CNV – Corrida 2: Lobato e Salvador repetem vitória numa corrida estranha


IMG_7353Rafael Lobato e Pedro Salvador
venceram a segunda prova que compunha o cartaz do CNV para o Circuito de Vila Real. Depois da dupla da Speedy Motorsport ter dominado a toda a escala na prova de sábado, largavam da pole para a segunda “manga” e eram os principais candidatos a vencer.

No arranque Rafael Lobato não foi tão eficaz como Francisco Abreu e perdeu a liderança para os carro da Team Nova Driver, liderança essa que nunca se dilatou pois o jovem da casa mostrou-se muito rápido na perseguição ao líder e viria a ascender à liderança à passagem pela 3ª volta. Dai em diante Rafael Lobato “pregou pé na tábua” e deixou Francisco Abreu cada vez mais longe da sua liderança.

Mais atrás e noutras lutas, António Nogueira liderava nos GT´s bem distanciado da concorrência, impondo da melhor maneira o seu potente Porsche 997 GT3 R.

Logo no arranque havia também quem ficava pelo caminho, Ivo Nogueira não evitou um toque na chicane do fundo da reta de Mateus e partiu a suspensão do seu Tattus PY012, deixando assim à vontade Miguel Cristóvão na 3ª posição.
IMG_6031A grande polémica desta prova começou pouco antes da abertura da janela de troca de pilotos, com Joaquim Teixeira (Porsche) a embater nos rails na subida de Abambres, danificando muito as proteções da pista, originando a entrada do Safety Car. Pelos regulamentos, é proibido trocar de pilotos nestas situações e desta maneira ninguém pode ir às boxes cumprir a paragem obrigatória. Apenas Fábio Mota o fez, mas porque foi penalizado com drive through por falsa partida. Os pilotos ainda rodaram em marcha lenta atrás do Safety Car, durante algumas voltas, até que se fez mostrar as bandeiras vermelhas em todo o circuito pois era necessário trocar os rails danificados, o que levaria algum tempo e com isto a corrida ficava por aqui. Uma decisão que não agradou as pilotos, mas é sabido que as pistas citadinas tem este “handicap”, ainda para mais sendo esta prova englobada no fim-de-semana do WTCC, onde nada pode atrasar a prova “rainha”.

Sendo assim vitoria para Rafael Lobato e Pedro Salvador, que nem chegou a sentar-se ao volante do Norma. Na segunda posição ficou a dupla Francisco Abreu/Armando Parente (Tatuus) e completar o pódio Miguel Cristóvão/José Pedro Faria (Wolf).

Nos GT´s António Nogueira venceu, enquanto na classe GT Cup Nuno Batista/Pedro Marreiros venceram enquanto Carlos Alonso foi 2º ao volante do Lamborghini Huracan.

Classificação:

1º Rafael Lobato/Pedro Salvador (Norma) 11 voltas

2º Francisco Abreu/Armando Parente (Tatuus) a 0.579

3º Miguel Cristóvão/José Pedro Faria (Wolf) a 1.601

4º António Nogueira (Porsche) a 3.634

5º Paulo Macedo/Daniel Azevedo (Wolf) a 4.580

6º Nuno Batista/Pedro Marreiros (Porsche) a 5.495

7º Fábio Mota (Renault) a 6.561

8º Carlos Alonso (Lamborghini) a 8.407

9º Amândio Dias (Porsche) a 1 v.

10º José Martins/Manuel Monteiro (Porsche) a 1 v.

Carlos Mota

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.