MotoGP: Lorenzo aprendeu a lição de Indianápolis

Ao contrário do que se passou a semana passada nos EUA, Jorge Lorenzo não deixou passar Marc Márquez e, para além de vencer a prova, passou para a frente do campeonato, já que Valentino Rossi não foi além do 3º posição final na corrida.

Sem títuloO espanhol da Yamaha partiu da pole position e teve uma largada muito boa, com Márquez a segui-lo. O terceiro mais rápido de ontem, Rossi, teve uma das piores largadas do ano, perdendo 2 posições até à travagem para a curva 1. The Doctor não foi feliz numa altura em que tem de responder ao seu colega de equipa, tendo sido ultrapassado por Andrea Dovizioso e sofreu bastante para conseguir recuperar a posição a Dovi.

Enquanto Rossi se batia pela 3º posição com o homem da Ducati, Lorenzo e Márquez aumentavam a vantagem sobre os perseguidores. Dani Pedrosa fazia uma recuperação incrivel, vindo de 9º começava a ganhar posições aos homens das equipas privadas. Quando chegou à roda de Rossi e Dovizioso, já o #46 era 3º.

Bradley Smith estava em boa forma, mas denotava-se uma grande diferença de andamento da Yamaha da Tech3 para as motos oficias da Ducati. No final, Smith quedou-se pela 7ª posição, sendo o melhor piloto privado da corrida checa.

Até ao fim da corrida, Andrea Iannone ultrapassou o seu colega de equipa e Dani Pedrosa, conseguindo o 4º lugar final, a apenas 3 segundos de Rossi. Na frente, Márquez não conseguiu ultrapassar Lorenzo e este, com a lição aprendida, manteve uma distância de cerca de 2 segundos, aumentando-a para 4.4s no passagem derradeira na linha de meta.

A liderança do campeonato é dividida entre Lorenzo e Rossi, ambos com 211 pontos. Deve-se viver um bom ambiente na box da Yamaha! Rossi, no nosso entender, fez uma má escolha de pneus para esta corrida, aliada a uma péssima partida. O italiano surgiu na corrida com pneus duros, esperando ser mais rápido no final da corrida, mas não o foi.

Classificação geral do GP da República Checa

 

Pos. Piloto Equipa Tempo
1. J. Lorenzo Yamaha 42:53.042
2. M. Marquez Repsol Honda +4.462
3. V. Rossi Yamaha +10.397 +5.935
4. A. Iannone Ducati +13.071 +2.674
5. D. Pedrosa Repsol Honda +15.650 +2.579
6. A. Dovizioso Ducati +15.725 +0.075
7. B. Smith Tech 3 +21.821 +6.096
8. P. Espargaro Tech 3 +23.240 +1.419
9. A. Espargaro Suzuki +43.784 +20.544
10. D. Petrucci Pramac +45.261 +1.477
11. Y. Hernandez Pramac +49.973 +4.712
12. S. Redding Marc VDS +50.174 +0.201
13. A. Bautista Aprilia +54.437 +4.263
14. S. Bradl Aprilia +54.624 +0.187
15. L. Baz Forward +1:00.316 +5.692
16. H. Barbera Avintia +1:01.595 +1.279
17. N. Hayden Aspar +1:02.388 +0.793
18. M. Di Meglio Avintia +1:05.944 +3.556
19. J. Miller LCR +1:11.407 +5.463
20. C. Corti Forward +1:50.033 +38.626
21. K. Abraham Cardion AB +2:02.655 +12.622
Não terminaram
22. M. Vinales Suzuki
23. C. Crutchlow LCR
24. E. Laverty Aspar
25. A. de Angelis Ioda

Pedro Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.