Breves

“Classe Um”, a nova categoria de super Turismos

foto: Super GT Series
foto: Super GT Series

Os promotores do DTM, do Campeonato de Super GT japonês (GTA) e os americanos da IMSA (International Motor Sports Association, o organismo que detém o TUSCC, onde compete João Barbosa e de outros troféus na América do Norte), chegaram a um acordo quanto aos regulamentos técnicos dos motores e de aerodinâmica, para a nova categoria a nível global dos super turismos, a Classe Um.

Quer isto dizer que, os promotores de 3 continentes formarão uma “joint venture” e que, os carros com o regulamento agora aprovados, poderão um dia vir a competir juntos, numa grande competição internacional. Marcas como a BMW, Mercedes, Audi, Honda, Lexus e Nissan (espera-se por uma marca americana) fazem parte dos campeonatos promovidos pelas 3 entidades e poderão, num futuro próximo, serem vistas a competir com os super turismos da “Classe Um”.

O motor regulamentado é um 4 cilindros, turbo comprimido de 600 CV e terão como base as especificações aerodinâmicas do DTM e do GTA. Estão já marcados os primeiros eventos internacionais, que decorrerão no Japão no final de 2017 e em Nürburgring em 2018.

“Manos” Espargaró operados, mas com sorte diferente

Pól Espargaró foi operado esta semana devido ao síndrome compartimental no braço esquerdo e deverá estar apto a competir em Mugello, já que é uma cirurgia simples e normal em motards. O seu irmão, Aleix Espargaró foi operado em Barcelona por outros motivos.

Durante os treinos de Sábado em Le Mans, Aleix caiu e lesionou-se no ligamento colateral da mão direita. O caso era mais grave do que se pensou primeiro, pelo que a recuperação será mais lenta e torna difícil a participação do piloto no GP de Itália, durante os dias 29 a 31 de Maio.

O “caldo” pode ter “entornado” na McLaren

Em causa estão as críticas de Ron Dennis à equipa durante o briefing pós corrida, no ultimo GP de Espanha. Dennis até nem tem feito parte do briefing, deixando para Eric Boullier e Jonathan Neale essa função, mas depois da corrida espanhola, em que Alonso desistiu e Button terminou em 16º, o “patrão” foi, supostamente, muito crítico em relação a toda a equipa, deixando um mal estar geral no staff.

Boullier, o director da equipa, foi um dos mais criticados pelo inglês, mas parece ter lidado bem com a situação.

Hamilton renovou com a Mercedes

foto: Mercedes
foto: Mercedes

A renovação de contrato entre o actual campeão do Mundo de F1 e a Mercedes, foi concluída. A continuidade do piloto na equipa alemã esteve em suspenso durante muitos meses, com as condições a serem negociadas directamente com Hamilton que dispensou o agente.

O novo contrato tem a duração de 3 anos, terminando em 2018. Segundo o piloto, “esta é a minha casa e não podia ficar mais contente por ficar cá mais três anos”. Foi feita a vontade a Hamilton.

Pedro Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.