Verizon IndyCar Series – ABC Supply 500

A IndyCar regressou às ovais e passou pelo triângulo de Pocono, e depois dos acontecimentos do ano passado, todos recordaram Justin Wilson, que perdeu a sua vida num acidente nesta oval há praticamente um ano.

Mikhail Aleshin (#7) surpreendeu tudo e todos ao assinar pela primeira vez a pole position na IndyCar. Ao seu lado na primeira linha ficou Josef Newgarden (#21). Takuma Sato (#14) e Hélio Castroneves (#3) ficaram na segunda linha, Carlos Muñoz (#26) e James Hinchcliffe (#5) ficaram na terceira linha.

Com más qualificações ficaram o líder do campeonato, Simon Pagenaud (#22), em 14º, Juan Pablo Montoya (#2) foi apenas 15º e Scott Dixon (#9) não foi além do 19º lugar.

Depois de um arranque abortado, a corrida começou na volta 2 com Mikhail Aleshin a liderar com facilidade o pelotão na entrada para a curva 1, mas Josef Newgarden conseguiu recuperar a liderança entre as curvas 2 e 3.
Takuma Sato despistou-se contra o muro com violência na curva 3, depois de ter perdido a traseira a meio da curva. Sato ficou abalado mas não se magoou. Este não foi o primeiro acidente do fim de semana. Ryan Hunter-Reay (#28) e Charlie Kimball (#83) tiveram acidentes semelhantes na curva 1 durante os treinos, com ambos os pilotos a perderem o controlo a meio da curva.

Depois de efetuados os trabalhos de limpeza, a corrida recomeçou na volta 9. Aleshin usou o cone de aspiração para recuperar a liderança na curva 1. Newgarden recuperou a posição mas depois foi novamente passado.
Alexander Rossi (#98) tinha começado do 7º lugar e estava a fazer uma belíssima fase inicial de corrida, passando para o 2º lugar em 20 voltas.

A fase inicial da corrida não teve muita ação. As paragens começaram na volta 32 com Ryan Hunter-Reay, que tinha arrancado do último lugar e que tinha passado vários carros por fora na primeira curva no arranque, a ser o primeiro a parar. Mikhail Aleshin, o líder, entrou na volta 33. Alex Rossi ficou mais uma volta e saiu das boxes na frente, mas Aleshin tinha mais velocidade e mais temperatura nos pneus e conseguiu passar Rossi por fora para recuperar o comando.
Ryan Hunter-Reay também aproveitou o facto de já ter os pneus a uma boa temperatura para passar por Newgarden e Rossi, subindo à 2ª posição. Um arranque incrível de corrida para Hunter-Reay, que tinha começado da última posição.

Na volta 48, Ryan Hunter-Reay conseguiu aproximar-se da traseira de Aleshin e fez uma boa saída da curva 1 para assumir a liderança da corrida.
Hunter-Reay sentiu uma vibração no seu carro e reduziu ligeiramente o andamento. Aleshin manteve-se próximo da sua traseira e passou-o entre as curvas 2 e 3 para voltar a liderar a corrida, numa altura em que a segunda ronda de paragens estava iminente.
Hunter-Reay estava com dificuldades e rapidamente caiu para o 5º lugar, mas como já estava prestes a fazer a sua paragem optou por se aguentar em pista e manter-se fiel à sua estratégia.

A segunda ronda de paragens começou na volta 61. Aleshin parou na volta 62 e cedeu a liderança a Rossi, que parou duas voltas depois. À saída das boxes, Rossi saiu das boxes e Charlie Kimball, que estava a entrar, colidiu com o vencedor das 500 Milhas de Indianápolis deste ano. O carro de Rossi levantou as rodas dianteiras do chão e embateu no carro de Hélio Castroneves, que teve muita sorte em não levar com a roda do carro de Rossi na sua cabeça. Bandeira amarela na volta 64. Rossi e Kimball ficaram fora de prova, Castroneves regressou atrasado.

Bandeira verde na volta 71. Aleshin recomeçou bem e não permitiu que Hunter-Reay tentasse um ataque à sua liderança.

Nas voltas seguintes o pelotão seguiu em fila indiana mas as oportunidades de ultrapassagem eram limitadas porque havia um espaçamento entre os carros que não dava para anular completamente em retas.

Hunter-Reay esteve algumas voltas a poupar combustível atrás de Aleshin mas na volta 90 chegou o momento de fazer um ataque à liderança, e fez uma boa manobra na saída da curva 2. Hunter-Reay de novo na frente.

Mikhail Aleshin foi o primeiro a fazer a terceira paragem nas boxes no final da volta 93. Hunter-Reay respondeu na volta seguinte ao entrar para as boxes e até conseguiu sair na frente, mas Aleshin trazia mais velocidade e recuperou a posição.
Josef Newgarden parou duas voltas depois e conseguiu sair na frente, mas com menos velocidade na saída das boxes foi passado por Aleshin e Hunter-Reay.

Scott Dixon estava com pezinhos de lã a subir posições e, na volta 110, já rodava no 6º lugar. Dixon não estava muito agressivo nesta fase.

Aleshin foi novamente o primeiro a parar pela quarta vez na volta 120. Hunter-Reay decidiu ficar mais tempo e entrou na volta 124. Aleshin vinha a todo o gás na reta da meta e passou Hunter-Reay que nem uma bala por fora na curva 1.
Josef Newgarden ficou em pista até à volta 127 e, numa repetição do que aconteceu anteriormente, Newgarden saiu na frente, mas com pouca velocidade na saída das boxes não teve hipótese contra Aleshin e Hunter-Reay, ficando no 3º lugar.

Depois de algumas voltas a poupar combustível, Hunter-Reay voltou a usar a mesma tática da volta 90 e atacou Aleshin na saída da curva 2. Hunter-Reay teve alguma turbulência no seu carro mas não levantou o pé e recuperou a liderança.

Aleshin pareceu ter perdido um pouco o seu ritmo e Josef Newgarden foi o próximo a passar para a frente do russo na volta 141. Uma volta depois, Will Power (#12) começou a aparecer nos primeiros classificados e subiu ao 3º posto.

Mais uma vez, Mikhail Aleshin foi o primeiro a parar nas boxes. O russo entrou no final da volta 148 para a penúltima paragem da corrida e tentava com esta paragem antecipada recuperar tempo perdido.
Ryan Hunter-Reay parou um pouco mais cedo, na volta 152 e cedeu a liderança a Will Power, que era seguido por Josef Newgarden.
Power entrou nas boxes na volta 156 depois de fazer uma série de voltas muito rápidas. A paragem foi rápida e o australiano ganhou uma boa vantagem a Hunter-Reay que lhe permitiu sair das boxes na frente da corrida. Hunter-Reay trazia muita velocidade mas não conseguiu encostar-se ao piloto da Penske. Power chegava assim à liderança.

Simon Pagenaud não estava num bom dia em Pocono e terminou a sua corrida na volta 158 com um forte embate no muro na curva 1, depois de cometer um erro que o fez subir na pista em direção à borracha morta. A sua liderança no campeonato ficou mais pequena em relação a Will Power. Bandeira amarela.

A corrida recomeçou na volta 164. Ryan Hunter-Reay atacou Power na entrada para a curva 1 e chegou à liderança mas, pouco depois, o piloto da Andretti abrandou em pista com um provável problema eletrónico, que o fez perder uma volta. As suas hipóteses de vencer a corrida esfumaram-se com este problema, e Will Power voltou à liderança da corrida, com Newgarden e Aleshin a seguir.

Will Power conseguiu fugir de Newgarden, ganhando dois segundos. Aleshin percebeu que, se queria lutar pela vitória, tinha que passar rapidamente por Newgarden, e foi o que fez na volta 172.

A bandeira amarela voltou a surgir na volta 176 por estar um bocado de uma asa no meio da trajetória na curva 1.
Com esta bandeira amarela a 24 voltas do fim, já todos podiam parar pela última vez nas boxes. A Penske não facilitou e fez uma grande paragem para Will Power sair das boxes na liderança da corrida, seguido por Sébastien Bourdais (#11), que não trocou os pneus nas boxes. Newgarden era 3º e Aleshin 4º.

Bandeira verde na volta 180. Power ficou facilmente na liderança, Bourdais não teve aderência e Tony Kanaan (#10), que provocou a bandeira amarela (o detrito era da sua asa traseira), passou Aleshin, Newgarden e Bourdais de uma assentada na curva 1, mas depois perdeu duas posições e caiu para o 4º lugar.

Aleshin e Newgarden estavam embrulhados na luta pelo 2º lugar e o russo superiorizou-se na volta 183 na entrada para a curva 1.
A batalha pelo 6º lugar era de loucos. Ryan Hunter-Reay, furioso pelo seu problema anterior, recuperou a volta perdida e estava lado a lado com Juan Pablo Montoya. Scott Dixon viu uma oportunidade e passou ambos por dentro na curva 2 para subir ao 6º lugar.

Ryan Hunter-Reay continuava a recuperar muitas posições e até ao fim da corrida passou por Carlos Muñoz, Sébastien Bourdais e, já perto do fim, por Josef Newgarden e o campeão de 2012 conseguiu chegar ao pódio quando nada o fazia prever.

Will Power assinou a quarta vitória da temporada. O australiano não foi o piloto mais rápido mas soube usar a sua estratégia e impôs o seu ritmo forte quando foi preciso. Uma boa vitória para o campeão de 2014, que fica mais próximo de Simon Pagenaud no campeonato.

Mikhail Aleshin terminou uma excelente corrida, quase sem falhas, num brilhante 2º lugar e Ryan Hunter-Reay, em 3º, foi o piloto do dia, e perdeu a hipótese de vencer com um problema técnico breve, mas que lhe custou uma volta. O 3º lugar foi a prova de que tinha ritmo para levar de vencida em Pocono.

Josef Newgarden foi 4º, Sébastien Bourdais acabou em 5º com os pneus extremamente desgastados, Scott Dixon fez os possíveis para chegar ao 6º lugar depois de uma má qualificação, Carlos Muñoz foi 7º, Juan Pablo Montoya foi 8º e continua longe da sua forma de campeão, Tony Kanaan perdeu posições na última fase da corrida e foi 9º, James Hinchcliffe fechou os 10 primeiros.

Nota pela negativa para Simon Pagenaud. A sua corrida não estava a correr bem mas o seu acidente retirou-lhe pontos preciosos no campeonato. O francês terminou em 18º e tem agora “apenas” 20 pontos de vantagem para Power, que a cada corrida está mais próximo.
Hélio Castroneves ficou classificado em 19º, e Alexander Rossi, que esteve em destaque no início da corrida, não voltou à pista, ficando em 20º.

A próxima corrida será na oval do Texas, para a continuação da corrida que estava originalmente marcada para o dia 12 de julho e que foi adiada por causa da chuva. A corrida terá o seu recomeço na volta 72 de 248.

 

Jorge Covas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.