F1- Análise das equipas até agora: Red Bull

Red Bull: Sem asas e sem motor

 

foto: Red Bull
foto: Red Bull

A era do domínio Red Bull já não passa de uma mera lembrança. Os tempos da hegemonia implacável e dos títulos seguidos ficam para a história mas neste momento os Bull´s são uma equipa fragilizada e sem a força do passado. 2014 mostrou que a Renault fez mal os cálculos e criou uma unidade motriz fraca e com pouca potência. No entanto, os franceses e a Red Bull arranjaram forma de contrariar a situação e aproveitaram sempre os deslizes da Mercedes na primeira metade da época. Na segunda metade viram a Williams aproximar-se mas as vitórias de Ricciardo deram a vantagem suficiente para manter o 2º lugar.

Para 2015 esperava-se que tudo melhorasse. Esperava-se que Newey fizesse mais um excelente carro (o último a tempo inteiro do génio inglês) e que a Renault melhorasse o seu motor. Nada disso aconteceu. A última criação de Newey não é a melhor e comparado com os seus antecessores, o RB11 fica aquém das expectativas. E o motor… esse sim é o verdadeiro problema. A Renault teve muitos problemas de fiabilidade no inicio de 2015. A subida em potência afectou, e de que maneira, a unidade motriz e nas primeiras corridas os Red Bull mais pareciam locomotivas a vapor tal a falta de ritmo e o fumo que do escape saia cada vez que os motores rebentavam. Tudo isto levou a que a já longa parceira Renault /Red Bull ficasse por um fio. Os austríacos não gostam de perder e muito menos da maneira como estão a perder este ano e os franceses, cientes que fizeram um trabalho… fraco (usando um eufemismo), não gostam que os supostos parceiros estejam constantemente a colocar o dedo na ferida. E a relação entre ambas as partes esfriou. Esfriou bastante e está agora ao nível de um Raikkonen chateado… o que é bastante frio.

foto. facebook Red Bull
foto. facebook Red Bull

A Renault tem ideias de parar com as bebidas energéticas e voltar a ter uma equipa própria. E as movimentações mostram isso mesmo. A saída de cena do WSR é um exemplo do corte de despesas noutras competições que poderá servir para financiar um regresso como construtor da marca do losango, fazendo assim um “pirete” à Red Bull. Se a Renault entrar como construtor, ninguém duvide que é com o sentimento de vingança e que irão mostrar a Red Bull do que são capazes. A nosso ver, só falta decidir qual a equipa que vão comprar… e cheira que seja a Lotus.

Já a Red Bull fica em maus lençóis. Fica sem um fornecedor exclusivo de motores (sim porque a Toro Rosso não entra nas contas do titulo) e vê-se obrigada a ter de usar um motor de um rival directo o que não é bom. Que o diga a McLaren que se viu obrigada a mudar para a Honda, pois entendeu que nunca conseguiria lutar pelo titulo com um motor de uma rival directa. A não ser que haja uma surpresa e um apareça um fornecedor de motores novo. Mas depois da entrada da Honda e da má figura que os japoneses têm feito, os possíveis candidatos estarão em modo “vai lá tu que a mim dá-me o riso”. Ninguém entra na F1 para fazer feio e estes regulamento exigem muito esforço de quem entra de novo.

Foto: Red Bull
Foto: Red Bull

Assim o futuro da equipa parece muito indefinido e que ninguém caia do sofá se a Red Bull esquecer a F1 e se virar para outra competição (WEC talvez?). Mas por enquanto é uma época muito fraca de uma equipa que sofreu um sangria terrivel de talentos (McLaren, Mercedes e Ferrari roubaram os melhores engenheiros à equipa) e que ainda não recuperou. Será a equipa capaz de dar a volta ao texto ainda este ano? Parece muito difícil. Será a equipa capaz de regressar aos tempos em que Vettel era assobiado e ganhava sem piedade? Neste momento não parece fácil mas para bem da F1 e até da própria marca, esperamos que o façam. Se saírem agora vão sair como chorões e isso é ainda pior.

 

Foto: Red Bull
Foto: Red Bull

Daniel Ricciardo está a ter um ano difícil. O homem das ultrapassagens fenomenais e do sorriso infindável passou por uma serie de GP´s onde a falta de andamento e fiabilidade do carro o prejudicou muito. Num ano que se queria de afirmação, depois da chegada de rompante à Red Bull, o australiano não tem conseguido colocar o seu talento em pista. Mas a Hungria mostrou que o “Sr Sorrisos” ainda não nos abandonou e que ainda tem uns truques na manga. Com uma corrida “à antiga” com ultrapassagens no braço (e as vezes no chassis dos adversários) o nº1 da Red Bull mostrou que assim que lhe derem um carro de jeito, ele trata do assunto. E é uma pena ele não ter um carro para lutar pelo titulo. Este rapaz a dar luta a Hamilton havia de ser bonito. No entanto, o estado da equipa também o influencia e Ricciardo ainda não está ao nível do ano passado. Mas que aquelas mãos valem ouro, lá isso valem.

 

foto: Red Bull
foto: Red Bull

Daniil Kvyat é … difícil de avaliar. Para nós não é carne nem é peixe. É bom piloto é certo e com mais alguma experiência, é daqueles que traz pontos importantes para a equipa. Mas não tem a chama de um Verstappen ou de um Sainz. O rapaz é bom mas não gostamos dele. E tal como se esperava, sofreu nos primeiros tempos na Red Bull. Não encontrou a equipa na melhor altura e está a sofrer o que Magnussen sofreu na McLaren, mas num contexto muito mais brando, para sorte do russo. Está logo atrás do seu colega de equipa no campeonato e nas últimas corridas tem sido até o melhor piloto. A fase de aclimatação à equipa já passou e agora está mais próximo do seu real valor. Não foi uma aposta perdida por parte da Red Bull e a médio prazo esta dupla poder ser eficaz. No entanto…não nos convence. Mas boa época até agora.

 

Comparativo Ricciardo vs Kvyat

Corridas: 4 – 5

Qualificação: 6 – 4

 

Daniel Ricciardo: 7º lugar, 51 pontos

Nota:7

 

Daniil Kvyat: 8º lugar, 45 pontos

Nota: 7

 

Red Bull: 4º lugar, 96 pontos

Nota: 5

 

Análise de meio da época:

Análise Mercedes

Análise Ferrari

Análise Williams

 

Fábio Mendes

7 pensamentos sobre “F1- Análise das equipas até agora: Red Bull

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.