WRC: 2016, isto “não me cheira nada bem”!

Na primeira pessoa

 

Foto: @World
Foto: @World

Ainda agora a temporada de 2015 terminou e estamos já a cerca de um mês e meio do início da nova época, que começa como tem sido habitual, no final de Janeiro em Monte Carlo .

Os meus colegas de “redação” muito tem escrito sobre o actual estado da F1 e que não agrada a muita gente e a mim também não admito, pelos moldes que apresenta neste momento, pelo claro afastamento de público das pistas, pela separação que existe entre público e pilotos, onde os “reis da festa” são inatingíveis para fãs que sustentam a modalidade e a famosa escolha de pilotos, com fama e proveito de dar assento aos endinheirados, com muita gente talentosa a ficar fora das contas, Félix da Costa que o diga.

Pois bem, aquilo que é de facto a minha paixão, os ralis, também parece estar a aderir a esta “moda”. E logo numa das equipas do WRC que mais admirava pela coragem do “chefão” de colocar na estrada jovens talentosos à procura de um lugar ao sol… Falo claro da M-Sport de Malcom Wilson.

foto: @world
foto: @world

Que facada “sir”! Era claro que havia arestas a limar, depois de um ano complicado por parte de O. Tanak, sendo esta a segunda oportunidade que Malcom lhe dava de fazer uma temporada a Ful Time. A verdade é que o estónio falhou, errou e muitas vezes, pois nem sempre a rapidez que tem ao volante do Fiesta RS WRC lhe valia bons resultados. Valeu sim valentes sustos e muitos abandonos. Este era portanto o elo mais fraco da M-Sport e com muita pena minha. Era aqui que Ostberg, acabado de sair da Citroen Racing, iria entrar, ficando o ingresso confirmado há poucos dias.

O que ninguém contava era com outras mexidas que vieram a acontecer. Malcolm Wilson deitou fora os dois anos que Elfyn Evans teve no WRC, para o trocar por Eric Camili, piloto francês de 28 anos e de experiencia no WRC, ZERO!

Ou seja voltamos ao mesmo. Mais uma vez a M-Sport tem em mãos um piloto sem experiência, ao invés de ter uma dupla Evans/Ostberg, conhecedora do WRC e quem sabe, se o Fiesta ajudasse “à fiesta”, poderia em 2016 sacar uns bons resultados, pois é certo e sabido que a Citroen não vai entrar nas contas a tempo inteiro na próxima temporada e por isso mesmo, haverá menos concorrência.

foto in: facebook WRC
foto in: facebook WRC

Desta forma aquilo que poderia ser o “renascimento” da marca oval, a meu ver será mais uma temporada sem honra nem brio e mais do que isso, sem resultados.

Ostberg já se sabe o que vale, por isso dificilmente trará grandes novidades, Evans vem de duas épocas onde aprendeu muito e até conseguiu subir ao pódio este ano, sendo segundo em França, provando que a sua consistência podia ser uma mais-valia.

Mas não chegou para convencer Malcolm Wilson, que decidiu apostar no 10º classificado do WRC2 da finda temporada e vai também apoiar Lorenzo Bertelli que fará toda a temporada sobre alçada da M-Sport, incrível!

De duas uma, ou o “boss” bateu com a cabeça ao acordar e viu que ali podia ter talento (e se calhar a pancada foi forte demais), ou os bolsos ficaram mais cheios e ao invés de talento, teremos “tá lento” da M-Sport em 2016.

Não gosto disto e não me venham com a história de “ano de transição para 2017 com os novos carros”, porque a Volkswagen não quer saber disso e vai com tudo para ganhar de novo na próxima temporada e em 2017 os senhores “do ano sabático” vão levar de novo na cabeça. Vai uma aposta?

4038_Australia-Bertelli-2014_289_592x333Estou ferido, levei uma facada. A equipa que admirava, que apostava e arriscava nos jovens talentosos foi vendida, talvez com(Prada) por alguém demasiado endinheirado para tão pouco talento… haja jóias!

Camili, piloto que estava inserido no projecto da Toyota, tem assim a sua primeira experiência no WRC. Nada contra o rapaz, mas duvido que seja capaz de mostrar grande coisa esta temporada. Para a mim, a M-Sport vai perder uma boa oportunidade de voltar a vencer corridas do WRC!

Esperemos que o novo Hyundai I20 WRC de 5 portas seja mais competitivo do que a anterior versão, senão temos a caminho mais um “trofeu monomarca”, disputado a três, Ogier, Latvala e Mikkelsen com a vida ainda mais facilitada.

Citroen sem programa completo, M-Sport também com essa possibilidade e “sem pilotos”, só nos resta a Volkswagen e a Hyundai para animar as hostes! Espero estar enganado, mas será um pobre muito pobre WRC em 2016!

“isto não me cheira nada bem”

Na primeira pessoa, Carlos Mota!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.