#1 GRID

Grid,ban,bvlog

Damos assim inicio ao GRID, a nova rubrica da Chicane, onde reunimos três comentadores, três adeptos de três equipas, André Moreira da Mercedes, Ricardo Ribeiro da Ferrari e Carlos Ferreira da McLaren,  darão a sua opinião sobre os mais diversos assuntos no mundo da F1. Agradecer ainda aos três por terem aceite o convite e vossa participação nesta rubrica.

Numa semana, que se realizou o GP da Rússia, com emoção até ao fim, onde Hamilton venceu e cimentou o seu lugar de líder no campeonato e onde a Force Índia conseguiu um pódio algo surpreendente. Destaque ainda para a  Mercedes, que venceu novamente o titulo de construtores, a renovação de Jenson Button com a McLaren, o incidente entre Bottas e Kimi, isto tudo em analise no GRID.

ChicaneGrigDaniel Leites: Primeira pergunta para o André. Em primeiro, parabéns pelo titulo de construtores. A desistência do Rosberg, estragou-lhe o fim-de-semana ou a 9º vitória do Lewis Hamilton e o titulo da Mercedes, acabou por superar a infelicidade com o alemão?

MercedesGridAndré Moreira: Rosberg teve um fim de semana perfeito até ao momento da avaria. Foi sempre mais rápido que o Lewis nos treinos e qualificações, arrancando da Pole position. No tempo que esteve em corrida, e apesar de ter sido bastante curto, prometia ser mais um GP a 2 na luta pelo 1º lugar, onde possivelmente a estratégia de corrida de cada um iria decidir as respectivas posições no final da mesma. No contexto de equipa, e é sabido que apesar de não serem os colegas amigos, ambos trabalham bastante em prol da equipa, e obviamente o Nico tem a sua grande parte de responsabilidade na conquista de mais um titulo para a marca que seria o principal objectivo da equipa.

Quanto a corrida em geral, apesar de ser um circuito que pessoalmente não gosto, a corrida no seu todo valeu pelo final dramático entre Perez, Bottas e Kimi pela 3ª posição. A entrada por 2 vezes do Safety Car obrigou equipas e pilotos a estratégias alternativas, o que acrescentou um pouco mais de interesse à forma como cada piloto lidaria com gestão de pneus até final, como foi o caso mais flagrante do Perez.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: Mais um problema no monolugar do Rosberg, já começa a ser vezes de mais? Explicação para tal?
MercedesGridAndré Moreira: Já o ano passado, ambos os pilotos sofreram de problemas que ditaram abandonos. Este ano o Nico tem tido mais azar. No geral quem perde é sempre a equipa, mas ajuda a decidir de uma outra forma a luta pelo campeonato, onde certamente não iremos ter uma luta a 2 no ultimo GP tal como no campeonato anterior. No final da corrida de ontem, o Toto Wolff disse que “à medida que se puxa pela máquina, se vão descobrindo os limites da mesma”. Explicação razoável não existe a meu ver, a não ser que fosse pelas teorias de conspiração e achasse que a equipa favorecesse um piloto em detrimento de outro, no entanto é algo que a Mercedes terá de continuar a evoluir e aperfeiçoar a máquina, para não vir a ter maiores dissabores num futuro em que o campeonato seja bem mais nivelado.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: A Mercedes é bicampeã, a 4 corrias do fim da temporada, vencendo 12 corridas das 15 realizadas, esperava um tal domínio esta época? Ou acreditava que seria mais dificil conquistar o titulo?
MercedesGridAndré Moreira: Já o ano passado, a Mercedes disse que não estava a tirar 100% de rendimento da sua unidade de potência, sobretudo por uma questão de fiabilidade. Este ano deram um salto e continuaram a dominar sem surpresa, no entanto esperava mais da Williams face ao que fizeram a época passada e achei que houvesse momentos mais intensos numa luta com a Mercedes. A surpresa foi a Ferrari, que parece ter acertado este ano com o setting para o carro, e para mim são a maior surpresa. Acredito que a continuar assim, a Mercedes irá ter um rival a impor mais respeito e a obrigar a melhorar bastante, pois a Ferrari tem uma excelente fiabilidade como já deu para ver este ano.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: Mais um pódio para o Vettel, que parece ser o único que consegue intrometer entre os Mercedes, agradado com mais um pódio? E com a estratégia da Scuderia no GP Rússia?

FerrariGridRicardo Ribeiro: O que mais deseja um piloto é sempre o lugar mais alto do pódio, o 1º. A Mercedes continua muito forte, com os seus 2 pilotos a mostrarem sempre serviço, quer nas qualificações , quer em corrida. Em Sochi, foi mais um exemplo de performance. Se compararmos o desempenho da Scuderia no inicio da época com o actual, notasse uma melhoria significativa, assim dou-me por satisfeito com o 2º Lugar.

A estratégia foi boa.  Permitiu ao Vettel ganhar a 2º lugar do pódio, rodando durante a corrida sempre nos lugares da frente com um ritmo bastante competitivo. Talvez se Raikkonen tivesse optado por uma primeira paragem mais tardia, conseguisse obter outro lugar.

ChicaneGrigDaniel Leites: Gostou daquela luta entre o Kimi e o Vettel?

FerrariGrid

Ricardo Ribeiro: Foi interessante de assistir, mostra que o Kimi ainda mostra um ritmo competitivo bastante bom. Mas era apenas uma questão de tempo até ser dobrado pelo Vettel.

Vettel desde cedo (como já tinha mostrado na qualificação) mostrou que tinha outro andamento, e o Kimi acabou por ser passado.

ChicaneGrigDaniel Leites: Acredito que a McLaren esteja longe do que você deseja, mas os dois carros nos lugares pontuáveis (embora o Alonso depois acaba por sair dos lugares com acesso aos pontos, devido a sua penalização, terminando em 11º lugar), face ao que a McLaren vem demonstrado este ano, até que não foi mau o GP da Rússia?

MclarenGridCarlos Ferreira: Sim, “até que não foi mau” ou “podia ter sido pior” são expressões que, apesar de vulgares e da nossa gíria quotidiana, seriam escolhas perfeitamente adequadas para entitular o relatório da equipa sobre este fim-de-semana.

Para uma equipa como a McLaren, com uma história tão laureada na modalidade e aquela identidade tão própria de obssessão pelo perfecionismo e organização que o Ron Dennis foi impregnando na equipa, é muito dificil, por estes dias, ser-se completamente racional aquando da análise da prestação da equipa. No entanto, o que a objetividade nos permite concluir é que, tendo em conta o contexto, a McLaren só tem de estar contente com a sua prestação.

Num circuito como é o de Socchi, onde a unidade de potência é determinante, que exige um funcionamento a grande nível do ERS e onde o erro do piloto não é tão punido como em Mónaco, por exemplo, terminar em 9º e 11º lugar é, realmente, maximizar o mais possível daquilo que se tem para combate.

O primeiro indicador positivo do fim-de-semana foi dado pelo Button no sábado, com o 13º lugar no “grid”, claramente um par de posições acima do lugar onde merecia estar.

No Domingo, com as boas largadas, uma constante positiva no meio da confusão que tem sido este ano, ao final da segunda volta, Button já era nono (4 posições recuperadas) e Alonso décimo terceiro (6 posições recuperadas). A partir desse momento, da perspectiva da McLaren não havia muito mais a fazer. Era essencial fazer uma boa gestão do combustível e dos pneus. A estratégia escolhida para o Alonso, com influência do Safety-Car, não foi a mais feliz e aguentar tantas voltas em Supersofts por certo não terá sido fácil. De resto, foi o piloto a cumprir mais voltas com eles.
Assinalar também a diferença entre Socchi 2014 e Socchi 2015. Não era expectável uma corrida tão animada e cheia de incidências, tomando a sua antecessora como referência.

ChicaneGrigDaniel Leites: Acha que os resultados obtido na Rússia foram devido a uma melhoria da McLaren, a uma estratégia por parte da equipa.. ou foram obtidos devido aos azares, erros e incidentes cometidos por parte dos outros pilotos e equipas?

MclarenGridCarlos Ferreira: Não subscrevo nem a tese de melhoria (e mesmo que quisesse não teria argumentos para corrobar a hipótese) nem a de estratégia. A verdade pura e crua é que a equipa foi capaz de aproveitar erros alheios. Só a Manor foi menos competitiva que a McLaren neste Grande Prémio.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: Concordou com a penalização do Alonso?

MclarenGridCarlos Ferreira: Consigo entender a penalização e o seu fundamento. No entanto, não posso deixar de vestir o fato de advogado de defesa da equipa e pôr em causa a dualidade de critérios a que temos assistido nos últimos tempo, não exclusivamente nesta temporada. Não estou a insinuar de forma alguma uma perseguição de qualquer tipo ao Alonso ou à própria McLaren. O que acho relevante discutir é a arbitrariedade com que este tipo de penalizações são atribuídas. Há pilotos a lutar por objetivos maiores que sistematicamente passam incólumes ao escrutínio dos “stewards”.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: A vitória de Lewis Hamilton foi a 42º vitória da sua carreira. Para si é apenas uma marca ou quer dizer algo mais?
MercedesGridAndré Moreira: O Lewis é possivelmente o piloto mais “Glory Hunter” que existe no pelotão. Não que os outros não tenham ambições, mas penso que esteja um degrau a cima dos demais. Notou-se que ao igualar o record de vitórias do seu ídolo Senna foi marcante para ele, um feito que desejava bastante. Tem a mentalidade certa, e o talento claro, para ser dos melhores pilotos de sempre, e estou certo que o titulo que se aproxima, não será o ultimo da sua carreira.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: O Alonso fez a 250º GP na sua carreira, contente por tal feito? Ainda para mais tendo realizado esse numero histórico na McLaren?

MclarenGridCarlos Ferreira: Sim, realmente muito feliz com o Fernando. Acho que, salvo algumas opiniões mais extremadas, há um certo consenso de que estamos perante um dos melhores pilotos de sempre a passar pela Fórmula 1. Não escondo a minha admiração pelo piloto que é e também continuo a acreditar firmemente que é o melhor piloto do paddock ao dia de hoje.

Fico feliz por atingir esta marca com a McLaren, numa união que deveria ter sido de imediato sucesso em 2007, tivesse toda aquela situação sido gerido de uma forma correcta. Fosse hoje, com o conhecimento que acumulou sobre os dois pilotos, Lewis Hamilton e Fernando Alonso, duvido muito que o Ron Dennis agisse da mesma forma protecionista que teve em relação. O mesmo raciocínio pode ser aplicado ao Alonso, que seria muito mais paciente.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: Qual é a sua opinião do incidente entre o Bottas e o Kimi, o piloto da Ferrari foi demasiado agressivo, com uma manobra já em desespero ou o Bottas deveria ter dado mais espaço?

FerrariGridRicardo Ribeiro: Kimi já o tinha tentado ultrapassar naquela curva umas voltas atrás, e quase deu certo para o piloto da Scuderia. Na luta pelo ultimo lugar do podio, na ultima volta, Kimi vê a oportunidade e tenta aproveita-la, simplesmente isso. Talvez se possa culpar o Kimi de ser um bocado optimista demais, mais nada.

ChicaneGrigDaniel Leites: E qual é a sua opinião sobre o incidente entre o Bottas e o Kimi, André? Existe um culpado?

MercedesGridAndré Moreira: Foi o momento da corrida, aquelas voltas finais, o pressing ao Perez, o ultimo lugar do pódio ali à vista, mas pareceu-me que foi um fim de semana em que vimos um Kimi bastante nervoso. Aquela manobra, na ultima volta, não podia pensar que o Bottas com medo, desse espaço para ele passar. Depois de começar a ter feito a manobra, não deu para parar tal como ele disse, e bateu no Bottas. Foi um erro infantil para um piloto daqueles, não havia necessidade, mas no final quem mais perdeu foi o Bottas, que não merecia de todo.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: Mais um incidente/erro/falha por parte do Kimi, que já vai contabilizando alguns desde que está na Scuderia, não são erros a mais?

FerrariGridRicardo Ribeiro: Estamos a falar do Iceman. Kimi é sempre um piloto agressivo, competitivo e acima de tudo regular. A sorte também não tem estado do lado dele, e tem tido demasiado acidentes, o que tem prejudicado a sua época, e o seu estatuto de piloto. É verdade que já não é o piloto que foi em outros tempos, talvez a idade comece a pesar, mas é sempre um piloto a ter em conta dada a sua consistência, quer em termos pontuais, quer em termos de erros em corrida.

ChicaneGrigDaniel Leites:Algo que também já se torna evidente, é que o Kimi é constantemente batido pelos seus colegas de equipa, pelo Fernando Alonso e agora pelo Vettel, qual é a explicação que aponta para tal performance, falta de confiança…?

FerrariGridRicardo Ribeiro: Acho mais que é desleixe. Kimi é muito bom piloto, sempre o foi, e ele sabe disso. Foi dos desportistas mais bem pagos do mundo, quando a sua primeira passagem pela ferrari, coincidentemente foi campeão pela ferrari essa ano. Nunca mais ganhou um titulo, e talvez isso revele um pouco mais daquilo que é o Iceman.

Alguém teve o talento, mas que nunca o espremeu o suficiente.

ChicaneGrigDaniel Leites: Jenson Button renovou o contrato com a McLaren, satisfeito pelo piloto britânico continuar ou acha que estaria na altura de mudar de piloto, procurando alguém que já esteja no activo na F1 este ano ou mesmo colocar um dos prodígios da McLaren ao volante?

MclarenGridCarlos Ferreira: É dificil responder de forma assertiva a esta questão. Há sempre que ter em conta os dois lados da moeda. Por um lado, a continuidade do Jenson era a decisão mais sensata. É um piloto de enormíssima qualidade, com muitos anos daquela casa, um dos mais experientes da modalidade e trabalhou anteriormente com a Honda. Também de um ponto de vista mais mediático e comercial, o Jenson apresenta melhores argumentos. Além de ser uma personagem mais atrativa para os meios publicitários, tem fortes ligações ao Japão e é uma ponte de contacto com os media ingleses, que, aliás, do meu ponto de vista, não se têm portado bem com a McLaren este ano.

Por outro lado, a continuidade do inglês é o fechar de uma porta, que já se havia semi-cerrado no final de 2014, ao Kevin Magnussen, a quem reconheço talento. Mas alarmante também é a situação do Stoffel Vandoorne, que se sagrou campeão de GP2 este fim-de-semana. Não tenho qualquer dúvida que no Vandoorne a McLaren tem ali um potencial vencedor de corridas e, quiçá, material para campeão do mundo. Como é sabido, a vitória no GP2 impede-o de voltar a competir na mesma competição na próxima temporada, o que significa que a continuar na McLaren será sempre como piloto-reserva em 2016. O grande perigo aqui chama-se Renault, embora acredite que opte por alguém mais experiente.

Por fim, há que ter em conta o aspecto financeiro. Reter Button significa dispender o dobro ou triplo do que se pagaria em salários a Vandoorne ou a Magnussen. Em contraponto, como já referi em cima, nenhum dos dois conseguiria atrair potenciais investimentos como o Jenson consegue.

No cômputo geral, creio que a permanência do Jenson é a decisão mais correcta. Mais do que Magnussen, se a escolha tivesse recaído em Vandoorne, também seria do meu agrado.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: Agrada-lhe a dupla Alonso-Button para a próxima época?

MclarenGridCarlos Ferreira: Sim, sem dúvida. Se não é a dupla mais forte do grid, andará lá por perto. Têm sido fantásticos este ano, o único factor da equação que não tem sido questionável. Quando há uma oportunidade, normalmente estão lá para a aproveitarem ao máximo. Vejam-se as largadas fenomenais que já nos apresentaram este ano, especialmente no caso do Alonso.

Acredito que a McLaren conseguirá resolver o problema do ERS no inverno e chegará à Austrália com um carro competitivo. 2016 será o verdadeiro ano de transição, prepatório para o ataque ao campeonato em 2017, com a mudança dos regulamentos. Contar com uma dupla experiente e de créditos firmados é, mais uma vez, essencial.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: Com isto, como fica a situação do Kevin Magnussen?

MclarenGridCarlos Ferreira: Se só lhe passa pela cabeça regressar ao grid da F1 em 2016, não lhe antevejo uma situação idílica. Estou certo que deve ter colocado todas as suas fichas no lugar vago na Renault e parece-me um candidato com algumas possibilidades. Para já, tudo é uma incógnita e a situação da Red Bull não ajuda nada a estas indecisões.

Acredito que caso caia por terra a hipótese Renault, a Indy seja uma hipótese real para ele. Não tivesse sido chamado para o GP da Austrália e teria sido o que tinha feito este ano. Não é de descartar que se encontre de novo com o Félix da Costa no DTM.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: O GP do EUA está ai a porta, faltam menos de 2 semanas, onde o Hamilton pode arrumar a questão do titulo, previsões para Austin?

MercedesGridAndré Moreira: Um dos circuitos preferidos do Hamilton, onde terá a possibilidade de se sagrar novamente Campeão, dependendo das performances do Vettel e do Nico. Creio que irá continuar o dominio da Mercedes, e que o Nico recupere o segundo lugar do Campeonato ao Vettel.

FerrariGridRicardo Ribeiro: Espero para Austin, mais uma batalha a 3 (Mercedes, Ferrari, e Williams), com a Mercedes a destacar-se com os 2 carros na 1ª linha de partida. Rosberg vai querer mostrar a Hamilton que caso não tivesse tanto “azar” não estaria já  de fora pela luta do campeonato de pilotos. Para os lugares seguintes teremos Vettel, Kimi, e os dois homens da Williams, com Ricciardo a intrometer-se, isto para a qualificação. A corrida é uma incognita, sendo que apostava numa vitoria de Rosberg, .om Vettel e Hamilton a segui-lo.

MclarenGridCarlos Ferreira: Prevejo para Austin uma menor diferença de competitividade, dentro do que é possível. Pelas características do traçado, não antevejo tantas dificuldades como em Sochi. Haverá melhorias na power unit do Alonso com os últimos quatro tokens gastos e espero uma ligeira melhoria. Por mais insólito que possa parecer, caso tudo corra dentro dos parâmetros normais, espero que Alonso termine muito à frente de Jenson. Acho que é possível “arranhar” os pontos em Austin, se houver alguma sorte à mistura.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: Melhor e pior a semana, começamos pelo pior?

MercedesGridAndré Moreira: No pior os acidentes brutais do Sainz e do Grosjean, que felizmente não resultaram em lesões, mostrando a segurança que existe nestes monolugares, e claro a manobra do Kimi sobre o Bottas.

FerrariGridRicardo Ribeiro: O pior da semana vai para Romain Grosjean. Partiu de 8º da grelha, perdeu bastantes lugares na 1ª volta, e acabou por perder o carro numa curva de alta velocidade, aparentemente por culpa dele. Não vi ninguem fazer pior…

MclarenGridCarlos Ferreira: O maior ponto negativo, no que diz respeito à McLaren, seria a penalização do Alonso. Um ponto não é relevante nesta altura, porque a Sauber já está fora do alcance, mas era algo simbólico no seu 250º GP.

Para outro sinal menos da semana, fora do âmbito da McLaren, evito o acidente do Kimi com o Bottas para escolher uma novidade que o Max Versttapen nos fez questão de divulgar esta semana nas redes sociais: o facto de, aos 18 anos, ir pela primeira vez ler um livro. Cada um é livre de formar a sua opinião sobre a necessidade e a importância de ler mas não deixa de ser estranho termos no mesmo paddock um piloto como Kvyat a ler Tolstoi ou Dostoievski e outro sem nunca ter lido um livro sequer.

Para bem dos jovens que possam ter o Max como modelo ou inspiração, espero que em breve haja um tweet a explicar a situação, dizendo que se fez entender mal ou algo de conteúdo semelhante.

 

ChicaneGrigDaniel Leites: E no melhor?

MercedesGridAndré Moreira: No melhor o natural destaque ao Campeonato de Construtores ganho novamente pela Mercedes e um destaque ainda para o Sérgio Perez, que mais uma vez subiu ao pódio.

FerrariGridRicardo Ribeiro: Sergio Perez da Force India. Fez uma boa qualificação, mostrando um bom ritmo. Podia não ter chegado ao podio, não fosse o toque entre  Bottas e Raikonnen , mas como é  o segundo pódio que leva para a force india num total de 3 (o primeiro foi ganho por Fisichella), atribuio-lhe o lugar de melhor da semana.

MclarenGridCarlos Ferreira: Na McLaren, a renovação do Button e o anúncio da Chandon como novo patrocinador, ainda que haja a plena consciência de que não é suficiente.

Fora do universo McLaren, há que salientar a grande corrida do Sergio Pérez, do Bottas, do Kvyat, do Nasr, do Mehri e, em especial, tendo em conta dos acontecimentos no sábado, do Carlos Sainz.

 

Rubrica por Daniel Leites

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.