NASCAR Sprint Cup Series – Quaker State 400 presented by Advance Auto Parts (resumo da corrida)

Mais um fim de semana, mais uma corrida na Sprint Cup Series, na oval de Kentucky Speedway.

Tal como no Michigan, a NASCAR teve aqui mais um teste com um novo pacote aerodinâmico que visava reduzir a carga aerodinâmica, criando mais dificuldade na pilotagem dos carros. Para além disso, a pista foi repavimentada, com as curvas 1 e 2 a serem ligeiramente modificadas, sendo mais estreitas mas tendo mais inclinação.

A chuva caiu durante a qualificação e a grelha de partida foi decretada pelos pontos dos donos de equipa. Kevin Harvick (#4) ficou na pole, tendo ao seu lado Brad Keselowski (#2), com Martin Truex, Jr. (#78) e Joey Logano (#22) na segunda linha.
Dois pilotos passaram para carros de reserva por acidentes, foram eles Kurt Busch (#41) e Jimmie Johnson (#48).

Harvick foi imediatamente atacado por Keselowski na curva 1 mas o Ford ficou solto e Harvick manteve a liderança, com Edwards a passar de 4º para 2º, mas este caiu posições muito rapidamente e ficou em 8º ao fim de quatro voltas. Martin Truex, Jr. assumiu a perseguição a Harvick.

A bandeira amarela surgiu logo na volta 11, e que mostrou as dificuldades dos pilotos com a aerodinâmica dos carros. Ricky Stenhouse, Jr. (#17) bateu no muro na saída da curva 4 e, uma volta depois, voltou a ir ao muro na curva 3, possivelmente com um furo ou com uma falha na suspensão.

Recomeço de corrida na volta 15. Por fora, Harvick fez o que tinha feito a Keselowski, apertando mais a direção e dificultando a aerodinâmica no carro de Truex, Jr. para ficar na frente. Ambos afastaram-se do pelotão, mas a verdade é que ninguém tinha muita pressa porque a bandeira amarela de competição estava marcada para a volta 25.

Na bandeira amarela houve paragens e as equipas verificaram o estado dos pneus, que prometiam desgastar bastante nesta pista. Harvick saiu na frente de Matt Kenseth (#20), com Truex, Jr. a cair para o 7º lugar. A maior parte do pelotão fez uma troca dos pneus do lado direito.
Kurt Busch acabou por não parar, ficando assim na liderança para o recomeço, seguido por Harvick. Busch tinha trocado dois pneus na primeira bandeira amarela.

Recomeço na volta 32. Kurt Busch conseguiu fazer um bom arranque, apesar de não ter pneus no mesmo estado que a concorrência, e ficou na frente de Harvick. Na saída da curva 4, Jimmie Johnson, lado a lado com Ryan Blaney (#21), perdeu a traseira do seu Chevrolet e bateu no muro. Johnson decidiu ir para a garagem para que a equipa pudesse reparar a traseira, e a sua corrida ficou praticamente acabada.

Novo recomeço na volta 38, com Harvick a não dificultar a tarefa a Busch, e ambos mantiveram posições. Keselowski estava sempre solto nas curvas 3 e 4 e perdeu novamente posições, caindo de 4º para 9º. Um toque de Truex, Jr. não facilitou o se trabalho para controlar o carro.
Busch não ficou muito tempo na frente e a diferença de 15 voltas nos pneus começou a fazer alguma diferença. Busch caiu para 5º, Harvick voltava à liderança e era seguido por Kenseth.

Keselowski lutava com Logano e retirou o ar do spoiler, e Logano bateu com a traseira na saída da curva 4, deixando alguns estragos. Depois de passar várias voltas a perder tempo e posições, o pneu dianteiro direito acabou por rebentar na volta 53, e Logano bateu na curva 3. Bandeira amarela e fim de corrida para o piloto da Penske.
Mais uma ronda de paragens com o pelotão a colocar dois pneus. Harvick foi o primeiro a sair, com Kenseth a seguir. Keselowski optou por não parar para ficar no ar limpo e passou a ser o novo líder, e esperava agora ter uma prestação mais sólida no arranque.

Recomeço na volta 60. Harvick deu muita luta nas curvas 1 e 2 mas de alguma forma, Keselowski conseguiu manter-se na liderança. Harvick ficou um pouco solto e perdeu posição para Truex, Jr. e Kenseth.
Truex, Jr. vinha rápido e passou Kenseth e atacou Keselowski, conseguindo concretizar a sua chegada à liderança na volta 63.

Truex, Jr. estabeleceu o controlo da corrida, mas Harvick não estava muito afastado.

Matt DiBenedetto (#83) teve um rebentamento de um pneu na curva 3 e bateu no muro, num acidente idêntico ao de Logano. Bandeira amarela na volta 80.
Nas boxes, Harvick saiu na frente de Truex, Jr., ambos a trocarem de novo dois pneus. Matt Kenseth trocou quatro pneus e caiu para 13º. Houve uma colisão a registar, com Ryan Blaney (#21), até aqui num fantástico 4º lugar, a bater em Cole Whitt (#98) quando estava a sair das boxes e a ficar com estragos na frente do seu Ford.

Bandeira verde na volta 87. Truex, Jr. ficou lado a lado com Harvick mas este tirou o ar do spoiler e Truex, Jr. teve que libertar o acelerador. Chase Elliott (#24) ficou por fora, Ryan Blaney no meio, com Greg Biffle (#16) a fazer três lado a lado, Elliott ficou rápido por fora mas Blaney subvirou e bateu contra Elliott nas cuvas 3 e 4. Ambos entraram em pião e bateram com as respetivas traseiras no muro, ficando com muitos estragos. Ambos foram para a garagem. Mais uma vez, o Pace Car entrava na pista.

No recomeço na volta 92. Kyle Busch (#18), que estava agora no 2º lugar, decidiu ser prudente e não dificultar as coisas para ele e para Harvick. Apesar de ser cauteloso, ficou solto na curva 3 e foi passado por Jamie McMurray (#1), que subia ao 2º lugar.
Uma volta depois, Denny Hamlin (#11) tirou o ar do carro de Brian Scott (#44) na curva 2. Este ficou solto, Kyle Larson (#42) ficou encostado, Tony Stewart (#14) tirou-lhe ainda mais ar da traseira efez um pião na reta oposta, indo de encontro ao carro de Chris Buescher (#34). Este foi depois atingido por A. J. Allmendinger (#47), que por sua vez também levou um toque de Ty Dillon (#95). Danica Patrick (#10) também esteve envolvida neste acidente. Bandeira amarela.

A corrida recomeçou na volta 103, já com a noite bem instalada no Kentucky. Harvick continuou a somar voltas na liderança, com McMurray a manter-se em 2º. Truex, Jr. não queria deixar fugir Harvick e rapidamente colocou McMurray nos seus retrovisores.

Nas voltas seguintes, Harvick manteve uma vantagem inferior a um segundo para Truex, Jr., e ambos a afastarem-se de Kyle Busch. Até aqui, Harvick e Truex, Jr. tinham sido os pilotos mais rápidos nesta corrida.
Truex, Jr. conseguia aproximar-se bastante de Harvick nas dobragens mas não havia espaço para tentar uma ultrapassagem. E com as dobragens, Kyle Busch aproximou-se lentamente desta dupla.

As paragens começaram na volta 142. Harvick parou na volta 147, uma volta depois de Truex, Jr. e Kyle Busch, mas a sua paragem correu muito mal. Harvick travou tarde e ultrapassou os limites da sua caixa na box. Isto custou-lhe quatro segundos e a liderança para Truex, Jr. no final do ciclo de paragens.

Tal como Logano e DiBenedetto, Regan Smith (#7) foi outro piloto a rebentar um pneu na curva 3 e a bater no muro com violência. Depois de um período mais calmo a bandeira amarela regressava na volta 152.

Mais um recomeço de corrida na volta 158. Truex, Jr. teve que se aplicar bastante para levar a melhor sobre Kyle Busch por fora nas curvas 1 e 2, mantendo a liderança.
Bandeiras amarelas geram bandeiras amarelas e Clint Bowyer (#15), lado a lado com Danica Patrick, perdeu o controlo do carro e fez um pião na curva 3, fazendo sair a bandeira amarela na volta 161.

Recomeço na volta 166. Truex, Jr. fez “side draft” em Kyle Busch e manteve-se na liderança. Busch ficou um pouco solto e Harvick atacou-o sem perguntar duas vezes, chegando ao 2º lugar.
Kyle Busch ainda estava a tentar conquistar confiança no carro quenado foi passado por Kenseth para o 3º lugar.

A. J. Allmendinger tinha voltado à pista depois do seu acidente mas provavelmente não desejava ter regressado, porque na volta 172, ainda antes de chegar à curva 1, o carro virou repentinamente para a direita e ficou com a frente destruida. Bandeira amarela.

Os comissários da pista de Kentucky estiveram muito eficientes e rápidos a efetuar os trabalhos de limpeza, felizmente, pelo que as pausas, embora frequentes, eram curtas. A corrida recomeçou na volta 177 e, mais uma vez, Truex, Jr. ficou na frente na saída da curva 2 mas Harvick conseguiu ganhar muita velocidade e recuperou a liderança à entrada da curva 3.

Landon Cassill (#38) sofreu um possível rebentamento de um pneu na curva 2 e fez sair a bandeira amarela na volta
Nas boxes, todos pararam e colocaram dois pneus, com a certeza de que seria necessária mais uma paragem até ao final. Truex, Jr. foi mais rápido e saiu na frente de Harvick, mas a caminho das boxes ultrapassou Harvick e excedeu a velocidade limite nas boxes, sendo penalizado. Uma penalização forte numa altura crucial da corrida.

Recomeço a 68 voltas do fim. Harvick conseguiu ficar na frente de Kenseth mas Keselowski arrancou muito bem e passou por Kenseth e ficou colado à traseira de Harvick na curva 3, fazendo com que o campeão de 2014 ficasse solto. Keselowski não hesitou e ficou na frente da corrida, com Kenseth a aproveitar para voltar ao 2º lugar.

Martin Truex, Jr., qua aproveitou para atestar o depósito e colocar pneus novos, estava no modo de ataque total e fazia uma recuperação fantástica, chegando ao 9º lugar a 50 voltas do fim.

Os pilotos já pensavam em poupança de combustível nesta altura, exceto Truex, Jr. que, apesar de estar uma ou duas voltas curto, estava totalmente focado em chegar aos lugares da frente. Carl Edwards e Kyle Busch não ofereceram resistência e Kevin Harvick não teve grande hipótese. Truex, Jr. chegava ao 3º luar na volta 239.
O próximo alvo era Matt Kenseth, mas este ofereceu mais resistência. Apesar de ficar preso atrás de Kenseth, ambos começavam a recuperar tempo para Keselowski, que tinha construido uma diferença de 3 segundos.

Kevin Harvick e Kyle Busch desistiram da poupança e pararam a 16 e 17 voltas do fim, respetivamente, aproveitando para trocar dois pneus. As paragens deixaram-os fora dos 10 primeiros mas iriam subir algumas posições e esperavam chegar à vitória se os líderes parassem.
Truex, Jr. também não arriscou e parou a 10 voltas do fim, e conseguiu voltar na frente de Kyle Busch, mas atrás de Harvick, a lutarem pelo 17º lugar.

De repente, Kenseth, que vinha mais rápido que Keselowski, passa o piloto da Penske com alguma facilidade a sete voltas do fim. Kenseth acaba mesmo por parar a seis voltas do fim, e Keselowski iria tentar chegar até ao fim sem parar. Entretanto, Harvick, Busch e Truex, Jr. desdobraram-se. Kenseth fez a paragem e voltou à pista na frente do grupo de Harvick.

Ainda estavam alguns pilotos a tentar chegar ao fim sem parar, e agora era Carl Edwards a ganhar rapidamente tempo a Keselowski, e na última volta, Edwards, mais rápido, ataca Keselowski à entrada da curva 1. Este, apesar de estar na reserva, bloqueia o avanço de Edwards e ainda conseguiu manter-se na frente, chegando a ziguezaguear o seu carro para que o sistema de “pesca” de combustível continuasse a funcionar, e a verdade é que Keselowski conseguiu chegar ao fim sem parar.

No limite dos limites do combustível, Brad Keselowski fez umas incríveis 71 voltas num tanque de combustível e venceu pela quarta vez esta temporada, em mais um final apertado na NASCAR esta temporada.

Carl Edwards também fez um grande esforço nas últimas voltas mas não conseguiu bater Keselowski, ficando com o 2º lugar, com Ryan Newman (#31) a terminar em 3º, também ele a ser muito poupado no final.

Kurt Busch terminou num algo improvável 4º lugar, tendo em conta que teve dificuldades a meio da corrida, com Tony Stewart (#14) a fechar em 5º, Greg Biffle (#16) em 6º e Jamie McMurray (#1) em 7º. Todos eles fizeram grandes finais de corrida e ganharam muitas posições pelo facto de terem poupado muito combustível, e todos eles acabaram por ter bons resultados.

Matt Kenseth foi o melhor dos pilotos que fizeram o “splash and dash”, no 8º lugar, com Kevin Harvick e Martin Truex, Jr., os dois dominadores da corrida, a fecharem os 10 primeiros.

Outros resultados: Kyle Busch não foi além do 12º lugar, Dale Earnhardt, Jr. (#88) andou discreto, em 13º, Denny Hamlin (#11) também não apareceu muito e foi 15º.

Resultados da prova

Jorge Covas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.