WTCC – Corrida da Eslováquia: Qualificação

Ao contrário dos outros campeonatos FIA que decorrem neste fim de semana, a meteorologia era favorável na Eslováquia. Nos treinos livres da manhã os Volvo e os Lada mostraram excelente andamento e Tarquini perfilava-se como um dos favoritos tal como Ekblom e Catsburg que fizeram os melhores tempos nos treinos. Poderia ser a primeira vez que a Lada ou a Volvo conseguiriam a pole, mas a Honda não podia ser esquecida. Já a Citroen tinha mais problemas devido ao peso extra e os franceses nunca encontraram o andamento desejado. Enquanto a temperatura subia notava-se um abrandamento dos carros devido à diminuição da aderência dos pneus, que seria um factor crucial na qualificação.

A Q1 começou com duas saídas de pista por parte de Pechito Lopez e Hugo Valente. A temperatura da pista subiu o que originou uma diminuição da aderência dos pneus. A saída do C-Elysée mostrava que os franceses continuavam a ter problemas com o lastro de 80Kg e que os pneus não estavam a lidar bem com esse peso e com a temperatura.

Devido a gravilha atirada para a pista pela saída de Pechito a sessão foi interrompida com bandeirada vermelha.

 

No recomeço da sessão Lopez tratou de espantar todos com um excelente tempo indo para o topo da tabela de tempos, seguido de Michelisz, Muller, Björk  e Tarquini. Pouco depois Benanni conseguia o 3º lugar e Valente, que seguia atrás do marroquino, conseguiu destronar Lopez do primeiro lugar com uma excelente volta. Ekblom não conseguiu traduzir o bom andamento dos treinos para a qualificação e fez uma volta medíocre. Tarquini estava a fazer uma volta canhão mas nas ultimas curvas teve uma saída de pista. No final desta sessão ficavam de fora Ficza da Zengo, Coronel (que se queixou de um cheiro a queimado, não tendo explicação para o facto de ter sido mais lento com novos pneus), Thompson, Demoustier, Filippi.

 

Na Q2 a luta entre os pilotos Citroen e Michelisz continuava, com o húngaro a levar a melhor e Catsburg a intrometer-se nesta luta conseguindo o 2º lugar. Muller, Huff e Monteiro eram 4º, 5º e 6º respectivamente. Tarquini teve outra saída de pista ficando apenas em 7º. Os Volvo foram os seguintes a marcar tempos com Björk a retirar o 6º lugar a Monteiro e Ekblom mais uma vez longe do topo.

No final da Q2 as posições mantiveram-se o que significa que Michelisz foi o mais rapidos, seguido de Catsburg, Lopez, Muller, Huff, Björk, Monteiro, Tarquini, Benanni e Valente era o 10º conseguindo assim a pole para a corrida de abertura. Chilton e Ekblom eram 11º e 12º respectivamente (surpreendentemente para Ekblom que mostrou bom andamento nos treinos).

 

 

Na Q3, Muller fez 0.8 seg melhor que Huff, algo que Pechito não conseguiu melhorar, ficando ainda assim a frente de Huff (que se queixou de não ter encontrado ainda a afinação ideal para o seu Civic neste fim de semana). Catsburg mostrou o porquê de ser um dos mais talentosos do grid, fazendo o 2º tempo colocando Lopez na 3ª posição e Michelisz fez o 4º melhor tempo.

 

Assim, mesmo com 80kg a mais, mesmo não estando no topo de forma, os Citroen conseguiram mais uma vez a pole para a corrida de amanhã. Desta vez não foi Pechito, mas sim Muller a mostrar como se faz.  A Honda desiludiu um pouco na qualificação, mas poderá recuperar em corrida onde o lastro da Citroen vai ser mais complicado de gerir. A Lada está em boa posição para surpreender amanhã, pois com a pole na corrida de abertura e o 2º lugar na corrida principal, poderão tentar o assalto ao pódio.

No final da qualificação, Lopez foi investigado por atrapalhar Catsburg na volta de qualificação, enquanto Lopez estava na volta de saída da pista.

 

 

MAC3

A Lada teve um MAC3 horrível pois Catsburg foi confundido com uma contagem decrescente que não era a correcta o que fez o holandês perder muito tempo. Para piorar Catsburg furou um pneu deitando por terra a volta da equipa.

Mas o melhor estava para chegar. Pela primeira vez vimos um empate. A Citroën e a Honda fizeram exactamente o mesmo tempo. Foi uma sessão emocionante, embora se note que as equipas ainda não têm estratégias bem definidas, mas ter um empate era algo que não estava nos planos. Assim as equipas dividem os pontos e ficam com 5 pontos cada e a Lada com 3 pontos. Mas foi uma sessão boa de assistir.

Top 10 da Qualificação:

 

Muller

Catsburg

Lopez

Micheliz

Huff

Björk

Monteiro

Tarquini

Bennani

Valente

 

 

Fábio Mendes

 

Chicane Motores para o CIVRChicane logo CIVR logo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.