Verizon IndyCar Series – Honda Indy Grand Prix of Alabama

A quarta prova da temporada da IndyCar no circuito de Barber Motorsports Park foi bastante interessante.

 

newgarden-barber-win-972886160Hélio Castroneves (#3) manteve a vantagem de partir da pole position e liderou no início da corrida, mantendo Will Power (#1) atrás de si. Ainda na primeira volta, Josef Newgarden (#67) fez um arranque fantástico e passava de 5º para 2º lugar e nunca largou Castroneves até às paragens nas boxes.
Scott Dixon (#9) e Tony Kanaan (#10) perdiam posições e passavam para 5º e 10º respectivamente.

Ryan Hunter-Reay (#28), o vencedor nas duas últimas corridas nesta pista, e que tinha começado do 18º lugar, foi o primeiro a parar, na volta 13. Nas voltas seguintes o pelotão parou progressivamente.

Will Power, no 3º lugar, parou na volta 18, e quando voltou à pista, não viu Takuma Sato (#14) no interior da curva 2 e houve um contacto. Power seria penalizado algumas voltas depois e regressava à pista em 23º e último lugar.
Com uma parte da asa de Sato na pista, o Pace Car fez a sua primeira intervenção.

Castroneves e Newgarden reagiram mesmo a tempo do Pace Car, mas o brasileiro teve uma paragem lenta e perdeu uma posição em pista para Newgarden.

264370Alguns pilotos tiveram azar e tiveram que parar já com o pelotão agrupado, casos de Simon Pagenaud (#22), Sébastien Bourdais (#11) e Luca Filippi (#20). Isto ajudou Hunter-Reay, que subia até ao 7º lugar.

Tony Kanaan também tentava recuperar posições, passando por Hunter-Reay e por Marco Andretti (#27) para chegar a 6º.

Um toque entre Stefano Coletti (#4) e James Jakes (#7) trouxe o Pace Car pela segunda vez para a pista. Coletti foi penalizado.

A maioria dos homens da frente parou, enquanto que Graham Rahal (#15) e James Hinchcliffe (#5) decidiram ficar em pista, tentando uma estratégia diferente, fazendo assim uma média de 20 voltas até ao fim.

Nas boxes, inverteu-se a situação, com Newgarden a hesitar na saída das boxes e Castroneves a ficar na frente dele, mas iriam ter que recomeçar para lá dos 10 primeiros.

Juan Pablo Montoya (#2), que tinha começado em 15º, tinha sido obrigado a mudar a asa dianteira na volta 28 e voltou em último. Com o Pace Car ficou em 9º na frente de Castroneves, mas no recomeço tocou em Charlie Kimball (#83) e a partir daqui a sua corrida ficou estragada, e ainda teve que fazer paragens suplementares. O colombiano acabou em 14º.

foto in: thesportsnetwork.com
foto in: thesportsnetwork.com

Rahal cedeu o comando na volta 48, mantendo pneus duros, e Hinchcliffe parou uma volta depois, mantendo pneus macios. Este conseguiu sair na frente de Rahal, só que com pneus frios, foi passado por fora na curva 5.

Hinchcliffe perdeu depois muito tempo ao ficar retido atrás de outros carros, e ficou fora da luta pelo pódio.

Na frente, Newgarden, que tinha passado Castroneves no recomeço, voltava para o comando após as paragens. O brasileiro foi depois passado para o 2º lugar por Dixon e era atacado por Hunter-Reay.

Castroneves parou na volta 63 e ficou retido no tráfego, mas conseguiu manter-se na frente de Hunter-Reay.

Newgarden e Dixon paravam nas duas voltas seguintes, e com 25 voltas para o fim seria difícil chegar até ao fim sem ficarem sem combustível.

Na volta 70, Rahal fez a sua paragem e voltou em 6º, e encetou uma bela recuperação. Primeiro passou Power para chegar ao 5º lugar apesar de um ligeiro toque entre ambos. Power tinha beneficiado do segundo Pace Car para ganhar bastantes posições em pista e voltava a estar na luta pelos primeiros lugares.

Na volta 79, Rahal voltava ao ataque, e mostrava ser o rei da curva 5, ao passar Hunter-Reay por fora. Duas voltas depois repetiu a mesma manobra a Castroneves, e estava agora com 16 e 10 segundos de atraso para Newgarden e Dixon, respetivamente, que procuravam poupar combustível ao custo de dois segundos por volta.

Rahal apanhou Dixon a duas voltas do fim. O neozelandês deu a luta possível mas Rahal era simplesmente demasiado rápido e passou-o na última volta.

foto in: nextgenindy.com
foto in: nextgenindy.com

Newgarden conseguiu chegar ao fim com o combustível e venceu a corrida. É a sua primeira vitória na IndyCar, e torna-se no quarto vencedor diferente em quatro corridas esta temporada.

Rahal consegue um brilhante 2º lugar, na frente de Dixon, e mais atrás, Castroneves ficou sem combustível suficiente para completar a última volta. O brasileiro não teve outra opção a não ser parar para colocar combustível suficiente e caiu de 4º para 15º lugar.
Power tinha passado Hunter-Reay e subia ao 4º lugar, depois da sua penalização e respetivo atraso para o último lugar durante a corrida.
Carlos Muñoz (#26) foi um surpreendente 6º classificado, na frente de James Hinchcliffe, claramente prejudicado com o tráfego, Bourdais foi 8º, e a fechar os 10 primeiros ficaram Simon Pagenaud e Marco Andretti.

 

 

Jorge Covas

Um pensamento sobre “Verizon IndyCar Series – Honda Indy Grand Prix of Alabama

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.