NASCAR Sprint Cup Series – 5-hour Energy 301

A oval de New Hampshire recebeu mais uma jornada da fase regular na NASCAR Sprint Cup.

originalCarl Edwards (#19) foi o homem que fez a pole e teve a honra de liderar nas primeiras voltas da corrida, que arrancou 10 minutos mais cedo com receios da chuva. Edwards era seguido por Kyle Busch (#18) e Joey Logano (#22).
A partir da volta 15, Kyle Busch começou a ganhar terreno a Edwards e concretizou a primeira mudança de líder na volta 20.
Duas voltas depois saiu a primeira bandeira amarela, por detritos. Vários pilotos optaram por parar, como Brad Keselowski (#2), Denny Hamlin (#11), Dale Earnhardt, Jr. (#88) e Kevin Harvick (#4).

Kyle Busch manteve a liderança no recomeço, aproveitando o mau recomeço de Carl Edwards, mas os pilotos que tinham parado começaram a ganhar posições.
Keselowski estava ao ataque com dois pneus novos, e na volta 54 chegou aos três primeiros. Catorze voltas depois chegou à liderança da corrida, deixando Kyle Busch para trás, que tinha um possível problema elétrico.
Earnhardt, Jr. e Harvick também ganhavam rapidamente terreno, e em sentido inverso estava Jimmie Johnson (#48), que não tinha parado e tinha dificuldades contra os pilotos que tinham parado.

Durante a primeira ronda de paragens para os pilotos que não tinham parado anteriormente, a partir da volta 77 (os outros pararam 10 voltas depois), Matt Kenseth (#20) foi apanhado em excesso de velocidade nas boxes.
Ainda decorriam as paragens nas boxes para o grupo que tinha parado na primeira bandeira amarela quando Alex Bowman (#7) teve um princípio de incêndio num pneu quando saia das boxes, e deixou detritos na pista. Bandeira amarela na volta 96.

foto: Chris Trotman/2015 NASCAR
foto: Chris Trotman/2015 NASCAR

Brad Keselowski continuava a liderar no recomeço, na volta 108, mas nove voltas depois sai nova bandeira amarela por detritos. Apenas Edwards parou nesta bandeira amarela.

Recomeço de corrida na votla 122, com Keselowski na frente e Kyle Busch a tentar pressioná-lo, mas o piloto da Penske manteve o controlo da corrida.

Ryan Blaney (#21) chegou a subir a um excelente 9º lugar quando teve um problema num pneu nesta fase da corrida, e acabou por exceder a velocidade limite nas boxes.
David Ragan (#55) também estava entre os primeiros classificados, mas na segunda parte de corrida afundou-se no pelotão.

A situação manteve-se estável até à volta 171, quando começou mais uma ronda de paragens em bandeira verde. Jimmie Johnson foi penalizado por exceder a velocidade nas boxes.
Kevin Harvick tinha subido ao 2º lugar, e parou mais cedo do que Keselowski, e isto deu-lhe vantagem em pista, só que Keselowski tratou de resolver essa perda de posição com uma boa ultrapassagem ao campeão em título.
Quatro pilotos ainda não tinham parado quando saiu uma bandeira amarela na volta 189, por detritos. Os quatro pilotos eram Joey Logano, Carl Edwards, Matt Kenseth e Paul Menard (#27).

Keselowski voltava ao comando da corrida e liderou no recomeço, mas não por muito tempo, porque Harvick e Kyle Busch foram agressivos nas curvas 1 e 2 e passaram pelo Ford.
Paul Menard tocou em Kasey Kahne (#5), furou um pneu e não conseguiu parar nas boxes na altura certa, obrigando a mais uma bandeira amarela na volta 200.

foto: Nick Laham/2015 Getty Images
foto: Nick Laham/2015 Getty Images

Quatro voltas depois a corrida recomeçou. Keselowski recuperou o 2º lugar de Kyle Busch e foi atrás de Kevin Harvick.
Kyle Busch parou, ficou com uma volta de atraso e conseguiu recuperá-la de forma agressiva, sem rodeios, ao passar no meio de Keselowski e Harvick, e foi na altura certa, porque óleo na curva 2 trouxe nova bandeira amarela a 50 voltas do fim, após vários pilotos terem comportamentos estranhos nos seus carros.
Nas boxes, Keselowski, Kenseth, Edwards e Hamlin trocaram apenas dois pneus, enquanto que o resto do pelotão trocou quatro. Isto deixou o anterior líder, Kevin Harvick, em 6º.

Kyle Busch foi o líder no recomeço, porque não teve necessidade de parar, e fez um grande arranque, deixando a concorrência com algum atraso, em especial Brad Keselowski, que não conseguiu um bom arranque.
Brad Keselowski tinha dificuldades com dois pneus, emora se mantesse no 2º lugar. Logano e Harvick estavam ao ataque, com quatro pneus novos, e foram passando os carros à sua frente.

Apesar dos pilotos que tinham trocado apenas dois pneus terem mais dificuldades, Keselowski e, em, especial, Kyle Busch, estavam literalmente a voar, fazendo voltas muito rápidas e a fugirem de Logano e Harvick, em 3º e 4º.

Nas últimas voltas, Keselowski aproximou-se perigosamente de Kyle Busch, mas a sua condução agressiva levou-o a cometer erros, e isto deixou Kyle com via verde para assinar a sua terceira vitória neste seu regresso, que ficou confirmada na última volta, quando saiu uma bandeira amarela porque Alex Bowman foi ao muro na curva 2.
Uma vez que a bandeira foi mostrada na última volta, não houve Green-White-Checkered.

Assim, o conto de fadas de Kyle Busch continua, e mostra que está cada vez mais forte para ser um dos grandes candidatos ao título.
Kyle está cada vez mais perto de entrar nos 30 primeiros do campeonato, e com esta vitória fica a 58 pontos de distância, e ainda tem sete corridas até ao fim da fase regular.

Brad Keselowski teve o carro mais rápido nesta corrida, mas na NASCAR, muitas vezes, o carro mais rápido não vence. Brad foi 2º.
Kevin Harvick conseguiu passar Joey Logano e ficou em 4º, com o piloto da Penske em 4º.

foto: Jonathan Ferrey
foto: Jonathan Ferrey

Dale Earnhardt, Jr. fez uma corrida de paciência, mas que não foi nada fácil, mas conseguiu um 5º lugar, com Matt Kenseth em 6º depois de recuperar da penalização nas boxes, Carl Edwards, Austin Dillon (#3) a cosneguir um bom resultado, em 8º, Jeff Gordon (#24) foi 9º, numa corrida consistente, e Kurt Busch (#41) a fechar os 10 primeiros.

Outros resultados em New Hampshire: Ryan Newman (#31) foi 11º, com Martin Truex, Jr. (#78) em 12º, e que está a ter uma fase menos regular;
Denny Hamlin foi 14º e Jimmie Johnson foi um desapontante 21º classificado, após ser incapaz de recuperar uma volta de atraso em resultado da sua penalização.

A próxima corrida será numa das catedrais do desporto motorizado, na oval de Indianápolis.

071915_NASCAR_NHMSraceResults_PI_JP.vadapt.955.high.0

Jorge Covas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.