WTCC – Nurburgring (antevisão)

foto in: página facebook do WTCC
foto in: página facebook do WTCC

É provavelmente, a par da vinda a Vila Real, o ponto alto do ano do WTCC. O campeonato mundial de turismos vai para aquela que é provavelmente a mais bela, mais difícil e mais temida pista do mundo… Nordshleife.

O “Inferno Verde” como lhe chamou Jackie Stewart, é para os amantes do desporto motorizado especial. Uma pista única, com um layout espantoso e com uma história impar.

Em 1925 inicaram-se a obras de construção de uma pista dedicada a corridas, pois as corridas em estradas públicas começavam a ser impraticáveis. A ideia era fazer uma pista que recriasse o espirito da mítica Targa Florio, uma das corridas mais importantes de sempre. Em 1927 foi então concluída a obra e feitas as primeiras corridas com  Toni Ulmen a ser o primeiro vencedor nas motos, com uma 350 cc Velocette e no dia a seguir  Rudolf Caracciola a vencer com um Mercedes Compressor de 5000cc.

A pista foi recebendo os grandes eventos do desporto motorizado de forma quase ininterrupta até a 2ª Grande Guerra. Em 1947 a pista voltou a receber eventos do desporto motorizado e em 51 acolheu pela primeira vez uma corrida de F1. Em 53 foi organizado os 1000Km de Nurgurgring .

A evolução dos carros de corrida e o aumento da velocidade começou a tornar a pista demasiado perigosa e em 1967 foram introduzidas algumas alterações para obrigar a diminuição da velocidade dos carros. Mas em 1970, aquando do acidente de Piers Courage os pilotos decidiram boicotar a corrida alemã, tal como fizeram em Spa caso não fossem adoptadas medidas de segurança. As alterações não podiam ser feitas em tão pouco tempo e a corrida foi transferida para Hockenheim.

11138664_639022192864644_1317214179921530700_n
foto in: página facebook do WTCC

As obras necessárias foram feitas, com a diminuição de algumas elevações e a introdução de barreiras protectoras. A F1 voltou de 1971 a 1976, ano em que Niki Lauda teve um grave acidente e quase perdeu a vida. O acidente mostrou que o tamanho da pista não permitia o socorro dos pilotos a tempo, além de necessitar de muitos mais meios e dificultar as transmissões televisivas.

Em 1984 ficavam concluídas as obras da nova pista que passou a ser chamada de Nurburgring GP. Para inaugurar o circuito foi feita uma tal corrida com uns Mercedes 190E com vários nomes sonantes da F1: Elio de Angelis, Jack Brabham (campeão em  1959, 1960, 1966), Phil Hill (1961), Denis Hulme (1967), James Hunt (1976), Alan Jones (1980), Jacques Laffite, Niki Lauda (1975, 1977)*, Stirling Moss, Alain Prost*, Carlos Reutemann, Keke Rosberg (1982), Jody Scheckter (1979), Ayrton Senna*, John Surtees (1964) and John Watson. Foi nesta corrida que Senna deu nas vistas e venceu. Atrás de si ficava Niki Lauda que largou do final da grelha por não ter feito a qualificação e que apenas não conseguiu passar o brasileiro.

11165294_639022379531292_6528389196142422795_nDe 2007 até este ano a pista recebia de forma alternada com Hockenheim a F1, mas um desacordo com a FOM levou a que o GP deste ano fosse cancelado. No entanto o WTCC decidiu reviver as emoções do antigo Nordsheleife e apresentou este desafio aos pilotos. A última corrida do WTCC na Alemanha foi em 2011 em Oschersleben. Recebido com entusiasmo pela maioria dos pilotos (Coronel é claramente o mais satisfeito uma vez que está habituado a correr as 24h de Nurburgring) a corrida será certamente diferente do que os pilotos estão habituados. A pista é estreita, pouco favorável a ultrapassagens, muito sinuosa e devido ao seu comprimento difícil de adquirir pontos de referencia para travagens. Para esta corrida haverá uma convidada. Sabine Schmit, conhecida como a rainha de Nordshleife irá pilotar um Chevrolet da Campos racing.

 

Os Citroen partem com vantagem, como habitualmente, mas dadas as características da pista, a Honda poderá ter uma palavra a dizer. Em traçados sinuosos é sempre bom contar com Monteiro, Tarquini e Michelisz. Esperamos também que Rob Huff, provavelmente um dos melhores pilotos do grid, faça uma boa corrida. Ele costuma aparecer nas pistas mais complicadas e como tal contamos com ele para animar as contas finais. Contar também com Coronel que conhece muito bem a pista, um trunfo muito importante neste caso e que poderá valer ao holandês um pódio. É uma pista muito difícil, Um erro pode deitar uma volta a perder e em qualificação isso será extremamente importante. Sair da pole será meio caminho andando para vencer, pois dada a largura da pista, as ultrapassagens serão muito complicadas. Mesmo ao nivel da logistica, não é será nada fácil cobrir os 25 km de pista para os meios de tv. É uma aposta arriscada por parte da organização, mas aplaudimos a coragem. Veremos se a corrida traz mais motivos para aplausos.

 

Dados da pista:

10394541_639022152864648_3047598263989506169_nComprimento: 25Km

Nº de voltas: 2×3 voltas.

Diferença de elevação: 300 m

Nº de curvas: 33 cruvas para a esquerda e 40 para a direita

 

Traçado da Pista

nord

 

 

 

 

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.