DTM – Nurburgring: Corrida 2. Molina venceu finalmente e Wehrlein caminha para o título

 

foto: DTM
foto: DTM

Na qualificação para a corrida 2, Molina surpreendeu tudo e todos. Depois de na qualificação 1 ter sido Auer o mais rápido para espanto geral, Molina voltou a mostrar que no DTM tudo pode acontecer. Era a 5ª pole na carreira do espanhol que curiosamente não tinha vencido qualquer corrida até hoje. Para os candidatos ao titulo foi um dia de emoções mistas. Se Wehrlein  até conseguiu uma posição decente no top10, tanto Mortara como Ekstrom ficaram muito longe dos lugares pontuáveis. Green (3º) e Spengler (5º), os pilotos que menos hipóteses tem de chegar ao titulo ficaram melhor colocados.

 

Na largada da corrida Molina agarrou a liderança e nunca mais a largou até ao fim. Jamie Green ficou parado e acabou por ficar em último lugar, acabando aí as hipóteses já remotas da conquista do titulo. Scheider e Wickens envolveram-se num toque que levou a saída de pista de ambos obrigando a entrada do Safety Car.

No recomeço da corrida Molina usou um truque velho e fez um “brake test” a Blomqvist e ganhou assim a vantagem para ficar livre da ameaça do DRS. Di Resta tratou de conquistar o 2º lugar passando por Blomqvist enquanto atrás Wehrlein se via aflito para passar por Farfus.

 

Foto: DTM
Foto: DTM

Na volta 13 os carros começaram as entradas nas boxes que não trouxe grandes mudanças. Wehrlein perdeu muito tempo nas boxes e Rockenfeller começou a pressionar o alemão que se queixava muito pelo radio acusando a pressão do momento. Com a ameaça cada vez mais presente de Rocky a Mercedes começou o seu jogo estratégico. Juncadella e Gotze que seguiam à frente de Wehrlein e iriam mais tarde servir de escudo para o líder do campeonato.

Primeiro foi Juncadella que de forma discretamente perdeu 7 segundos em 2 voltas e deixou passar Wehrlein e bloqueou o máximo que pode Rockenfeller e quando já não o conseguiu tratou de ficar mais atrás e atrapalhar Ekstrom. Mas Rockenfeller não desistiu de passar Wehrlein e foi a vez de Gotze, muito atabalhoadamente  deixar passar de forma pouco discreta Pascal e servir de tampão a Rocky. Uma manobra perigosa que poderia levantar suspeitas de ordens de equipa que são expressamente proibidas. Mas já se sabe que embora sejam proibidas as ordens de equipa existem e a Mercedes não quer deixar escapar a hipótese de vencer um titulo e logo com o piloto que vai subir à F1 e que poderá ser a nova pérola da marca. Assim Wehrlein conseguiu subir até ao 5º lugar que manteve até ao fim.

Ekstrom, muito desacompanhado e com um carro pouco eficiente não foi capaz de recuperar posições. Já começam a ser muitos pontos perdidos por parte de Ekstrom que ainda tem hipóteses de vencer o titulo mas que está numa situação complicada. E ele teve tudo na mão para vencer o campeonato e agora depende de outros para o fazer.

Destaque ainda para o “confronto” Glock Vs Mortara. O italiano forçou a ultrapassagem e o alemão como é seu costume respondeu com um toque que atirou Mortara para fora de pista.

 

Foto: DTM
Foto: DTM

No final Molina conseguiu finalmente  a sua 1ª vitória seguido de Di Resta e Spengler.

 

António Félix da Costa foi 15º numa corrida que não lhe correu de feição . Um fim de semana difícil para  o português.

 

Wherlein deu um passo decisivo para o titulo que poderá ficar carimbado na próxima ronda do DTM em Hockenheim de 16 a 18 de Outubro.

 

Classificação final:

 

1. Miguel Molina ESP Abt Sportsline Audi RS5 DTM 43 laps, 1hr 2m 00.166 seconds
2. Paul di Resta GBR HWA Mercedes AMG C63 DTM +7.500 seconds
3. Bruno Spengler CAN MTEK BMW M4 DTM +8.791 seconds
4. Tom Blomqvist GBR RBM BMW M4 DTM +19.824 seconds
5. Pascal Wehrlein GER HWA Mercedes AMG C63 DTM +25.581 seconds
6. Maximilian Gotz GER Mucke Mercedes AMG C63 DTM +26.326 seconds
7. Mike Rockenfeller GER Phoenix Audi RS5 DTM +26.626 seconds
8. Augusto Farfus BRA RBM BMW M4 DTM +34.305 seconds
9. Martin Tomczyk GER Schnitzer BMW M4 DTM +37.205 seconds
10. Daniel Juncadella ESP Mucke Mercedes AMG C63 DTM +38.059 seconds
11. Mattias Ekstrom SWE Abt Sportsline Audi RS5 DTM +38.848 seconds
12. Adrien Tambay FRA Abt Audi RS5 DTM +38.980 seconds
13. Maxime Martin BEL RMG BMW M4 DTM +41.174 seconds
14. Christian Vietoris GER HWA Mercedes AMG C63 DTM +41.451 seconds
15. Antonio Felix da Costa POR Schnitzer BMW M4 DTM +42.656 seconds
16. Nico Muller SUI Rosberg Audi RS5 DTM +43.205 seconds
17. Jamie Green GBR Rosberg Audi RS5 DTM +47.506 seconds
18. Marco Wittmann GER RMG BMW M4 DTM +1m 02.291 seconds
19. Lucas Auer AUT ART Mercedes AMG C63 DTM +1m 05.555 seconds
20. Timo Glock GER MTEK BMW M4 DTM +1m 11.458 seconds

Not classified

Edoardo Mortara ITA Abt Audi RS5 DTM
Gary Paffett GBR ART Mercedes AMG C63 DTM
Robert Wickens CAN HWA Mercedes AMG C63 DTM
Timo Scheider GER Phoenix Audi RS5 DTM

 

Fábio Mendes

Um pensamento sobre “DTM – Nurburgring: Corrida 2. Molina venceu finalmente e Wehrlein caminha para o título

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.