F1 – GP da Rússia: Análise às equipa (Parte II)

A Segunda parte do análise ao GP da Rússia. Depois da análise ao top4, seguimos para as restantes equipas.

Red Bull: Ricciardo quase conseguia e Kvyat não comprometeu em casa

 

Foto: Red Bull
Foto: Red Bull

A Red Bull atravessa momentos muito delicados. A indefinição quanto ao futuro do motor é um dos pontos de maior interesse neste momento mas nem por isso tem afectado a equipa em pista. Kvyat esteve bem. Não deslumbrou mas não comprometeu e conseguiu um bom 5º lugar. Já Ricciardo usou a mesma estratégia de Perez para tentar surpreender e subir ao pódio, mas uma falha na suspensão comprometeu esse objectivo. Até a altura da falha, o australiano tinha estado ao nível de Checo, ou seja, em excelente, mas infelizmente não pudemos vê-lo a lutar por manter a sua posição. Em conversa com o Pedro Mendes, chegamos a uma conclusão assustadora. Se a Red Bull não resolver este problema corremos o risco de não ver Ricciardo na F1 para o ano. É impensável não ter um dos melhores pilotos do grid e aquele que mais anima os fãs. Esperemos que a Red Bull trate da situação. Exigimos Ricciardo em 2016 no grid. Bernie disse que a Red Bull terá motores em 2016 e que não está preocupado com o futuro da equipa no grande circo. Se o tio Bernie diz…

 

 

Sauber: Nasr em grande

Foto: Sauber
Foto: Sauber

O potencial do carro da Sauber está agora a aparecer. A equipa esta entender melhor o carro, que é complicado de afinar de forma ideal para os pilotos. Mas desta vez a afinação foi do agrado de Nasr que conseguiu um excelente 6º lugar. Finalmente o valor do brasileiro a vir ao de cima. É claramente melhor que Ericsson mas teimava em não mostrar isso em pista. Desta vez o talento apareceu e permitiu a equipa somar mais uns pontos valiosos. Já Ericsson não conseguiu fugir ao contacto com o Force India de Hulkenberg e ficou impedido de mostrar se a sua boa forma seria suficiente par superar Nasr. As Chefias da Sauber começam agora a encontrar o verdadeiro potencial do carro mas sem dinheiro é difícil de introduzir melhorias. Fica no entanto o bom trabalho da Sauber em ter criado um bom carro de raiz, embora difícil de afinar.

Lotus: Não ganharam para o susto

Foto: Lotus
Foto: Lotus

A Lotus vai alternando entre o bom e o péssimo. Desta vez foi bom mas podia ter sido muito melhor. Maldonado conseguiu o 7º posto, ficando no ar a ideia que podia ter dado mais. Já Grosjean apanhou um grande susto, quando perdeu o carro numa curva rápida. O Lotus fugiu de traseira e embateu violentamente contra as “almofadas” em redor da pista. Mais uma vez fica provada a segurança da F1. Dois acidentes graves que resultaram apenas em nódoas negras e sustos. O acidente de Grosjean assustou bastante e o carro ficou demasiado parecido ao de Senna. Temeu-se o pior mas tudo não passou de um susto. No entanto mais uma vez uma roda soltou-se do carro e não é suposto que isso aconteça. Já é a 2ª vez que acontece. Não é certo ainda que a Lotus tenha dinheiro para fazer as partes necessárias para reconstruir o carro de Grosjean. A Renault demora em comprar a equipa e assumir  o comando das operações.

 

McLaren: Ao menos 2 pontinhos

Foto: McLaren
Foto: McLaren

Não se esperava nada de mais da equipa, mesmo com mais uma novidade introduzida no motor de Alonso, esgotando todos os “tokens”. Ao nível da fiabilidade as coisas começam a estabilizar mas falta a potência da parte eléctrica impede que a McLaren lute de igual para igual com as outras equipas. O problema é sempre o mesmo… chegando a meio das rectas o motor não consegue disponibilizar mais energia electrica armazenada nas baterias e o carro fica literalmente com menos 160cv em relação à concorrência. Um problema que se poderá ser resolvido no próximo ano. No entanto Button e Alonso terminaram nos pontos (embora Alonso tenha sido penalizado em 5seg. por ter cortado uma curva). Não se pode dizer que tenha sido um mau fim de semana tendo em conta os últimos meses. Button provou mais uma vez que a diferença nos ordenados é injusta e que fez bem em bater o pé para manter as condições no contrato. Afinal merece tanto como Alonso.

 

Toro Rosso: Sainz sem medo.

Foto: Toro Rosso
Foto: Toro Rosso

Verstappen não brilhou como noutros dias mas nem sempre se pode ser o rei da festa. Voltou a cair para ultimo depois do toque com Hulkenberg, mas desta vez não fez uma recuperação estonteante. Mas o grande destaque tem de ir para Sainz. Depois do susto no sábado, passou a noite no hospital, falhou a qualificação, largou de último e mesmo assim conseguiu rodar em 7º. O rapaz mostrou “ganas” de campeão e coragem de leão.  A recuperação que fez foi notável e ter acabado mais cedo com um problema nos travões foi uma tremenda injustiça. Não merecia, mas foi uma das estrelas do fim de semana. Mostrou fibra de campeão e a pontuação que tem no campeonato não reflecte a sua valia. Verstappen tem mais pontos mas o desempenho de Sainz não fica muito longe do seu colega de equipa.

 

Manor: Mehri melhor

Foto: Manor
Foto: Manor

Roberto Mehri voltou a levar a melhor sobre Stevens. O espanhol começou mal o ano mas aos poucos tem vindo a evoluir. Não parece que consiga lugar para 2016 e um ano na F1 nesta condições é muito ingrato mas terá servido para se tornar melhor piloto. Já Stevens tem baixado de rendimento e precisa de melhorar para se manter na F1. Para  a próxima corrida será Rossi o companheiro de Stevens, com Mehri a ceder de novo o seu lugar. Para o ano com motores Mercedes e componentes Williams a equipa poderá ambicionar algo mais.

 

 

 

Pirelli renovou com a F1:

57f6b-20131231257853pirelli2013ii-384eDemos conta dessa noticia no nosso facebook por altura do GP. A Pirelli renovou o contrato com a F1 de 2017 até 2019. Fica então colocada por enquanto de parte a entrada da Michelin. O chefe da Pirelli disse que está aberto a qualquer tipo de proposta e que farão os pneus que forem pedidos, sejam eles mais largos ou mais altos, mais ou menos duráveis. A única exigência feita, foi o aumento do tempo de testes e os italianos conseguiram 18 dias de testes para 2016, afim de testar os novos pneumáticos.

 

 

 

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.