F1 – GP do Mónaco: Qualificação

A FP3 viu Vettel ser o mais rápido seguido por Hamilton e Rosberg com os Red Bull a fechar o top5. A batalha pela pole prometia ser interessante e não havia favoritos claros, embora Mercedes e Ferrari parecessem com alguma vantagem… O que se viu na qualificação foi algo completamente diferente.

 

Q1:

A primeira parte da qualificação foi logo interrompida com o Sauber de Nasr a imitar uma locomotiva a vapor. O motor Ferrari fartou-se ainda antes de ter começado e o carro parou no meio da pista. Depois do carro retirado a sessão recomeçou com Hamilton a mostrar o melhor tempo entrando no minuto 1:14, seguido de perto por Rosberg e Vettel.

Os tempos iam baixando até que Verstappen fez a borrada do dia. Um erro de condução atirou o piloto contra as barreiras dando trabalho extra aos mecânicos para logo ( e motivos para Kvyat rir). O jovem prodígio parece não dar-se bem com as ruas do Mónaco e amanhã terá de sair do final do grid.


No recomeço da Q1 no topo da tabela mantinha-se tudo na mesma com Vettel, Hamilton, Rosberg, Ricciardo e Hukenberg no top 5, para onde subiu Perez já no final desta sessão.

No final da tabela de tempos ficavam Nasr e Verstappen, Ericsson, Haryanto, Wehrlien e Palmer.

Q2:

Na Q2 os suspeitos do costume assumiram as posições da frente mas a Red Bull foi o destaque. Ricciardo fez a primeira tentativa de tempo com os pneus ultra-macios, como toda a concorrência. Mas na segunda tentativa usou os super-macios e conseguiu fazer o seu tempo mais rápido com esses pneus, o que dá uma vantagem estratégica aos Bulls, pois poderão parar mais tarde na corrida comparando com todos os outros que usaram os ultra-macios. Na tabela de tempos Hamilton foi o mais rápido, seguido de Vettel, Ricciardo, Rosberg (que ia repetindo o erro de Verstappen, tocando na mesma barreira, mas sem consequências) e Kvyat (que ainda devia estar a rir do erro de Max).

No fundo da tabela Magnussen foi o último, ele que deverá ser penalizado por ter saído da boxe com o sinal vermelho na altura do acidente de Verstappen, e ficou de fora da Q3, tal como Gutierrez e Grosjean, Button, Massa e Bottas (a Williams não gosta nada do Mónaco).

 

 

Q3:

A 3ª parte da qualificação começou com algo que começa a ser recorrente este ano… Hamilton com um problema no motor. O britânico foi a tempo de parar antes de sair da pit lane e regressou às boxes. Entretanto a Q3 começou com a volta do ano… Daniel Ricciardo fez uma volta fantástica e esmagou a concorrência logo no início. Hamilton quando regressou à pista tentou roubar a pole mas ficou longe, Rosberg também não conseguiu e Ricciardo tem assim a corrida na mão. Se não chover (o que segundo a meteorologia parece improvável) o australiano tem a estratégia ideal para tentar vencer no principado.

 

Seguiram-se no top 10, Vettel (que se queixou muito no radio), Hulkenberg (excelente qualificação), Raikkonen, Sainz, Perez, Kvyat e Alonso.

 

 

Destaques:

Ricciardo: Que piloto! Estamos a ficar cada vez mais fãs. Na Espanha a vitória deveria ser dele e ele sentiu isso mesmo. No Mónaco festejou dizendo “Agora sou eu!”. Fez a volta do ano sem dúvida e a velocidade que ele mostrou nas ruas do Mónaco deixou todos de boca aberta. A primeira pole para o australiano com pompa e circunstância.
Mercedes: Ficaram a ver argumentos contra a Red Bull e pior que isso voltaram a ter problemas no carro de Hamilton. Começam a ser demasiadas as vezes que o carro do campeão o deixa ficar mal. Algo tem de ser revisto na equipa. A cara de Lewis diz tudo… mentalmente começa a ficar muito difícil para ele. Pelos visto foi um problema de pressão de combustível que afectou ambos os carros, mas mais uma vez foi Hamilton que saiu a perder mais.

 

Ferrari: Continuam os problemas. O motor Ferrari de Nasr desfez-se em fumo, e Vettel não conseguiu arranjar a melhor afinação para hoje, queixando-se muito na radio. Para piorar, Kimi terá uma penalização pro troca de caixa e a corrida para amanhã parece claramente comprometida. O que serão capazes de fazer?

 

Red Bull: A estratégia de usar os Super-softs na Q2 para fazer o melhor tempo pode fazer com que a estratégia caia nas mãos da Red Bull. Poderão rodar mais tempo e quem sabe  dar a primeira vitória a Ricciardo no Mónaco. Quanto a Verstappen… Nada a dizer. O miúdo tem ainda muito que aprender e este erro não apaga a prestação de Barcelona. Mas na Red Bull estes erros notam-se mais.

 

Outros destaques: excelente qualificação da Force India (especialmente de Hulkenberg que finalmente se mostrou este ano); boa prestação dos Toro Rosso com Sainz a ficar com o melhor tempo; a McLaren voltou a marcar presença na Q3 com Alonso; A Williams fez uma péssima qualificação e está claro que esta filosofia de construção de carros não beneficia os pilotos neste tipo de pistas.

As qualificação no Mónaco valem quase tanto quanto a corrida e valeu bem a pena ver esta qualificação só pela volta de Ricciardo. Para amanhã espera-se chuva o que pode baralhar as contas mas sendo o Mónaco, estamos sempre à espera que isso aconteça.

Resultado da qualificação

 

 

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.