F1 – GP de Singapura: Antevisão

d689b-f1-singapore-grand-prix-2012-party-time-_1

Chegada a 13ª jornada do campeonato, o grande circo visita a cidade das luzes: Singapura.

Adicionada ao calendário em 2008, foi a primeira corrida a ser realizada à noite. Esta decisão partiu de Bernie Ecclestone (CEO da FOM) e Ong Beng Seng (Presidente do Instituto de Turismo de Singapura), procurando aproveitar não só o glamour e exuberância da zona de Marina Bay, mas também os horários de transmissão televisiva europeus.

 

Como qualquer circuito citadino, não é rápido. Mas pode ser categorizado como um falso lento. Tentando fugir ao aborrecimento de alguns circuitos modernos, Singapura produziu um circuito amplo mas extremamente técnico: as ultrapassagens são possíveis, mas requerem um esforço mais acentuado do piloto, assente na técnica e experiência. Segundo Lewis Hamilton, este circuito tem o dobro da dificuldade do Mónaco, o que salienta a importância de um bom lugar na Qualificação.

8No entanto, ciente de algumas críticas direccionadas à falta de ultrapassagens, a organização alterou este ano o sector intermédio nas curvas 11, 12 e 13, criando uma área mais ampla onde os pilotos possam arriscar com maior segurança.

 

O circuito tem 23 curvas, das quais 10 abordadas em 1ª ou 2ª velocidade, 7 em 3ª e apenas uma em 4ª. Dito isto, a saída de curva vai fazer a diferença. À semelhança de todos os anos, devemos ter a entrada do Safety Car, quem sabe por alguma disputa mais acesa ou por um excesso de um piloto mais inexperiente. A carga aerodinâmica torna-se novamente crucial e os packs ausentes em Monza vão voltar em força.

É preciso relembrar que é um circuito citadino e o ‘tapete’ da pista é bem mais irregular do que num autódromo construído para o efeito. Sofrem as suspensões e os pneus – que obrigam a uma maior gestão durante a corrida – e sofre o piloto ao realizar um esforço maior no controlo do monolugar.

Acreditamos que a combinação de uma estratégia mais agressiva de apenas duas paragens aliada à boa gestão dos pneus irá conduzir a agradáveis surpresas. Quem optar por três paragens, apostará em stints poderosas para ganhar posição aos adversários com um undercut.

Foto : Mercedes
Foto : Mercedes

A nível de equipas, não se espera uma surpresa na linha da frente. A Mercedes continuará a dominar e com certeza teremos Rosberg a regressar à P2. Hamilton já mostrou estar numa forma perfeita, extraindo o máximo da sua condução em qualquer tipo de circuito. Logo a P1 estará assegurada. Da perspetiva emocional do comum adepto, uma pole de Rosberg traria Hamilton de volta à terra, punha o alemão nas nuvens e daria uma carga dramática ao arranque de domingo. Mas 7 poles consecutivas e 19 corridas a pontuar dizem-nos que o inglês está num nível acima e o alemão pode acabar a corrida a mais de 53 pontos. A não ser que haja um golpe de teatro e o esforço extra do motor mostre os problemas de fiabilidade dos upgrades que assombraram Rosberg há 15 dias…

A Ferrari continuará a morder os calcanhares dos Silver Arrows, mas sem grandes aspirações de colocar um dos seus pilotos no 1º lugar do pódio. Em Monza, a ‘polémica’ dos pneus levou a equipa a pedir a Hamilton para aumentar o ritmo… E que ritmo! Terminou a 25 segundos de Vettel, deixando o monolugar da Scuderia sem argumentos. Mesmo sendo o piloto mais titulado de sempre em Singapura, Vettel deverá rondar a P3. Uma palavra de apreço para  Raikonnen, que recuperou a sua confiança numa fantástica qualificação em Monza. Bateu o alemão e mostrou a Arrivabene que velhos são os trapos, conseguindo extrair do monolugar o mesmo que o colega. Vamos ver se a consistência se mantem no sábado e senão acontecem “trapalhadas” no arranque de domingo.

foto: Red Bull
foto: Red Bull

A ter a pior época desde 2008, a Red Bull vai precisar de um grande resultado para encurtar a distância de 75 pontos para a Williams. Os ventos que correm são bons, tendo Ricciardo e Kvyatt conquistado 17 pontos nos últimos dois GPs. Mas o circuito exige muito do motor e os problemas de fiabilidade poderão regressar… No entanto, a carga aerodinâmica terá um papel fulcral e sabemos que nisso a RedBull é exímia. Fica tudo em aberto.

A seguir temos três equipas com unidades Mercedes onde reina a incógnita do fim-de-semana. Espera-se um bom desempenho da Williams, com Massa motivado por um pódio na sua ‘antiga casa’ e Bottas desejoso de regressar ao topo. Mas a vontade do piloto não é tudo, tendo a espreitar por cima do ombro os competitivos Force India, com Sérgio Perez e Niko Hulkenberg. No caso da Lotus, vamos ter um Maldonado ansioso, não sabendo se fica com o lugar em 2016 – o seu patrocinador (PDVSA) já suspendeu o pagamento, enquanto o impasse não ficar resolvido. Com os rumores da venda à Renault, a grelha do próximo ano fica em aberto, sabendo que a marca francesa privilegiará um piloto francês. Com tanto a acontecer e sabendo que o venezuelano já é desconcentrado por natureza, não se augura nada de bom. Grosjean, não tendo uma pista rápida ao seu dispor, poderá ter uma corrida discreta.

foto: McLaren
foto: McLaren

Na McLaren é o tudo ou nada. Depois de já termos falado aqui dos problemas por resolver nas suas unidades geradoras, vemos que fora de pista a equipa está constantemente sob pressão. Seja a renovação de Button, as críticas de Alonso e Magnussen – um pela má performance do monolugar, outro pela falta de oportunidades – também o responsável da Honda Yasuhisa Arai é massacrado pela imprensa especialista. As melhorias tardam em aparecer e numa altura que se fala do abandono de alguns patrocinadores, é crucial lutar pelos últimos pontos disponíveis na grelha.

No caso da Sauber e da Manor não são esperadas grandes novidades.

 

Dados estatísticos

Comprimento: 5.065 km

Voltas: 61

Distância de corrida: 308,83 Km

Volta record em corrida: Sebastian Vettel, 2013, 1:48:574

Volta record:  Sebastian Vettel, 2013, 1:42:841

Passagens de caixa por volta: 80

Nível aerodinâmico: Alto

Pneus : macios e super-macios

 

Traçado da pista:

 

Sem Título

Onboard da pista:

 

No ano passado foi assim:

Ranking Pilotos

98


Ranking Equipas

785

 

 

 Marcos Gonçalves

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.