WRC – Rally da Sardenha: Ogier “de luxo”, e um rally arrasador!

 

10489677_10152969218665678_1010110015384275462_n
foto: @world

Arrasador, é a melhor palavra para descrever o Rally da Sardenha, sexta prova a contar para o mundial de ralis, que cada vez mais tem Ogier como o grande dominador, em busca do cada vez mais certo título de campeão mundial.

O Rally continha 23 especiais, numa extensão de mais de 400km cronometrados, com troços terríveis que deixou marcas em quase toda a gente, aniquilando ao longo dos quatro dias de prova quase toda a concorrência que o principal candidato a vencer poderia ter pela frente.

Ogier, por liderar o campeonato, tinha de abrir a estrada nos dois primeiros dias de prova, tendo alguma desvantagem face aos adversários, nas primeiras passagens, pois seria ele a “limpar” os troços. Até nisto o francês teve a estrelinha de campeão do lado dele, pois na madrugada antes da primeira especial, choveu na Sardenha, deixando os troços menos “sujos”, o que minimizou as perdas face á concorrência. E que concorrência! Tudo e todos esperavam que nomes como Latvala, Meeke, Ostberg ou mesmo Tanak fossem uma pedra no sapato do francês, e que soubessem tirar proveito da posição de saída para a estrada de Ogier. Nada mais errado. Quem liderou e de forma espetacular grande parte do rally foi mesmo H. Paddon, piloto da Hyundai, que deu uma demonstração de uma grande evolução,  vencendo de uma assentada as três primeiras especiais do 2º dia de prova, isto depois de já no dia anterior outra surpresa ter sido preparada por outro nome menos comum de se ver entre os mais rápidos… mas M. Prokop acabou por ser o primeiro líder do rally, vencendo a super especial de Verona.

foto: facebook WRC
foto: facebook WRC

Paddon chegava ao final da primeira secção do dia na frente do rally, para espanto de toda a gente e a sua posição na saída para a estrada a ser a grande “desculpa” para o sucedido, a mostrar-se errada, como o Neozelandês fez questão de o provar mais tarde.

Quem já não chegava ao final do dia era mesmo K. Meeke, R. Kubica e A. Mikkelsen, que eram as primeiras vítimas deste rally imensamente duro para as mecânicas. Meeke e Kubica saíram de estrada, e Mikkelsen viu um amortecedor do seu Polo R WRC entrar pelo carro dentro sem nunca mais conseguir voltar a andar, ficando por ali o seu dia de rally.

Na parte da tarde as coisas foram mais equilibradas, com Latvala a surgir mais rápido, e claro Ogier também melhorava a sua performance, mas Paddon mantinha a liderança no final do dia com cerca de 8´s de vantagem sobre Ogier, e 25´s sobre Latvala.

Mais uma piloto que caia e não chegava ao final desta vez era D. Sordo que ficava pelo caminho já na derradeira especial do primeiro dia de rally.

O segundo de rally era muito duro para os pilotos, com troços longos, cheios de pedra soltas, que faziam os carros e as sua mecânicas sofrer imenso, onde o fator sorte entrava nas contas para decidir quem se mantinha em prova e quem ficava pelo caminho, ou quem continuava em prova mas perdia tempo com um ou outro percalço.

foto: facebook WRC
foto: facebook WRC

Ogier nesta primeira secção não abriu a estrada e contou com a preciosa ajuda dos pilotos que regressavam neste dia em “rally2”, depois de no dia anterior terem ficado pelo caminho, tendo assim quatro pilotos a passar antes de si, o que desde já fazia limpar mais a estrada até à sua passagem.

Mas Paddon defendeu-se muito bem, realizando tempos muito bons e aumentando em 1´s a vantagem que trazia do dia anterior até ao final da primeira secção do dia. Uma grande resposta por parte do homem da Hyundai, que via apenas Ogier ameaçar-lhe a sua liderança, pois Latvala atrasava-se com um dos pneus a saltar fora do seu Polo R WRC quando aterrou de um salto, fazendo-o perder 2:30m.

A primeira parte do dia mais longo do Rally terminava com Paddon na frente, distando  de 9,3´s sobre Ogier, enquanto Tanak ascendia à 3ª posição aproveitando os azares de Latvala que caia para 5º na geral, pouco atrás de Ostberg que era 4º.

A segunda secção do dia teve contornos decisivos e logo no segundo troço da tarde, Monti di Alà 2 as coisas começavam-se a arranjar-se para Ogier, que via Paddon atrasar-se com um pião, perdendo de uma assentada 20´s para o seu rival. O. Tanak que era terceiro ficava também pelo caminho com problemas na caixa de velocidades do seu Fiesta RS WRC, que deitava por terra assim a possibilidade de conquistar um pódio na Sardenha.

foto: facebook WRC
foto: facebook WRC

Nas duas últimas especiais do dia, a dureza dos troços continuava, com Paddon a ceder muito tempo para Ogier, com problemas no seu Hyundai a nível de caixa de velocidades, deixando assim o francês tranquilo na liderança do rally, terminando o dia com 2:13m de vantagem sobre o segundo H. Paddon, que ainda assim era o grande tema de conversa, pela sua espetacular prestação. Ostberg, com o abandono de Tanak era o 3º na geral no final dia e Neuville 4º. A fechar o top5 E. Evans era o único dos Ford ainda em prova, depois dos abandonos de Kubica, Tanak, Prokop e Bertilli.

Latvala continuava com muitos problemas, desta vez a nível da suspensão e já perdia mais de 8 minutos para Ogier, era 6º na geral.

O último dia do rally continha apenas 4 especiais cronometradas, pouco mais de 40km cronometrados, onde pouco ou nada haveria para decidir quanto à luta pela vitória, que estava, em condições, normais entregue a Ogier com este a gerir o ritmo e a mecânica do seu Polo rumo a mais uma grande exibição coroada com uma excelente vitória.

Mais atrás havia ainda alguma animação, com Ostberg a ter problemas no seu Citroen Ds3 WRC, e perder muito tempo, caindo ainda para a 5º posição, sendo ultrapassado por Neuville que concluía a prova na 3º posição, o seu melhor resultado desta temporada, e Evans, que apesar de um rally discreto, soube esperar e estar no momento certo para ascender a um bom 4º lugar final.

foto: facebook wrc
foto: facebook wrc

Final das contas, vitória para Ogier, que venceu ainda a “Power Satage”, especial essa dominada pelos homens da Volkswagen fazendo 1º, 2º e 3º com Latvala e Mikkelsen respetivamente.

Paddon fez a sua melhor exibição desde a sua chegada ao WRC, mostrando uma evolução tremenda, e ganhando desde já o respeito de toda a gente, podendo estar aqui um futuro grande piloto, e o que este WRC precisa de novos talentos para tentar contrariar o domínio francês que teima em não ser contrariado.

Neuville completou o pódio, numa boa jornada para a marca Coreana que desta forma coloca dois carros no pódio, ainda apara mais num rally tão duro como este.

Evans como já foi dito terminou em 4º na geral, sempre na sua toada discreta mas consistente. É um dos pilotos que nos agrada, corre de forma inteligente e desta vez voltou a contar com a sua calma para assegurar um bom 4º lugar final na frente Ostberg que foi o grande azarado do último dia de rally, perdendo um pódio quase certo, por causa de problemas mecânicos, mas isto são ralis.

Latvala foi 6º na geral final, depois de um rally muito complicado para ele com inúmeros problemas e azares, onde quase ninguém escapou, somente Ogier parece ter “voado” sobre as pedras dos duros troços da Sardenha.

Grande demonstração de força por parte do campeão do mundo e grande demonstração de talento por parte de H. Paddon são as grandes notas que ficam deste duro Rally da Sardenha.

Classificação geral do rally:

POS # DRIVER ELIGIBILITY GROUP CLASS STAGE TIME PENALTIES TOTAL TIME DIFF PREV DIFF 1ST
1. 1 FRAS. OGIER M RC1 4:25:54.3 4:25:54.3
2. 20 NZLH. PADDON T RC1 4:28:59.7 4:28:59.7 +3:05.4 +3:05.4
3. 7 BELT. NEUVILLE M RC1 4:29:36.8 00:40 4:30:16.8 +1:17.1 +4:22.5
4. 5 GBRE. EVANS M RC1 4:31:29.1 4:31:29.1 +1:12.3 +5:34.8
5. 4 NORM. OSTBERG M RC1 4:33:44.4 4:33:44.4 +2:15.3 +7:50.1
6. 2 FINJ. LATVALA M RC1 4:33:31.0 00:30 4:34:01.0 +16.6 +8:06.7
7. 38 UKRY. PROTASOV WRC2 RC2 4:40:52.0 4:40:52.0 +6:51.0 +14:57.7
8. 48 ITAP. ANDREUCCI WRC2 RC2 4:40:57.6 4:40:57.6 +5.6 +15:03.3
9. 45 CZEJ. KOPECKY WRC2 RC2 4:41:56.0 01:40 4:43:36.0 +2:38.4 +17:41.7
10. 12 AREK. AL QASSIMI RC1 4:45:06.3 4:45:06.3 +1:30.3 +19:12.0

 

Geral do campeonato:

Pos Driver Rallye Monte Carlo Rally Sweden Rally Guanajuato México Xion Rally Argentina Vodafone Rally de Portugal Rally Italia Sardegna LOTOS 72nd Rally Poland Neste Oil Rally Finland ADAC Rallye Deutschland Coates Hire Rally Australia Rallye de France - Tour de Corse RALLYRACC CATALUNYA-COSTA DAURADA Wales Rally GB Total
1. FRASébastien Ogier 25 25+3 25+3 0+3 18+3 25+3 133
2. NORMads Østberg 12 1+1 18 18+1 6 10 67
3. NORAndreas Mikkelsen 15 15 15+2 0 15+1 1 64
4. FINJari-Matti Latvala 18 +1 0 0 0 25+2 8+2 56
5. GBRElfyn Evans 6 8 12 15 0 12 53
6. BELThierry Neuville 10 18+2 4+1 0 0 15 50
7. GBRKris Meeke 1+3 6 0 25 12 0 47
8. ESPDani Sordo 8 10 10+2 8 0 38
9. NZLHayden Paddon 10 0 0 4 18 32
10. CZEMartin Prokop 2 4 8 12 1 0 27

.

foto in: wrc.com
foto in: wrc.com

Em WRC2 a história foi parecida, com inúmeros abandonos pelo caminho, muita gente com problemas e de novo a dupla portuguesa a não ser bafejada pela sorte. Pelo contrário, B. Sousa e H. Magalhães ficaram pelo caminho em dose dupla, em mais uma demonstração da pouca fiabilidade do seu 208 T16 R5, que parece um “poço” de problemas, estando até (a nosso ver) a “manchar” o bom nome de B. Sousa, um piloto respeitado no WRC2, que neste momento, infelizmente, não “assusta ninguém”. O carro quando anda não é competitivo e mesmo assim, raramente faz mais do que 4 especiais sem ter de abandonar. Dias difíceis para a dupla portuguesa que merecia de facto uma outra montada, ao seu nível, elevado, coisa que este Peugeot não o é.

Quanto á prova, teve emoção até final com Protasov e o Italiano Paolo Andreucci a baterem-se pela vitória final até ao último troço, onde entraram separados por incríveis 0,5´s. Aí a calma e experiência de Protasov veio ao de cima e venceu o troço por 4´s assegurando assim uma grande vitória, numa categoria também ela arrasada com abandonos dos principais candidatos á vitoria final.

Classificação geral final WRC2:

1. 38 UKRY. PROTASOV WRC2 RC2 4:40:52.0 4:40:52.0 +6:51.0 +14:57.7
2. 48 ITAP. ANDREUCCI WRC2 RC2 4:40:57.6 4:40:57.6 +5.6 +15:03.3
3. 45 CZEJ. KOPECKY WRC2 RC2 4:41:56.0 01:40 4:43:36.0 +2:38.4 +17:41.7
4. 39 QATA. AL-KUWARI WRC2 RC2 4:47:26.7 4:47:26.7 +2:20.4 +21:32.4
5. 42 QATN. AL-ATTIYAH WRC2 RC2 4:47:34.6 4:47:34.6 +7.9 +21:40.3
6. 44 DEUA. KREMER WRC2 RC2 4:47:59.7 4:47:59.7 +25.1 +22:05.4
7. 41 PERN. FUCHS WRC2 RC2 4:54:10.8 4:54:10.8 +6:04.1 +28:16.5
8. 50 FRAE. CAMILI WRC2 RC2 5:02:11.1 01:50 5:04:01.1 +9:50.3 +38:06.8
9. 43 FINE. LAPPI WRC2 RC2 5:07:22.3 5:07:22.3 +3:21.2 +41:28.0
10. 40 UKRV. GORBAN WRC2 RC2 5:17:04.5 5:17:04.5 +9:42.2 +51:10.2

 

Geral do campeonato:

Pos Driver Rallye Monte Carlo Rally Sweden Rally Guanajuato México Xion Rally Argentina Vodafone Rally de Portugal Rally Italia Sardegna LOTOS 72nd Rally Poland Neste Oil Rally Finland ADAC Rallye Deutschland Coates Hire Rally Australia Rallye de France - Tour de Corse RALLYRACC CATALUNYA-COSTA DAURADA Wales Rally GB Total
1. QATNasser Al-Attiyah 25 25 10 60
2. QATAbdulaziz Al-Kuwari 12 25 8 12 57
3. FINJari Ketomaa 25 15 15 0 55
4. UKRYuriy Protasov 10 12 25 47
5. FRAStephane Lefebvre 25 0 10 0 35
6. SWEPontus Tidemand 10 15 25
7. PERNicolas Fuchs 18 0 6 6 24
8. DEUArmin Kremer 15 1 8 24
9. FINEsapekka Lappi 18 2 20
10. UKRValeriy Gorban 15 0 4 1 20

 

O mundial de ralis está de volta no primeiro fim-de-semana de Julho com a realização do LOTOS 72nd Rally Poland, entre 2 e 5 desse mês.

Acompanhe todas as notícias sobre o mundo do desporto motorizado na nossa página de facebook e no nosso site, bem como as análises finais da prova Italiana do WRC.

Até lá…if in doubt flat out!

Carlos Mota

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.