Depois do rali de vencer em Guimarães o piloto da DS3 Vodafone Team dominou por completo a prova, levando a melhor perante a concorrência que nada conseguiu fazer para contrariar o ritmo imposto durante todo o sábado por Fontes.

A prova começou na sexta-feira à noite nas ruas da cidade de Castelo Branco e quem foi o mais rápido foi mesmo João Barros, que levou o seu Fiesta R5 à liderança da prova, ainda que por curta margem pois a super especial não permitia grandes diferenças entre os pilotos.

No sábado sim começava o rally a sério e J. P. Fontes foi o grande protagonista, vencendo todas as classificativas, dominando de fio a pavio toda a prova, sem dar qualquer chance a quem se atrevesse em ameaçar a liderança do homem do carro francês. João Barros foi o mais inconformado e tudo tentou para encurtar distâncias para a frente, mas com o tempo muito instável e com a muita chuva que caiu durante todo o dia, o piloto de Paredes não quis arriscar em demasia, podendo pôr em causa o seu 2º lugar na geral, em virtude de Ricardo Moura rodar já longe dos dois mais rápidos e de ter deixado de ser uma ameaça quando na SS6 furou, perdendo mais de três minutos, deixando Barros confortavelmente na segunda posição e consequentemente Fontes com líder incontestável.

foto in: facebook João Barros
foto in: facebook João Barros

Quem beneficiou com o azar de Moura foi mesmo Carlos Martins, que desta maneira levou o seu Skoda S2000 ao lugar mais baixo do pódio, garantindo assim o seu melhor resultado até agora esta temporada, num excelente desfecho deste fim-de-semana para si.

Ricardo Moura que após furar ainda caiu para a 5ª posição, mas viria a recuperar até 4º na classificação já na última especial, ultrapassando Adruzilo Lopes, claramente sem meios de se defender dos ataques do açoriano, pois como é sabido os eu Subaru não dá mais do que isto.

Adruzilo Lopes com isto fechou o top5 da prova e venceu a categoria RC2N, mais uma vez sem adversários à altura.

Nas duas rodas motrizes, a vitória sorriu a Marco Cid, ao volante do Clio S1600, que repetiu igualmente o feito conseguido em Guimarães, e bateu toda a concorrência por mais de dois minutos sendo Miguel Carvalho em Citroen C2 R2 Maxi segundo classificado e Renato Pita em 208 R2 a fechar o pódio no que aos carros de duas rodas motrizes diz respeito.

foto in: facebook Ricardo Moura
foto in: facebook Ricardo Moura

O destaque vai também para a desistência de João Ruivo, que liderava a classe 2WD, mas um salto mal calculado valeu uma forte saída de estrada do piloto do Clio R3, que ditou até o cancelamento da especial tal foi a forma aparatosa como o acidente se deu. A tripulação não sofreu mais do que um susto, apesar de o seu navegador Emídio Magalhães ter ficado preso dentro do carro, mas prontamente socorrido, saindo da viatura sem danos de maior.

Na classe RGT a vitória foi clara para Gil Freitas, batendo por mais de quatro minutos Carlos Vieira, que desta vez terminou a prova, ganhando experiência ao volante do poderoso Porsche GT3 em troços de rali.

No Challange Ds3 R1 vitória de novo para Ricardo Sousa, batendo por quase dois minutos Ricardo Roda e André Rodrigues foi 3º a mais de 14 minutos do vencedor.

Classificação geral do rali de Castelo Branco:

http://cnr.cronobandeira.pt/index.php?lang=0&evento=1&local=270&rfr=1&idx=1

Com esta vitória J. P. Fontes assume a liderança do campeonato, distando seis pontos sobre João Barros, e nove e meio sobre Ricardo Moura, prometendo aqui uma grande luta pelo título, estando todos os cenários ainda em aberto.

Classificação do campeonato :

1º José Pedro Fontes (68 pontos)

2º João Barros (62 pontos)

3º Ricardo Moura (58.5 pontos)

4º Adruzilo Lopes (34 pontos)

5º Carlos Martins (29 pontos)

6º Pedro Meireles (28 pontos)

7º Miguel Campos (21 pontos)

8º Joaquim Alves (19 pontos)

9º Gil Freitas (16 pontos)

10º Marco Cid (14 pontos)

A próxima prova do Campeonato Nacional de Ralis corre-se entre 4 e 6 de junho com a realização do SATA Rally Açores, uma das mais belas provas do mundo, com paisagens de excelência, que proporcionam imagens incríveis, e de rara beleza. Contrastando com esta beleza, são os duros troços açorianos os quais são conhecidos para vários pilotos, o que irá proporcionar uma intensa luta pela vitória entre os mais rápidos do CNR. Ricardo Moura tem assim em casa a oportunidade e encurtar vantagens para os seus adversários, que lhe darão muita luta e com toda a certeza teremos um rally excepcional.

Acompanhe todas as notícias sobre os desportos motorizados na nossa página de facebook, e os resumos das provas aqui no nosso site.

O CNR volta em Junho e voltamos com ele.

Até lá…if in doubt flat out.

 

Carlos Mota

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.