Skoda Fabia R5, um caso de sucesso!

Untitled design (2)A temporada de ralis de 2015 começou com a mesma “toada” de 2014, com as marcas inseridas em programas de ralis, a fazerem aparecer os vários modelos R5 em grande escala e todas elas com aspirações nos principais palcos do IRC e do WRC2, onde as mesmas são permitidas.

Esta saga foi implementada pela M-Sport, usando o modelo Fiesta, que depois do sucesso do S2000, desenvolveu o R5 usando a mesma base. O R5 tem sido um caso de sucesso de vendas e a equipa de Malcolm Wilson desenvolveu um carro muito competitivo e habilitado a correr em grande parte dos campeonatos internacionais e também nacionais, tal como aconteceu em Portugal, e podemos já ver há algum tempo este modelo da Ford a “abrilhantar” o nosso campeonato de Ralis.

O Fiesta tornou-se desta forma um caso de sucesso desportivo e sobretudo comercial, com a M-Sport a vender mais de 100 modelos para vários pontos do planeta, correndo em diversos campeonatos, sendo o preço de cada unidade de 180 mil euros… lucro não falta naquela casa.

Quem seguiu as suas pisadas mais tarde foi a Peugeot, desenvolvendo o 208 T16 R5, deixando para trás o “cansadinho” 207 S2000, cada vez menos competitivos face ao domínio dos Fiesta R5.

Quem não poderia deixar-se fica para trás eram a Skoda e a Citroen, que também aqui viram uma oportunidade de ter um bom retorno financeiro, pois cada vez mais equipas e apostam nestes modelos RC2 para competir tanto no IRC e WRC, como nos campeonato nacionais onde os regulamentos permitem usar carros desta categoria.

A Citroen já tinha a base do DS3 versão RRC e a partir dai foi trabalhar nesse campo, mas o projecto sofreu vários atrasos, talvez devido á indecisão face a sua aposta nos ralis ou retirada em 2017. A verdade é que o projecto andou e está na estrada, competitivo, vistoso à vista dos espectadores e com um piloto a dar nas vistas, S. Lefebvre apoiado pela casa mãe Citroen.

Kopecky
foto in: autonews-magazine.com

Mas ali ao lado e sem grandes alaridos nem pressas, a Skoda ia também preparando o seu futuro. Deixar o S2000 era urgente para poder acompanhar a concorrência que se avizinhava forte, mas a marca não caiu no erro de fazer “tudo em cima do joelho” pois lá diz o ditado “quanto mais depressa mais devagar”. E que o diga a Peugeot que lançou o seu modelo R5 há mais de um ano e ainda hoje sofre com vários problemas de fiabilidade na sua “arma”, que o diga Bernardo Sousa.

Já a temporada ia na estrada e o modelo da marca Checa estava ainda fechado na garagem a ultimar pormenores. Houve quem dissesse que “tanta demora não era bom prenúncio”… Errado! No dia 1 de Abril carro homologado e dia 24 desse mesmo mês fazia-se a estreia no novo Skoda Fabia R5, no Rali Sumava, prova do Campeonato Checo de Ralis, com Jan Kopecký a bater por mais de um minuto e meio Bryan Bouffier, que corria em …Ds3 R5. Primeiros sinais eram bons!

A estreia no WRC2 foi no Rally de Portugal, em Maio e a resposta voltou a ser dada em grande, com E. Lappi, o menino “Skoda”, a arrecadar um excelente 2º lugar na geral da categoria e mais do que isso, o respeito dos adversários.

rally-porto-2
Foto in: praguepost.com

Em Itália as coisas não correram tão bem, mas dai em diante o Fabia R5 só sabe o que é ganhar. O carro leva duas vitórias consecutivas no WRC2, sempre com Lappi ao volante e já lidera o mundial destinado aos carros RC2. Em ano de estreia a marca checa “arrisca-se” já a ganhar o campeonato. É certo que “até ao lavar dos cestos é vindima” mas, para além do piloto finlandês actual líder do campeonato, também Nasser Al-Attiyah actual campeão do mundo do WRC2, vai alinhar na Alemanha com o mesmo modelo, deixando para já de parte o seu habitual Fiesta RRC.

Esta mudança não é por acaso. Nasser não iria mudar para pior, pois é sabido que dinheiro ali não falta e ele corre onde quer e com o carro que quer… se escolheu o Fabia R5, terá algum motivo.

Poderá ser para tirar partido do carro ser mais eficaz em troços de asfalto? Poderá! Mas Lappi venceu na Polónia e Finlândia, ralis de terra e com muitos saltos. A nós e aqui que ninguém nos ouve, parece-nos que o Nasser de “parvo” não tem nada. Além de um primoroso “kit de unhas” e uma carteira cheia de notas, também tem um cérebro que funciona bem!

O campeão lá saberá as suas razões e eu não sou adivinho, mas cheira-me que a escolha é boa!

SP_6308_jpg
Foto: Skoda

A verdade é que este modelo está a ser um caso de sucesso incrível tendo em vista o tão pouco tempo de competição que tem na estrada. Face aos resultados já demonstrados, só podemos dar os parabéns a Skoda Motorsport pelo excelente trabalho desenvolvido. Estar na luta pela conquista do WRC2 na época de estreia, chegando a meio da mesma, é obra!

Já agora, ter um piloto chamado Esapekka Lappi ao volante também tem ajudado… que pilotaço! Até nisto eles fizeram um bom trabalho de casa.

Faltam 5 provas para o final de uma temporada que pode ser de muito sucesso desportivo para a Skoda Motorsport. Têm o carro certo, os pilotos certos e nós já estamos rendidos.

Muito trabalho para os rivais, essa é que é essa!

Na primeira pessoa…Carlos Mota.

 

 

2 pensamentos sobre “Skoda Fabia R5, um caso de sucesso!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.