Verizon IndyCar Series – Chevrolet Indy Dual in Detroit: Corrida 1

CGSUvzZXIAEyJ6jApenas uma semana depois das 500 Milhas de Indianápolis, a IndyCar foi até ao circuito citadino de Belle Isle, em Detroit, para a primeira de duas corridas neste fim de semana.

A chuva que afectou a corrida do United SportsCar Championship manteve-se à hora da IndyCar.

Após uma volta atrás do Pace Car, a corrida começou na volta 2. Will Power (#1) manteve a liderança, após a sua pole, com Hélio Castroneves (#3) atrás de si

Juan Pablo Montoya (#2) perdeu o 3º lugar para Takuma Sato (#14), que tinha arrancado de 4º. O japonês não se ficou por aqui, e em menos de uma volta também passou Castroneves e Power, e chegava incrivelmente à liderança.
Sébastien Bourdais (#11) também subia posições, e atacava Montoya para o 3º lugar, quando a primeira bandeira amarela saiu, graças a um pião de Rodolfo González (#18).

Após o recomeço, na curva 1, Stefano Coletti (#4) tentou passar James Jakes (#7) e Tony Kanaan (#10) por dentro. Coletti tocou em Jakes, que por sua vez acabou por tocar em Kanaan, e ambos foram para o muro. Graham Rahal (#15) não conseguiu evitar o carro de Kanaan e destruiu a sua suspensão, terminando a sua corrida mais cedo.

Coletti saiu incólume, Jakes e Kanaan tiveram que parar para reparações. Jakes foi considerado o culpado no acidente.

Neste período de bandeiras amarelas, Marco Andretti (#27) decidiu ser o primeiro a colocar pneus para piso seco. Outros pilotos que estavam mais atrás na classificação decidiram fazer o mesmo.

Sato liderou no recomeço na volta 12, na frente de Power e de Castroneves.

foto: Chris Owens
foto: Chris Owens

Os pneus slick pareciam estar a ser os mais rápidos e durante as voltas 13 e 14 alguns pilotos também fizeram a mudança, como Ryan Hunter-Reay (#28) e Charlie Kimball (#83). E foi precisamente Kimball que foi apanhado de surpresa na curva 2. Um ressalto e uma pequena zona húmida foram suficientes para o atirarem contra o muro de forma violenta, na volta 14. Era a terceira situação de bandeiras amarelas.

Durante a volta 15, em bandeiras amarelas, os líderes pararam para colocar pneus slick. Power perdeu algumas posições graças a uma roda difícil de colocar e caiu para 14º.

Com as paragens, Marco Andretti, que tinha parado anteriormente, ficou na frente para o recomeço, com Luca Filippi (#20), Jack Hawksworth (#41), Conor Daly (#5) e Stefano Coletti atrás, que também tinham efetuado paragens. O melhor dos pilotos que pararam na volta 15 era Takuma Sato, em 8º.

Conor Daly perdeu posições, uma vez que não tem grande experiência em recomeços. Na volta seguinte ao recomeço, Hawksworth passou Filippi para o 2º lugar. Andretti já se tinha distanciado do pelotão.

Josef Newgarden (#67) procurava defender o seu 7º lugar de Sato quando o japonês lhe tocou na traseira. Newgarden bateu na barreira de pneus e furou. Sato também partiu parte da sua asa dianteira, e os detritos daí provenientes causaram mais uma bandeira amarela, na volta 21. Após trocar a sua asa, Sato voltou em 18º, curiosamente, uma posição atrás de Newgarden.

Andretti liderou no recomeço, com Hawksworth e Filippi atrás.
Tristan Vautier (#19) bateu ligeiramente na barreira, sendo forçado a desviar-se de Carlos Muñoz (#26), mas saiu rapidamente e não houve nenhuma interrupção.

Rodolfo González bateu no muro na volta 25, embora tenha prosseguido após reparações, e um detrito na reta da meta trouxe mais uma bandeira amarela na volta 25

No recomeço não houve grandes mexidas. Apenas Bourdais foi passado por Power no 12º lugar.
Na volta 31… mais uma bandeira amarela por detritos. Gabby Chaves (#98) tinha levado um toque e furava um pneu.

foto:  Zach Wenzel/NGI
foto: Zach Wenzel/NGI

Scott Dixon (#9) foi o único a parar nesta bandeira amarela, e fez uma aposta muito arriscada: apesar da chuva estar a chegar, mas ainda com a pista seca, colocava pneus de chuva, numa tentativa de estar em vantagem, assim que a chuva começasse a cair.

Castroneves fez o mesmo que Dixon antes do recomeço, e ambos estavam e 15º e 16º.

Conor Daly sofreu um toque e teve que parar imediatamente quando a bandeira verde foi mostrada.

Marco Andretti perdeu a liderança na curva 3 quando o seu motor se desligou. Andretti perdeu quatro posições, e Jack Hawksworth liderava a corrida.

Na mesma volta, quase todos os pilotos pararam para colocar pneus de chuva, mas esta ainda não era muito forte. Isto deixou Will Power a liderar, com Andretti em 2º.

Power parou duas voltas depois e cedeu a liderança de novo para Andretti, que continuava em pista com pneus slick. Entretanto, Power voltava à corrida no 4º lugar, na frente de Dixon e Castroneves, e atrás de Simon Pagenaud (#22).

Andretti parou na volta 40 para colocar pneus de chuva, tal como Pagenaud, e as voltas a mais que estiveram em pista com slicks resultaram, e ambos voltaram em 2º (Andretti) e 3º (Pagenaud).

Carlos Muñoz assumia a liderança, ainda com pneus slick. Apesar do colombiano estar a dar voltas de avanço, parou na volta 43 para também trocar para pneus de chuva. As suas voltas muito rápidas fizeram com que mantivesse a liderança da corrida, com mais de 20 segundos de vantagem para Andretti.

A sétima situação de bandeiras amarelas aconteceu na volta 47, porque a chuva aumentou bastante de intensidade. Na volta seguinte, saiu a bandeira vermelha.

Luca Filippi bateu na barreira de pneus após aquaplanar na curva 1, e os comissários tiveram muito trabalho para retirar o carro.

A corrida não voltaria a recomeçar, com a corrida a ser dada como terminada ao fim de 48 voltas. Carlos Muñoz vence pela primeir avez na sua carreira na IndyCar Series, com Marco Andretti em 2º para dar à Andretti Autosport uma dobradinha. Simon Pagenaud completou o pódio.

Will Power foi 4º, na frente de Scott Dixon, Hélio Castroneves, Jack Hawksworth, Josef Newgarden, que foi um surpreendente 8º classificado, depois dos seus vários contratempos, Luca Filippi, que apesar de ter batido no muro ficou classificado em 9º e a fechar os 10 primeiros ficou o líder do campeonato e vencedor em Indianápolis, Juan Pablo Montoya.

Ficaremos para ver se a segunda corrida, este domingo, será tão ou mais acidentada do que esta.

 

Classificação final:

Pos. Car # Driver Manufacturer Laps Running / Reason Out
1 26 Carlos Munoz Honda 47 Running
2 27 Marco Andretti Honda 47 Running
3 22 Simon Pagenaud Chevrolet 47 Running
4 1 Will Power Chevrolet 47 Running
5 9 Scott Dixon Chevrolet 47 Running
6 3 Helio Castroneves Chevrolet 47 Running
7 41 Jack Hawksworth Honda 47 Running
8 67 Josef Newgarden Chevrolet 47 Running
9 20 Luca Filippi Chevrolet 47 Contact
10 2 Juan Pablo Montoya Chevrolet 46 Running
11 14 Takuma Sato Honda 46 Running
12 7 James Jakes Honda 46 Running
13 28 Ryan Hunter-Reay Honda 46 Running
14 11 Sebastien Bourdais Chevrolet 46 Running
15 4 Stefano Coletti (R) Chevrolet 46 Running
16 8 Sage Karam (R) Chevrolet 46 Running
17 19 Tristan Vautier Honda 46 Running
18 98 Gabby Chaves (R) Honda 46 Running
19 5 Conor Daly (R) Honda 46 Running
20 10 Tony Kanaan Chevrolet 33 Running
21 18 Rodolfo Gonzalez (R) Honda 25 Mechanical
22 83 Charlie Kimball Chevrolet 13 Contact
23 15 Graham Rahal Honda 5 Contact

 

Jorge Covas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.