ETCC – Chegar, ver e…arrasar

A história de Manuel Pedro Fernandes no fim de semana do ETCC em Vila Real é, a todos os níveis, fantástica. Um piloto português, que agora milita no Troféu Selenia em Itália, tinha o sonho de poder fazer uma prova internacional em sua casa, perante o seu público. O sonho quase se realizou no ano passado mas, por motivos complicados de explicar, não aconteceu. Este ano tudo se reuniu para que o piloto pudesse cumprir a sua vontade.

Sabia-se que a concorrência era forte e mais experiente e por isso Manuel Pedro Fernandes nunca quis colocar a fasquia demasiado alta, pois enfrentar uma realidade completamente diferente, num traçado como o de Vila Real é no mínimo difícil. O piloto queria dar o seu melhor sem olhar a objectivos.

As suas primeiras entradas em pista foram auspiciosas,  com o piloto a ficar consecutivamente no primeiro lugar da tabela. Mas as primeiras saídas seriam sempre assim, pois o piloto conhece o traçado enquanto os outros ainda estavam a tentar familiarizar-se com a pista. Mas no sábado começou a ficar claro que o ritmo de Manuel Pedro não se devia só ao desconhecimento dos restantes pilotos. Manuel Pedro apenas tinha um adversário à sua altura…Fábio Mota. Todos os outros tinham dificuldade em reproduzir os tempos que os dois portugueses faziam.

A qualificação no entanto teve um sabor agri-doce. Manuel Pedro fez segundo mas sabia que podia ter ficado com a pole, no entanto nunca apanhou a pista limpa para poder fazer o melhor tempo. Fez segundo e começou a despertar a curiosidade dos adversários. Afinal o novato que tinha chegado não estava ali para brincar… Até o líder do campeonato teve necessidade de tentar “picar” o português na conferência de imprensa. Melhor elogio que esse não podia haver.

 

Chegado o grande dia da corrida, a expectativa era alta. Todos tinham o desejo de ver o 55 vencer mas sabia-se que seria difícil. No entanto a fé do público era grande e foi ficando cada vez maior ao ver o piloto português a pressionar Nagy de todas as formas possíveis. Deve ter sido um pesadelo para o húngaro estar tanto tempo sob tamanha pressão e nas voltas cometeu o erro que todos desejavam. Pelo circuito todo ouviram-se gritos de alegria e palmas quando o 55 assumiu a liderança. Estava carimbada a tão desejada vitória!

Mas o sonho não terminou aqui, pois Manuel Pedro não quis baixar o ritmo e mesmo largando de 8º (embora atrás dos 1600, o que faz com que efectivamente tenha largado de 5º) tentou tudo para chegar ao pódio e conseguiu. Enquanto Richards fugia a toda a gente e Rikli servia de tampão, Manuel Pedro pressionava como podia Fulin que seguia na sua frente e na chicane de Mateus teve a oportunidade que precisava. Um toque entre Fulin e Rikli foi a oportunidade que precisava para passar para o 2º lugar, a 10 segundos do primeiro quando faltavam 6 voltas para o final.

O vilarealense meteu a faca nos dentes, foi atrás do líder da corrida e conseguiu reduzir a distância para menos de um segundo na última volta. Não deu para o primeiro lugar mas foi mais uma excelente corrida a coroar um fim de semana perfeito.

 

O que Manuel Fernandes fez é fantástico. Richards, o piloto que venceu a corrida 2 fez algumas perguntas a Fernandes antes da conferência de imprensa e estava claramente impressionado com o português. E a forma como Fulin não festejou no pódio é também revelador. Manuel arrasou a concorrência, venceu merecidamente e foi o melhor do fim de semana, Manteve sempre a mesma postura e conseguiu realizar o grande sonho de vencer uma prova internacional. Mais que isso, convenceu todos os que viram a prova e haverá muita gente no ETCC a perguntar-se como é que este homem não está no campeonato a tempo inteiro.

Pode ser que esta performance faça o piloto reconsiderar e tentar pelo menos uma época no ETCC. Para já o piloto só que divertir-se e cumprir o contrato que tem em Itália. E o futuro será tratado a seu tempo. Mas para já é tempo de saborear o triunfo que também é da Speedy Motorsport e do chefe de equipa Pedro Salvador. Para o ano queremos mais!
E já agora… nós também tivemos a nossa primeira vitória e logo numa competição internacional.

13509125_10206731736597388_5116274620935644418_n
Fábio Mendes

2 pensamentos sobre “ETCC – Chegar, ver e…arrasar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.