As propostas para o futuro da F1

mercedes-amgs-lewis-hamilton-wins-the-2014-formula-one-chinese-grand-prix_100464948_m
foto in: thecarconnection.com

No dia 19 de Janeiro, realizou-se uma reunião do Grupo de Estratégia de Fórmula 1, para discutir o futuro da categoria. Foram apresentadas algumas propostas com o objectivo de aumentar a competitividade na F1, o que não tem acontecido nas últimas épocas, com o domínio a RedBull e posteriormente da Mercedes e reduzir os custos , este último, um objectivo já antigo da modalidade.

Menos intervenção dos comissários mais ultrapassagens!

Uma das propostas em destaque e que tomaram mais tempo da reunião, os chefes de equipas sugeriam para que os comissários de pista fossem menos rigorosos, na análise dos incidentes. A proposta, foi unânime, tendo sido justificada que os pilotos evitavam realizar manobras mais ousadas com receio de serem punidos, logo em seguida. A proposta por si, aparenta ser positiva, onde por vezes, os comissários tentam ter mais protagonismo que os próprios protagonistas, quando assim é, algo tem de mudar.

Redução de custos

Motor Racing - Formula One Testing - Test Two - Day 1 -  Barcelona, SpainProposta antiga, aliás muito antiga, onde as equipa mais pequenas defendem há muito tempo. Defendem elas e defendem qualquer um que consiga ser minimamente imparcial. Os custos actuais são insuportáveis para as equipas pequenas e que as colocam numa posição financeira bastante delicada. A redução de custo iria ajudar e muitos estas mesmas equipas, quer no seu desenvolvimento e como consequência mais competitividade no grid, como não teríamos equipas a fechar e a mudar de nome, ano sim, ano sim.

Porém quem se opõe a uma proposta para o desenvolvimento e melhoramento da F1 actual? As equipas de topo! As razões são óbvias. Agora não se opõem, oponham-se, quando as coisas deixam de ser favoráveis mais vale ceder, nem que seja o mínimo.

Para afastar a “ideia” de o motor independente, os fabricantes decidiram que o tecto orçamental, para 12 milhões de euros, como a formalização de regras que ajudam a garantir o fornecimento para todas as equipas. Face a proposta os V6 vão permanecer até 2020 e assim também não haverá  motor alternativo.

Maior interactividade com os fãs

Motor Racing - Formula One World Championship - United States Grand Prix - Race Day - Austin, USAÉ isso mesmo, quem segue a F1 atentamente sabe que embora a F1 continue a ser a modalidade do desporto motorizado mais vista, seguida, conhecida… em geral, também sabe que esses números tem vindo a descer drasticamente e que se tem notado um afastamento entre os faã e a F1. Para combater isso e para que os fãs estejam mais inseridos na própria modalidade, foi sugerido a criação de um prémio onde os fãs elegem  o melhor piloto em pista e a melhor ultrapassagem em pista, a votação seria efectuada através das redes sociais.

Não acho que a medida seja uma grande mais valia para a F1, mas também não percebo as criticas que tem levado pelas internetes. Não deixa de ser uma proposta simpática.

Foram discutidas outras propostas em Genebra sem acordo nem consenso, como as equipas só poderem utilizar três motores por época, corridas curtas, grid reverso e ainda o troféu PIT STOP, a ideia consiste em premiar a equipe que melhor trabalho efectuou nos pit stops durante a época.

 

Daniel Leites

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.