WRC – Rally da Argentina: Análises às equipas

Foi um rally intenso e muito duro para as equipas da caravana do WRC. Uma das provas mais duras do calendário que fez muitas vitimas ao longos dos 4 dias de prova. Foi a Citroen que saiu com muitos motivos para sorrir. Mas vamos analisar o desempenho das equipas e assim encerrar este capitulo do WRC.

Volkswagen

foto in: facebook WRC
foto in: facebook WRC

Tudo corre bem até ao dia em que corre mal. E desta vez correu tudo mal à equipa germânica e logo em dose tripla, com os três pilotos da marca alemã a terem problemas de motor ao longo dos quatro longos e duros dias de prova. Este foi talvez o maior desafio às mecânicas dos carros desta geração nestes últimos anos, com a Argentina a presentear aos pilotos troços quase impraticáveis e que muito dificultaram a vida aos homens da Volkswagen. Senão vejamos: Ogier abandonou ao quilómetro 6 no primeiro troço “a sério” do rally, com o motor do seu Polo simplesmente a “calar-se”. Fim de linha para o campeão do mundo. Mikkelsen no troço de ligação da primeira secção desse mesmo dia, viu também ele o motor do seu carro a deixar de trabalhar, quando já havia perdido algum tempo com um furo na primeira especial. Acabou assim o rally de Mikkelsen. Ogier volta a abandonar no terceiro dia de prova, desta vez a ver-se com problemas de direção. Dois abandonos num rally? Épico. Latvala perdeu tempo no segundo dia com problemas no diferencial e ficava fora da luta pela vitória. No último dia de prova, Latvala ficou parado na estrada, também ele com problemas de motor. O finlandês ficou fora de prova. Mais tarde foi Mikkelsen a bater forte na “power stage”, que acabou por ser vencida por Ogier. Nunca uma análise final aos pilotos da Volkswagen tinha sido tão dramática, mas a verdade é que foi isto mesmo o rally dos homens da marca campeã do mundo. Problemas atrás de problemas, num mar de azares sem fim.

Afinal o Polo R WRC também “parte”. Ter-se-á perdido o respeito á Volkswagen? O que virá acontecer em Portugal em troços desconhecidos para todos os pilotos? Venha o rally de Portugal.

Citroen

foto in: facebook WRC
foto in: facebook WRC

Tudo corre bem quando acaba bem. Que prova fantástica da marca francesa, que já não vencia desde 2013 e já não fazia uma dobradinha desde 2012. Num rally onde toda a gente se queixou e teve vários problema ao longo de toda a prova, os homens da Citroen conseguiram “enganar” as ratoeiras argentinas e garantiram que todos os seu carros chegassem ao fim e todos eles dentro dos pontos. Claro que o grande destaque é todo para Meeke que liderou de fio a pavio, garantido a sua primeira vitória no mundial de ralis. Ostberg ficou logo atrás do seu colega de equipa, dando a dobradinha a “Citro”, no seu segundo pódio consecutivo esta temporada. Além deste resultado fantástico, ainda o 6º lugar de Al-Qassimi, que levou o Ds3 WRC ao final de prova. É certo que “a vinte à hora” é mais fácil não errar, mas o “padrinho” da equipa lá o conseguiu. Sai de peito cheio e com o moral em alta a equipa francesa, rumo a Portugal e com a confiança renovada. Bravo rapaziada. Bravo Meeke!!!

Hyundai

foto in: facebook WRC
foto in: facebook WRC

Mais uma a não evitar as ratoeiras de um rally duro para toda a gente. Neuville, Sordo e Paddon foram os exemplos de que até ao lavar dos cestos é vindima Depois de inúmeros percalços ao longo do rally por parte dos três pilotos da marca coreana, ainda tivemos Neuville que era 4º na geral, em plena “power satge”, sobre os focos das câmeras a deitar tudo a perder, ao alargar demasiado numa curva mais rápida, batendo numa rocha, arrumando o seu rally a poucos quilómetros do final da prova. Antes disso, foi também “um mar” de acontecimentos. Neuville furou logo na abertura do rally, perdeu 4 minutos, Paddon abandonou de forma quase trágica, saindo de estrada numa zona ladeada por centenas de espectadores, ferindo 6 deles. Mais tarde era Sordo que ficava pelo caminho com problemas no carro. O espanhol ainda regressou a tempo de no último dia fazer ainda um 5º lugar final, sendo o único dos Hyundai a chegar ao fim de um rally que ficará para sempre na memória. Podemos ainda concluir que a evolução do I20 WRC parece um pouco estagnada, não havendo, a nosso ver um encurtar de distâncias para a concorrência. Veremos em Portugal como se portam, mas não está fácil. Parece-nos!

 

M-Sport

foto in: facebook WRC
foto in: facebook WRC

Já começa a ser um hábito ver Tanak a ficar de fora de prova, dentro de água. Tal e qual. Desta vez o Estónio ao passar num rio arrancou uma roda do seu Fiesta RS WRC, e ficou por ali, regressando mais tarde em Rally2, mas sem ritmo e motivação para grande coisa. Valeu à equipa M-Sport de Malcolm Wilson a calma de E. Evans que assegurou o seu primeiro pódio no WRC. O britânico fez um bom trabalho sem dúvida. Enquanto quase toda a gente andava às avessas com os troços duros que encontravam, o jovem da Ford, acalmava os ânimos e assegurava um excelente 3º lugar final, fruto da sua inteligência, calma e sensatez. Se não és mais rápido que eles, tens de ser mais inteligente, e Evans foi sem dúvida mais inteligente que todos os outros que pelo caminho ficaram.

 

Prokop

foto in: facebook WRC
foto in: facebook WRC

Já não falávamos deste piloto há algum tempo, porque nada acrescenta ao campeonato. Mas desta vez temos de abordar o seu nome e justamente. Se Al-Qassimi “a vinte à hora” segurou o 6º lugar final, este a “cinquenta à hora” fez um magnífico 4º posto final. O que se disse de Evans também se aplica a Prokop, ainda que este ande bem menos do que o britânico. Ainda assim, mérito a quem o tem, e não faltou tudo para “pintar” um pódio e olhando para as contas do campeonato, após a quarta prova do campeonato temos Prokop à frente do “candidato ao título” Latvala. Essa é que essa.

 

Até Portugal!

If in doubt flat out!!

 

Carlos Mota

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.