MotoGP – Monster Energy Grand Prix de France: Resumo da corrida

O Circuito de Le Mans (Bugatti) recebeu mais uma jornada do MotoGP.

Jorge Lorenzo (#99), vencedor em 2015, tentava repetir este ano o lugar mais alto do pódio, e começou bem essa tarefa, com a pole position, batendo a Honda de Marc Márquez (#93), com a Ducati de Andrea Iannone (#29) a fechar a primeira linha. Na segunda linha estavam Pol Espargaró (#44), Andrea Dovizioso (#4) e Bradley Smith (#38).

 

020116_motor_lorenzo.vadapt.664.high.1

No arranque, Lorenzo partiu muito bem e facilmente chegou à primeira curva na frente. Márquez não arrancou bem e caiu para 5º, com Dovizioso a saltar de 5º para 2º na primeira curva.

Desde o arranque que Lorenzo estava determinado a colocar um ritmo que impedia os seus rivais de se aproximarem do espanhol da Yamaha. Entretanto, Márquez tinha algumas dificuldades para passar Pol Espargaró, e Valentino Rossi (#46), que partiu do 7º lugar, esteve numa luta bem acesa com Espargaró e com a Suzuki de Maverick Viñales (#25), eventualmente passando ambos para chegar ao 5º lugar.

Iannone era 3º mas não estava muito interessado em ficar atrás do seu colega de equipa, passando-o na chicane na volta 5. A partir daqui, o italiano aproximou-se de Lorenzo, mas os seus esforços foram por água abaixo, quando caiu na curva 6. Depois de voltar à pista, acabou por abandonar.

Dovizioso voltava ao 2º lugar mas tinha agora a companhia de Márquez, mas mais rápido do que eles vinha Rossi, e o italiano passou Márquez na volta 12, na curva 6, travando mais tarde do que o espanhol. Na volta seguinte, Rossi deixou para trás Dovizioso na curva 5, ascendendo ao 2º lugar, mas já um pouco distante de Lorenzo.

Duas voltas depois, na volta 15, Dovizioso e Márquez entram na curva 5, sofrem um “low-side” ao mesmo tempo e caem ao chão. Dovizioso abandonou, Márquez voltou com alguns estragos na sua moto, e viria a acabar a corrida no 13º lugar, somando três pontos, mas deixou a liderança do mundial com esta queda.
De facto, esta foi uma corrida com muitas quedas, com os pilotos a serem apanhados pelas diferenças de temperatura no lado esquerdo dos pneus Michelin.

O azar de Dovizioso e Márquez promoveu Maverick Viñales ao 3º lugar, e estava a caminho de somar o seu melhor resultado de sempre na classe de MotoGP.

motogp-argentinian-gp-2016-valentino-rossi-yamaha-factory-racing

Depois de uma prestação impressionante e impecável, Jorge Lorenzo assinou a sua segunda vitória da temporada, e com isto regressa à liderança do campeonato, com cinco pontos de vantagem para Márquez.

Valentino Rossi fez uma boa recuperação, vindo do 7º lugar, para terminar em 2º, e está mais perto dos líderes no campeonato, a 12 pontos.

Maverick Viñales assinou o seu primeiro pódio em MotoGP e deu à Suzuki o primeiro pódio na classe rainha desde o Grande Prémio da República Checa de 2008, na altura com Loris Capirossi.

Daniel Pedrosa (#26) foi um solitário 4º classificado, Pol Espargaró terminou em 5º, sendo o melhor das equipas satélite, Aleix Espargaró (#41) foi 6º, e seguiram-se Danilo Petrucci (#9), no 7º lugar, num bom regresso do italiano após lesão, Héctor Barberá (#8), Álvaro Bautista (#19) e Stefan Bradl (#6).
25-vinales-maverick__gp_8232.big

Em Moto2, Álex Rins (#40) (Kalex) foi o vencedor, numa corrida em que Miguel Oliveira (#44) (Kalex) recuperou bem do 14º lugar à partida, para terminar em 9º.
Em Moto3, Brad Binder (#41) (KTM) voltou a vencer.

O mundial segue para Mugello, em Itália.

 

Jorge Covas

Um pensamento sobre “MotoGP – Monster Energy Grand Prix de France: Resumo da corrida

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.