WEC – 6h Spa: Audi vence numa prova repleta de acidentes

Que corrida! Os acidentes e toques foram uma constante, com dois acidentes que chegaram a preocupar. Os azares de uns, principalmente da Toyota, foram a bênção de outros, como é o caso da Audi, que mesmo vencendo a prova belga, sabem que o carro não deu o seu melhor. Uma prova estranha.

Oliver Jarvis cortou a meta pela última vez no Audi #8 na frente da prova, vencendo pela primeira vez uma corrida no mundial de resistência. Romain Dumas ao volante do Porsche #2 passou a seguir e em 3º na prova, ficou a Rebellion com o carro #13 (azar?), conduzido no último turno por Alexandre Imperatori. Estes foram os 3 primeiros classificados.

Muito há ainda para absorver e analisar, como por exemplo, a Porsche que voltou a terminar uma prova apenas com um dos carros e a Audi, mesmo vencendo, ainda teve azares que sobram com o carro #7. Quando Fassler tentava, a pouco mais de 10 minutos do fim da prova, conquistar o 4º lugar, sim o 4º lugar, Filipe Albuquerque bateu, ao volante do carro da RGR (e quando tentava chegar à 2º posição em LMP2) e Fassler com grandes estragos no carro, não pôde ir atrás de Heidfeld.

A Toyota não teve vida fácil, mesmo tendo estado algum tempo na frente da prova, mostrando um nível muito bom na pista belga, mas o #5 que liderava teve problemas no motor e perdeu a liderança, terminando a última volta apenas com o motor eléctrico do Toyota… possivelmente a primeira vez que isso acontece no mundial.

 

LMP2

Nos LMP2 também houve drama até ao fim. Para além do toque entre Albuquerque e Fassler já referido acima, a vitória ficou entregue com uma excelente ultrapassagem de Nicolas Lapierre a Luis Filipe Derani, muito perto do final. Vejam o vídeo e deliciem-se!

 

A RGR by Morand ainda conseguiu terminar em 4º, atrás do carro #45 da Manor, com um ligeiro chega para lá de Mehri ao português. Os pilotos da Manor até tiveram alguns problemas e penalizações pelo caminho das 6h. Foi um bom resultado da equipa.

GTE- Pro

Que estrondo de acidente de Stefan Mucke em Eau Rouge! O alemão bateu feio contra as protecções de dentro da curva, depois da traseira do Ford GT fugir de controlo. Temeu-se ferimentos mais graves no piloto, mas segundo as notícias, o homem ficou um pouco tremido mas está bem… quanto aquela roupa interior é que já temos dúvidas.

Ainda antes do acidente do Ford #66, já Nicki Thiim no Aston Martin Vantage #95 tinha tido um acidente espectacular: um toque com um LMP2 obrigou o Vantage a sair de pista e a embater na barreira, capotando.

Perto do fim da prova, numa altura em que os Ferrari 488 GTE da AF Corse dominavam a corrida, James Calado ao volante do carro #51, começou a ter problemas com o Ferrari e viu Davide Rigon a ganhar terreno atrás dele. Quando o britânico precisava de defender-se, o carro deu de si e Calado foi obrigado a ir para a box. A 10 minutos do fim, o #51 ficou de fora da corrida quando liderava. A vitória foi para o Ferrari #71, com o único Ford GT em prova, o #67 em 2º e o Aston Martin #97 em 3º.

 

 

GTE – Am

Mais um pódio português no final das 6h de Spa. Pedro Lamy foi o primeiro da classe a cruzar a meta, com o Ferrari 458 da equipa AF Corse, conduzido no último turno por François Perrodo, colega de Rui Águas, em 2º e Chevrolet Corvette C7 da Larbre Competition na terceira posição.

Pedro Mendes

//platform.twitter.com/widgets.js

Um pensamento sobre “WEC – 6h Spa: Audi vence numa prova repleta de acidentes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.