NASCAR Sprint Cup Series – Bank of America 500

CREweykW8AETAXgA segunda ronda de eliminação para a Chase for the Sprint Cup, a Contender Round começou com a corrida na oval de Charlotte, que já foi palco este ano do All-Star Race e da Coca-Cola 600.

Matt Kenseth (#20) continuou a mostrar a sua grande forma ao assinar a pole position, tendo ao seu lado o seu companheiro de equipa na Joe Gibbs Racing, Kyle Busch (#18), com Joey Logano (#22) e Greg Biffle (#16) na segunda linha. Biffle esteve muito bem durante as sessões de treinos no seu Ford.

O início da corrida estava previsto para a noite de sábado mas a chuva persistente forçou a NASCAR a adiar a corrida para o dia seguinte, ao meio-dia local.

No arranque, Kyle Busch conseguiu passar Kenseth mesmo antes de sair a primeira bandeira amarela da corrida, logo na volta 1, quando Jeb Burton (#23) bateu noutro carro à sua frente, quando alguns pilotos levantavam o pé.
Na volta 5 o recomeço não teve problemas. Por fora, Matt Kenseth conseguiu recuperar a liderança e Greg Biffle atacava Kyle Busch para o 2º lugar mas acabou por cometer um erro pouco depois e perdeu várias posições.
A seguir foi a vez de Joey Logano atacar e ultrapassar Busch para o 2º posto.

Kenseth manteve-se confortável na liderança até à volta 25, altura em que saiu a bandeira amarela de “competição” por causa da chuva do dia anterior.
Nas paragens nas boxes, Kenseth saiu na frente de Kyle Busch e do seu irmão, Kurt Busch (#41).

Recomeço na volta 31. Kyle Busch tentou passar na linha interior Kenseth mas este defendeu-se bem na trajetória alta e Kurt Busch, também por fora, aproveitou para deixar o seu irmão em 3º.

Kenseth estabeleceu o seu domínio nesta corrida, apesar dos irmãos Busch não estarem muito longe, e a situação de corrida manteve-se assim atéà volta 61, quando Kasey Kahne (#5), que já tinha dado um toque no muro antes, voltou a fazer o mesmo, mas com mais violência, e em resultado de um pneu rebentado na curva 1. Era a terceira bandeira amarela.
Houve uma nova ronda de paragens nas boxes, Kenseth não teve problemas em ficar na frente, com Logano a fazer uma boa paragem e a voltar ao 2º lugar, na frente de Kyle e Kurt Busch.

Bandeira verde na volta 66. Kenseth optou por arrancar na trajetória interior e deu-se bem, apesar da pressão de Logano.
Dale Earnhardt, Jr. (#88) estava agressivo e cometeu um erro crasso na volta 70, ao passar para baixo, onde já estava Carl Edwards (#19), na curva 1. Edwards tentou evitar um toque mas não conseguiu e Earnhardt, Jr. foi dar um toque no muro que o deixou com ligeiros danos.
Quatro voltas depois, Earnhardt, Jr. volta a tocar no muro quase na mesma área e fura um pneu. Desta vez, a NASCAR fez sair a bandeira amarela, e Earnhardt, Jr. perdeu uma volta em reparações.
Na corrida às boxes, vários pilotos optaram por trocar apenas dois pneus e Kevin Harvick (#4) saiu na frente.
Matt Kenseth trocou quatro pneus e caiu para 13º, mas a sua paragem foi um pouco lenta quando o mecânico do macaco escorregou.
Joey Logano era o novo líder, seguido por Kyle Busch, eram dois de sete pilotos que decidiram não parar.

foto: Josh Hedges
foto: Josh Hedges

Recomeço na volta 81. Logano aguentou a liderança, mantendo Kyle Busch atrás. Kevin Harvick estava ao ataque e subiu para o 4º lugar. Mais atrás, Kenseth tinha alguns problemas e caiu para 16º, depois de um toque com Ryan Newman (#31).
Denny Hamlin (#11) tinha já recuperado oito posições e Kyle Larson (#42) recuperava 11 posições em duas voltas. Ambos usaram quatro pneus novos com bom efeito.

Logano começou a construir uma boa vantagem para Kyle Busch e para Jimmie Johnson (#48), que estava determinado em vencer esta corrida (e as seguintes) depois de ficar fora da luta pelo título.
Kevin Harvick era 4º mas era incapaz de se encostar a este trio, que não tinham parado na bandeira amarela anterior.

As paragens começaram na volta 121. Na volta seguinte, Logano e Kyle Busch pararam e Harvick optou por parar com eles para igualar a estratégia de corrida.
Com Harvick a parar, todos os pilotos reagiram e foram parando nas voltas seguintes.
No final desta ronda, Logano mantinha-se na liderança, continuando a ser seguido por Kyle Busch e por Jimmie Johnson.

Logano passou a dominar a corrida com uma boa vantagem para Kyle Busch até à volta 167, quando a NASCAR coloca uma bandeira amarela por detritos.
Toda a gente nas boxes com Logano a sair na liderança. Jimmie Johnson era 2º, Kyle Larson (#42), que rodava nos cinco primeiros, era 3º, deixando Kyle Busch em 4º.

A corrida recomeçou na volta 174, com Logano na frente e Larson a atacar Johnson e a passar para o 2º lugar.
Três voltas depois, Matt Kenseth, que tinha feito uma péssima paragem nas boxes, tentava recuperar posições quando o seu carro começa a fumegar bastante, em resultado de um toque com Ryan Newman pela segunda vez, que o envia contra o muro, e que o deixa com um furo. Bandeira amarela.

Novo recomeço na volta 182. Larson tentava passar Logano por fora mas ainda na reta da meta Justin Allgaier (#51) bateu em Michael McDowell (#95) e foi para a garagem, obrigando a uma nova bandeira amarela.

Mais um recomeço na volta 190. Logano não se deixou surpreender por Larson e manteve a liderança, e Dale Earnhardt, Jr. voltava a bater no muro, danificando mais o seu Chevrolet. Earnhardt, Jr. parou nas boxes e perdeu duas voltas.
A pista parecia não estar completamente limpa do último acidente, e Sam Hornish, Jr. (#9) demonstrou isso mesmo ao bater no muro na curva 1, pelo que a NASCAR colocava a bandeira amarela.
Logano não parou, Larson não iria parar mas quando viu Kyle Busch a entrar nas boxes, tentou desesperadamente entrar mas acaba por tocar em Busch, que à última hora cancelou a sua paragem e pretendia voltar à pista. Larson faz um pião, que deixa ambos com ligeiros danos, e com uma respetiva penalização.
No final, foram poucos os pilotos que optaram por parar.

foto:  Josh Hedges
foto: Josh Hedges

Bandeira verde na volta 201. Johnson faz um mau arranque e é incapaz de se manter na luta pela liderança, caindo para 3º, atrás de Harvick e de Logano, que continuava tranquilo na frente.
Matt Kenseth voltava a ter problemas, quando tocou noutro carro e teve que parar nas boxes para reparar a cava da roda frente-direita, e para piorar as coisas, recebeu uma bandeira preta por ter demasiados mecânicos a trabalhar no carro, sendo obrigado a cumprir um “drive through”.

Logano liderou a corrida até à volta 232, quando fez uma paragem programada em bandeira verde, respondendo à paragem de Kurt Busch uma volta antes que iniciou esta ronda nas boxes.
Kyle Busch cometeu um erro e bateu no muro nas curvas 1 e 2, mesmo antes de fazer a sua paragem, onde acabou por perder uma volta.
As paragens ainda estavam a decorrer quando… Matt Kenseth, outra vez, a bater no muro, na curva 3, em resultado de um rebentamento de um pneu, e foi para a garagem.
Logano recuperou a liderança quando Sam Hornish, Jr. parou nesta bandeira amarela.

A oitenta e oito voltas do final aconteceu mais um recomeço, com Logano a manter Harvick nos retrovisores, bem controlado.
Pouco depois, Jimmie Johnson acaba uma boa corrida quando estava no 3º lugar, vítima de uma falha na bomba de óleo a 77 voltas do fim.

Kevin Harvick colocava pressão a Joey Logano, deixando a diferença em meio segundo, e esta situação manteve-se até à última ronda de paragens programadas, que começaram a 52 voltas do fim.
Harvick parou a 51 voltas do fim e Logano parou na volta seguinte. Apesar de Harvick ter parado uma volta antes, não conseguiu suplantar Logano que, depois de Sam Hornish, Jr. fazer a paragem a 34 voltas do fim, recuperou a liderança.

Assim que Logano passou para a liderança de forma oficial, começou a construir uma vantagem satisfatória para Harvick, que excedia um segundo.

Até ao fim, não aconteceram grandes mudanças. Joey Logano assinou a sua quarta vitória da temporada, a sua primeira na Chase este ano, e está qualificado para a terceira ronda de eliminação, colocando-se como um sério candidato ao título.

Kevin Harvick terminou no 2º lugar pela 11ª vez esta temporada, conquistando pontos importantes no caso de não vencer ensta fase de eliminação.

Martin Truex, Jr. andou tranquilo mas fez uma fase final de corrida de grande qualidade e chegou ao 3º lugar, isto depois de ter escapado a uma penalização na última paragem nas boxes, quando a lata do combustível ficou muito perto de violar a linha que delimitava a sua box.

Denny Hamlin fez um 4º lugar, Kurt Busch andou sempre entre os primeiros e foi 5º, seguido por Carl Edwards, Austin Dillon (#3), que foi o melhor não-Chaser, em 7º, Jeff Gordon (#24) foi consistente e paciente e acabou no 8º lugar, Brad Keselowski (#2) andou algo despercebido mas fez uma corrida semelhante à de Gordon para terminar em 9º e Aric Almirola (#43) fez um bom resultado e acabou em 10º.

Quanto aos outros pilotos que estão nesta ronda de eliminação da Chase, e que não tiveram um bom dia em Charlotte, Ryan Newman foi 15º após alguns contratempos.
Kyle Busch não conseguiu recuperar do toque no muro e da volta perdida e não foi além do 20º lugar;
Dale Earnhardt, Jr teve uma atração magnética com os muros e fez um péssimo resultado, um 28º lugar;
Matt Kenseth fez a pole, mas esta foi uma corrida para esquecer o mais rapidamente possível, e vai estar pressionado para as próximas corridas, depois de terminar no 42º lugar.

Finalmente, e apesar de não estar na Chase, Jimmie Johnson ficou classificado em 39º lugar.

Classificação da Chase:

1º – Joey Logano (#22) – 3048 pontos (já qualificado)
2º – Kevin Harvick (#4) – 3042 pontos (- 6)
3º – Martin Truex, Jr. (#78) – 3041 pontos (- 7)
4º – Denny Hamlin (#11) – 3040 pontos (- 8)
5º – Kurt Busch (#41) – 3039 pontos (- 9)
6º – Carl Edwards (#19) – 3039 pontos (- 9)
7º – Jeff Gordon (#24) – 3037 pontos (- 11)
8º – Brad Keselowski (#2) – 3035 pontos (- 13)

Neste momento fora da terceira ronda de eliminação, a Eliminator Round:

9º – Ryan Newman (#31) – 3029 pontos (- 19) (6 pontos atrás do 8º)
10º – Kyle Busch (#18) – 3025 pontos (- 23) (10 pontos atrás do 8º)
11º – Dale Earnhardt, Jr. (#88) – 3016 pontos (- 32) (19 pontos atrás do 8º)
12º – Matt Kenseth (#20) – 3003 pontos (- 45) (32 pontos atrás do 8º)

A próxima corrida, e a segunda de três da segunda ronda de eliminação será na oval do Kansas.

 

Jorge Covas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.