Entrevista a Filipe Albuquerque

foto in: página de Facebook de Filipe Albuquerque
foto in: página de Facebook de Filipe Albuquerque

Filipe Albuquerque é indiscutivelmente um dos melhores pilotos portugueses da actualidade e um dos pilotos com o currículo mais rico do nosso país. A sua qualidade é reconhecida por todos e a posição que ocupa na equipa Audi é prova disso. Tivemos o privilégio de poder colocar algumas perguntas ao piloto de Coimbra.

 

Filipe Albuquerque nasceu em Coimbra, a 13 de Junho de 1985. A paixão pelo automobilismo surgiu aos 8 anos, quando o seu pai o levou a dar uma volta de Kart. Iniciou-se nas competições de karts em 1996 e em 1998 sagrou-se vice-campeão nacional e venceu a taça de Portugal de iniciados. Passou para a categoria júnior onde esteve 2 anos. Rumou a Itália para ingressar na equipa de Nuno Couceiro e Danilo Rossi e foi 2º no Open de Itália e Vice-campeão Intercontinental A. Em 2003 recebe o convite da CRG e passa a ser piloto oficial da equipa assim como da Dunlop.

Em 2005 é chamado pela Red Bull para ingressar na Junior Team. Nesse mesmo ano participa no Campeonato Espanhol de Fórmula 3 (6º lugar e melhor estreante); Eurocup Fórmula Renault 2.0 (5º lugar e melhor estreante); Campeonato Alemão de Fórmula Renault 2.0 (3º lugar e melhor estreante).

foto in: tudosobrerodas.pt
foto in: tudosobrerodas.pt

Em 2006 sagra-se campeão no Campeonato Europeu de Fórmula Renault 2.0 e o Norte Europeu de Fórmula Renault 2.0. É ainda eleito o melhor piloto da Red Bull Junior Team que era composta por 18 pilotos a nível mundial.

Em 2007 inicia a sua participação no WSR, acabando em 4º mas lutando até a última corrida pelo titulo. Foi o melhor rookie desse ano. Ainda participou no GP2, mudando -se para a A1GP.

Em 2010 é convidado pela Audi para ser piloto oficial, participando no campeonato italiano de GT3, sagrando-se vice-campeão. Foi ainda vencedor da Race of Champions, batendo uns senhores chamados Vettel e Loeb.

 

Em 2011 ingressa no DTM, como piloto Audi, com bons resultados e uma evolução clara ao longo do tempo. Em 2013 participou nas 24h de Daytona a convite da Audi, vencendo na categoria GT. Em 2014 que foi convidado pela Audi para ser piloto no WEC para as 24h de Le Mans e para as 6h de Spa, posição que mantém em 2015, sendo um dos mais promissores pilotos da estrutura Audi.

 

 

Seguem-se as respostas as nossas perguntas:

 

O Filipe tem um currículo invejável e repleto de vitórias. Qual foi a categoria que mais o marcou e mais o ensinou?

foto in: rtp.pt
foto in: rtp.pt

É difícil dizer qual a que aprendi mais porque evolui em todas as categorias, mas no A1GP, o DTM e agora as 24h de Le Mans aprendi muito. Também me é difícil dizer qual a que mais me marcou porque tive sentimentos diferentes. Posso dizer a que mais me diverti, foi no A1GP a representar Portugal.

 

Foi piloto da Red Bull Junior Team. Como é pertencer a uma estrutura como a Red Bull?

É realmente fantástico até porque estava a dar os meus primeiros passos nos fórmulas. Aprendi muito nos 3 anos que estive na estrutura e que de certa forma me fez ser o que hoje sou.

 

Foi piloto na Fórmula Renault uma das portas de entrada para a F1. É mesmo uma Fórmula que prepara os pilotos para o que os espera na F1?

foto in: f1fanatic.co.uk
foto in: f1fanatic.co.uk

Sim, a Fórmula Renault era e ainda hoje é umas das melhores categorias de preparação para um jovem piloto. O nível é muito alto e tem sempre uma grelha com muitos pilotos o que é importante para as lutas no meio do pelotão.

 

Como é conduzir um F1?

Quando conduzi pela primeira vez um Formula 1 era tão rápido que, não tinha a capacidade de reacção para trocar de caixa, mesmo depois de ter andado num GP2 que é um carro bem potente.

 

O sonho da F1 esteve perto de se realizar mas infelizmente não aconteceu. Guarda mágoa por isso não ter acontecido?

É verdade, estive bem perto. Quando era novo pensava que só poderia ser feliz na Formula 1 e então tive alguma mágoa, o que hoje em dia, olhando para trás acho normal. Depois de crescer um pouco e de saber o que realmente é importante na vida é claro que passou. Devo dizer que na altura quem me salvou a carreira de cometer o erro de perseguir só a formula 1 foi o Pedro e o Nuno Couceiro.

 

 

O DTM é um campeonato muito competitivo e espectacular de se assistir. Como avalia a sua passagem por lá?

foto in: facebook Filipe Albuquerque
foto in: facebook Filipe Albuquerque

Difícil. Aprendi muito no DTM, tive boas corridas, e acho que mais ano ou menos ano iria ter um grande resultado no campeonato. Mas depois  ofereceram-me a oportunidade de correr no projecto de Le Mans da Audi e foi irrecusável.

 

Quais são as maiores dificuldades no DTM? Para quem vem dos monolugares a adaptação é fácil?

Nunca é fácil entrar na casa de alguém e sentir-se logo a vontade. A maior parte dos pilotos do DTM têm 7 a 10 anos de experiência e mesmo que por vezes sejam mais lentos, derrotam os novatos com pequenos truques. No meu terceiro ano estava claramente a ficar mais traiçoeiro e a fazer o mesmo aos mais novos.

 

 

No ano passado esteve muito perto de vencer o ELMS. Foi difícil perder essa hipótese na última corrida em casa?

Queria muito ganhar o campeonato e principalmente no Estoril. Custa sempre perder um campeonato por tão poucos pontos mas depois da mágoa que tive em Le Mans que nem andei, de certa maneira já estava calejado…

 

Que avaliação faz do seu primeiro ano no WEC?

foto in; facebook Filipe Albuquerque
foto in; facebook Filipe Albuquerque

Pessoalmente acho que foi boa, sinto-me muito a vontade com o Audi R18 e como tudo funciona. Não fiz nenhum erro seja no WEC ou no ELMS portanto para já só posso estar contente.

 

Como foi estar em Le Mans? O prémio de melhor rookie serviu de consolação por não ter corrido?

Adorei estar em Le Mans. A minha namorada diz que parecia um miúdo num campo de férias tal era a minha felicidade… Foi bom receber o prémio de melhor rookie mas não serviu de consolação. Foi muito duro as semanas seguintes porque o mais difícil de aceitar é que só volta acontecer passado um ano, e eu queria correr já no fim de semana seguinte.

 

Como é conduzir um LMP1? São carros difíceis de conduzir? É possível fazer alguma comparação com os monolugares por exemplo?

O LMP1 da Audi é realmente incrível! A quantidade de tecnologia que o carro tem é de loucos. Conduzo sempre sem a velocidade no volante se não fico com medo. Fazemos curvas acima de 300km/h sem problemas.

 

 Ao nível de condução é muito diferente um LMP1 de um LMP2?

foto in: facebook Filipe Albuquerque
foto in: facebook Filipe Albuquerque

Sim, quando venho do LMP2 da Jota Sport e me sento no LMP1 da Audi preciso sempre de 3 voltas para me adaptar. No Audi tenho quase o dobro da potencia, tracção as quatro rodas, com motor híbrido, e muito mais aerodinâmica, o que faz que vá muito mais rápido nas curvas.

 

Como se preparam os pilotos para uma prova como as 24h de Le Mans?

O carro começa a ser construído com pouco mais de 1 ano de antecedência, começamos a testar com 8 meses antes da prova, os pilotos começam o seu treino em paralelo com o carro, ou seja, não só no carro tem que ser lavado ao detalhe mas também o piloto.

 

Cada vez mais a comparação WEC vs F1 está presente e depois das primeiras provas pode-se dizer que o endurance está por cima neste momento. Considera que a F1 ainda é a categoria rainha, ou já perdeu esse título para o endurance?

Depende da pessoa, as corrida são completamente diferentes. Em termos de tecnologia creio que haja mais no WEC mas em termos de espetáculo é julgado por cada um. O que falta a Fórmula 1 é o mesmo nível de andamento entre equipas, qualquer pessoa quer ver lutas entre vários piloto e não sempre o mesmo na frente e sozinho.

 

Quais os seus objectivos pessoais para 2015?

Repetir o que não consegui em 2014. Ganhar as 24h de LE MANS e o ELMS.

foto in: linhadechegada.blog.br
foto in: linhadechegada.blog.br

Qual foi a sua vitória mais saborosa?

Todas as vitórias são fantásticas mas se tivesse que dizer uma ou duas diria as 24h de Daytona, e as Corrida dos Campeões.

 

Alguma batalha em pista com algum piloto ou alguma rivalidade que o tenha marcado?

Na formula Renault 2.0 tive muitas. Tive uma batalha nas últimas voltas de uma corrida que nos ultrapassamos várias vezes e nos tocámos e que foi bem gira. Eu não gosto muito de contar esta batalha porque fiquei em 2º.

 

Qual o carro de competição que mais gozo lhe deu conduzir?

Adorei competir no A1GP era um formula muito bom com corridas muito giras mas também adoro conduzir o R18 da Audi, divirto-me a cada volta.

foto in: facebook Filipe Albuquerque
foto in: facebook Filipe Albuquerque

Tem alguma pista preferida?

Gosto muito de Spa, Daytona, mas Le Mans é verdadeiramente especial.

 

Tem algum piloto de referência, ou algum ídolo?

Sim, apaixonei-me pelo desporto automóvel com o Ayrton Senna.

 

Tem algum sonho por cumprir?

Depois de completar um que era ser piloto profissional renovei o meu sonho. Neste momento é ganhar as 24h de Le Mans.

 

Se tivesse oportunidade de escolher qualquer carro do mundo para si, qual escolheria?

foto in: facebook Filipe Albuquerque
foto in: facebook Filipe Albuquerque

Sou um privilegiado e tenho a possibilidade de escolher qualquer carro que a Audi tenha. No ano passado escolhi uma carrinha RS6. Estou realmente apaixonado por ele. Se pudesse escolher qualquer carro, seria exatamente a carrinha que tenho hoje.

 

Agradecemos ao Filipe o tempo que nos dispensou desejando-lhe as maiores felicidades e que este ano a bandeira portuguesa suba ao pódio em Le Mans.

 

 

 

 

 

Equipa Chicane

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.