NASCAR Sprint Cup Series – AAA 400

CQgd95FUYAAErB4A “Monster Mile” de Dover deu-nos a última corrida da primeira fase de eliminação, e ficaram-se a saber os 12 pilotos que avançaram para a Contender Round.

Para esta prova, alguns pilotos de topo estavam em risco de ficarem eliminados já à primeira tentativa, casos de Kevin Harvick (#4) e Kyle Busch (#18), que se encontravam fora da Chase, e só poderiam controlar os seus destinos caso vencessem a corrida.
Carl Edwards (#19) precisava do 32º lugar, Joey Logano (#22) precisava do 31º, Jimmie Johnson (#48) precisava do 25º, Ryan Newman (#31) do 16º, Kurt Busch (#41) do 15º, Brad Keselowski (#2) do 14º, Martin Truex, Jr. (#78) do 13º e Jeff Gordon (#24) do 10º posto.
Jamie McMurray (#1) e Dale Earnhardt, Jr. (#88) estavam dentro da Chase mas precisavam da vitória para não dependerem de terceiros, juntamente com os quatro fora da Chase nesta altura, Harvick, Kyle Busch, Paul Menard (#27) e Clint Bowyer (#15).

A previsão era de chuva, com os efeitos do furacão Joaquín a sentirem-se durante todo o fim de semana, com a qualificação a ser cancelada. Assim, Matt Kenseth (#20) ficou na pole, na frente de Denny Hamlin (#11), ambos já qualificados para a próxima fase.

No arranque, e com o piso seco, Kenseth bateu Hamlin, que fez um mau arranque e perdeu duas posições.
Na volta 3, um toque de Josh Wise (#32) em Jeb Burton (#23) obrigou Burton a um pião para trazer a primeira bandeira amarela da corrida.

Recomeço na volta 7 com Kenseth na frente de Hamlin, que ganhou duas posições no arranque.
Jimmie Johnson também fazia um bom arranque e vinha já em 3º, mas mais incrível era Harvick, que já vinha no 5º lugar depois de ter arrancado de 14º.
Mais atrás, Martin Truex, Jr. ganhava 16 posições em 25 voltas depois de ter sido forçado a arrancar do último lugar por ajustes ilegais no carro.

Harvick tinha um ponto a provar, e estava absolutamente determinado em vencer a corrida e a qualificar-se para a próxima fase, e bastaram apenas 24 voltas para que se chegasse à traseira de Kenseth e o passasse para chegar à liderança e, tal como na corrida anterior, voltou a estabelecer um domínio absoluto.

A bandeira amarela de competição por causa da chuva surgiu na volta 40. Denny Hamlin foi o mais rápido e saiu na frente mas foi penalizado por ter excedido a velocidade nas boxes.
Situação semelhante para Jimmie Johnson, e ambos arrancaram do final do pelotão.

No recomeço, Harvick foi imediatamente para a liderança, e começou a construir uma boa vantagem para o resto do pelotão, que tinha Kyle Busch já a subir ao 2º lugar.
O ritmo de Harvick era muito intenso e isso começou a colocar vários “Chasers” em dificuldades para se manterem na mesma volta, com Paul Menard, Ryan Newman, entre outros a serem dobrados.

Na volta 105, Jimmie Johnson, ainda a recuperar da sua penalização, teve problemas com o semi-eixo traseiro, e foi forçado a ir para a garagem para efetuar reparações, onde perdeu 37 voltas. O grande dominador em Dover, com 10 vitórias nesta pista, incluindo uma esta temporada, estava em sarilhos, porque ficava a nove pontos da entrada na Chase.

foto: Jonathan Moore/
foto: Jonathan Moore/

Na volta 111 aparece a terceira bandeira amarela, agora por detritos vindos do carro de Matt DiBenedetto (#83).
Nas boxes, Harvick não teve problemas em manter-se na frente de Kyle Busch e de Joey Logano.
Dale Earnhardt, Jr. teve problemas com uma roda mal apertada e teve que fazer uma nova paragem, ficando no final do pelotão.

Recomeço na volta 118. Harvick voltava a fazer um grande arranque e fugiu do pelotão. Rapidamente colocou pilotos na Chase com voltas de atraso, como Keselowski, McMurray, Newman e Hamlin.
Dale Earnhardt, Jr. conseguia manter-se na mesma volta do líder algum tempo e estava já no 14º lugar, até que também acabou por ceder.

A situação na corrida estabilizou-se até à volta 192, quando Jeb Burton acabou definitivamente a sua corrida no muro na curva 2.
Não aconteceram mudanças significativas nas paragens, com Harvick na frente de Kyle Busch e de Carl Edwards.

Recomeço da corrida na volta 206, já na segunda metade da corrida. Harvick eclipsou-se e deixava Kurt Busch a lutar com o seu irmão Kyle pelo 2º lugar, e atrás deles eram Edwards e Kenseth na luta pelo 4º lugar.

Depois de mais um período de domínio de Harvick, que já tinha dois pontos bónus por liderar o maior número de voltas na corrida, surge outra bandeira amarela na volta 232, por detritos.
Nesta paragem nas boxes, alguns pilotos optaram por uma estratégia diferente. Kyle Busch saiu na frente de Kasey Kahne (#5) e de Martin Truex, Jr., e estes três trocaram apenas dois pneus, com Harvick no 4º lugar, e o primeiro dos que trocaram quatro pneus, seguido por Joey Logano e Carl Edwards.
Denny Hamlin foi novamente penalizado por exceder a velocidade nas boxes, e Kasey Kahne teve que parar novamente nas boxes para encher convenientemente o depósito.

Bandeira verde na volta 237. Bom arranque de Kyle Busch, seguido por Truex, Jr. e por Harvick que, com estes resultados, estava fora da Chase por 12 pontos, pelo que a vitória era quase uma obrigação. E foi esse pensamento que obrigou Harvick a acelerar e a passar Truex, Jr. na volta 240.
Na volta 247, Harvick passou Kyle Busch para regressar à liderança, e Busch conseguiu aproveitar esta situação para retirar um detrito da grelha do seu Toyota.
Kurt Busch também fazia progresso e deixava para trás Joey Logano e Martin Truex, Jr. para subir ao 3º lugar.

Após um longo período de bandeira verde, a bandeira amarela acabou por surgir na volta 311, com A. J. Allmendinger (#47) a fazer um pião no “apron” nas curvas 3 e 4.
Esta bandeira amarela acabou por chegar numa altura em que obrigava a uma corrida de poupança de combustível, uma vez que fazer mais de 80 voltas com um tanque de combustível não seria fácil.
Nas paragens, Harvick ficou na frente de Kyle Busch e de Carl Edwards, que subiu três posições, e Dale Earnhardt, Jr. era já 4º classificado, ele que vinha a fazer uma recuperação até aos cinco primeiros de uma forma muito inspirada, numa tentativa de se distanciar do 13º lugar da Chase.
Edwards acabou por ter problemas e foi obrigado a parar novamente e já não regressou à cauda do pelotão a tempo do recomeço de corrida.

foto in; charlotteobserver.com
foto in; charlotteobserver.com

Mais um recomeço de corrida na volta 316. Harvick era líder, Joey Logano subia incrivelmente para 2º e Kyle Larson (#42) intrometeu-se entre os pilotos da Chase para subir ao 3º lugar, passando por Kyle Busch, mas Kyle não demorou muito a recuperar a posição.
Pouco depois, Kyle Busch chegava ao 2º lugar e era capaz de igualar os tempos por volta de Harvick.

As hipóteses de acontecer uma corrida de poupança de combustível acabaram a 46 voltas do fim quando Brett Moffitt (#34) bateu no muro na curva 1, trazendo a bandeira amarela, e para Brad Keselowski era a altura de receber um “free pass” e voltar à volta do líder.
E para esta paragem nas boxes aconteceu novamente uma grande diferença em estratégias. Matt Kenseth decidiu ficar em pista. Kevin Harvick e Kyle Larson saíram à frente, sendo os únicos a colocar dois pneus.
Com quatro pneus ficaram Joey Logano, Kyle Busch, Jamie McMurray, que aparecia já no 6º lugar, e na frente de Dale Earnhardt, Jr., numa luta intensa entre eles por um lugar na próxima fase.

A bandeira verde foi mostrada a 42 voltas do fim. Harvick teve o seu carro tremido mas nas curvas 1 e 2 parecia um foguete e saltou para a frente, com Kyle Larson a segui-lo.
Kyle Busch estava agora com mais pressão, e tinha que ganhar posições para evitar cair fora da Chase, e passou por McMurray e por Logano para subir ao 4º lugar.
Dale Earnhardt, Jr. também estava numa situação crítica. No 8º lugar, e com McMurray à sua frente, tinha que ganhar ainda três pontos.

Para voltar a baralhar as coisas, Landon Cassill (#40) partiu o motor e trouxe a oitava bandeira amarela a 29 voltas do fim.
Poucos pilotos optaram por parar, e os que pararam estavam nos últimos lugares dentro da volta do líder, como Clint Bowyer, Carl Edwards e Brad Keselowski.
Kurt Busch teve mais problemas, e a equipa teve que fazer uns ajustes depois de ter partido o splitter.

Recomeço a 25 voltas do fim. Harvick voltava a arrancar bem e Kyle Busch passava por fora Kyle Larson, e agora Busch estava com pneus mais frescos e estava mais perto de Harvick para tentar vencer.
Mais atrás, Earnhardt, Jr. passava McMurray e entrava no 12º lugar por desempate em melhores resultados, mas numa situação aflitiva também estavam agora Kurt Busch e Brad Keselowski, apenas com dois pontos de vantagem, e Ryan Newman, Kyle Busch e Jeff Gordon, com apenas um ponto de vantagem.

foto: Jerry Markland
foto: Jerry Markland

Apesar da vantagem de pneus de Kyle Busch, Kevin Harvick manteve-o à distância e desta vez levou o seu esforço até ao fim com sucesso e regressa às vitórias, e regressou em boa hora. Harvick vence pela terceira vez esta temporada, a sua primeira vitória em Dover e acaba com uma seca de 24 corridas sem vencer.
Com esta vitória, Harvick ficou qualificado para a próxima ronda de eliminação, algo que parecia ser muito difícil de acontecer horas antes, depois de uma Challenger Round desinspirada e azarada.

Kyle Busch foi 2º e, tal como Harvick, conseguiu recuperar de uma má situação, e ficou também qualificado para a próxima fase.

Dale Earnhardt, Jr. foi 3º e bateu Jamie McMurray, que foi 4º. Com estes dois pilotos empatados no 12º lugar do campeonato, o desempate foi favorável a Earnhardt, Jr., que avança para a próxima fase, e deixa McMurray de fora.

Aric Almirola foi o melhor “não-Chaser” e terminou em 5º, numa boa prestação deste piloto.
Kasey Kahne também andou bem em Dover e recuperou de uma paragem não programada para chegar em 6º.
Matt Kenseth foi 7º, Ricky Stenhouse, Jr. (#17) também apareceu bem na fase final para chegar em 8º, Kyle Larson afundou-se um pouco, também a tentar ajudar McMurray e acabou em 9º, e Joey Logano acabou em 10º, qualificando-se sem problemas para a próxima fase.

Quanto aos outros Chasers:
Martin Truex, Jr. foi 11º e foi mais do que suficiente para avançar para a próxima fase, depois de ter sido forçado a começar do final do pelotão;
Jeff Gordon ainda ficou apertado na fase final mas aguentou a pressão e terminou em 12º, avançando também na Chase com apenas dois pontos de vantagem;
Clint Bowyer foi 14º, mas era um esforço quase impossível para avançar para a próxima fase;
Carl Edwards teve dificuldades no final da prova para acabar em 15º, mas avança para a Contender Round sem problemas;
Brad Keselowski foi 16º e também avançou para a próxima fase numa corrida pouco conseguida, e Keselowski ficou com apenas dois pontos sobre McMurray;
A pressionar Keselowski ficou Kurt Busch, no 17º lugar, com dificuldades com o seu splitter e com a sua suspensão, que fazia o carro saltar demasiado. Kurt avança para a próxima fase, também por apenas dois pontos;
Denny Hamlin foi apenas 18º numa corrida azarada, e Ryan Newman foi 19º, também avançando para a próxima fase à justa, com apenas um ponto de vantagem;
Paul Menard fez uma corrida abaixo das suas capacidades e acabou apenas no 25º lugar, ficando eliminado da Chase;
Finalmente, a maior surpresa pela negativa, foi Jimmie Johnson, que acabou no 41º lugar e ficou eliminado logo à primeira ronda. É uma enorme desilusão para Johnson, sobretudo numa pista onde, relembramos, ganhou por 10 vezes. O sétimo título ficará adiado por mais um ano.

 

Resultados finais: http://www.jayski.com/stats/2015/pdfs/29dov2015results.pdf
—————————- Ficam aqui os 12 pilotos e os quatro eliminados da próxima fase:————————-

 

Sem Título
A próxima corrida será na oval de Charlotte, onde se iniciará a segunda fase de eliminação, a Contender Round, com 12 pilotos. A Contender Round é composta pelas corridas em Charlotte, Kansas e Talladega.

 

Jorge Covas

Um pensamento sobre “NASCAR Sprint Cup Series – AAA 400

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.