Verizon IndyCar Series – Firestone 600 (Resumo da corrida)

A IndyCar voltou à oval do Texas para terminar a corrida que se tinha iniciado no dia 12 de junho e que foi interrompida ao fim de 71 voltas por causa da chuva.

Na altura, James Hinchcliffe (#5) estava na liderança da corrida, seguido por Ryan Hunter-Reay (#28), Mikhail Aleshin (#7) e o vencedor da última corrida em Pocono, Will Power (#12). A IndyCar também tinha anunciado que só os pilotos cujos carros estavam em condições de continuar a corrida original podiam competir, o que significou que Conor Daly (#18) e Josef Newgarden (#21), que se envolveram num acidente violento, ficaram fora desta corrida.

Depois de três voltas de lançamento que contaram em bandeira amarela, a corrida reiniciou-se na volta 75. Hinchcliffe segurou a liderança mas Hunter-Reay atacou na reta oposta e passou para a liderança, com Will Power em 2º.
Hinchcliffe recuperou andamento, passou Power e atacou Hunter-Reay na volta 80. Ambos estiveram lado a lado até à volta 87, quando Hinchcliffe conseguiu finalmente usar a parte interior da pista para seu benefício.
Hélio Castroneves (#3) chegou-se a esta luta e pressionou o 2º lugar de Hunter-Reay, chegando a essa posição na volta 91.

Na volta 102, Ryan Hunter-Reay foi o primeiro a parar nas boxes. Hunter-Reay optou por uma paragem um pouco mais cedo do que era inicialmente previsto.
Hélio Castroneves parou na volta 111, numa tentativa de usar os pneus novos para ter vantagem sobre Hinchcliffe. O canadiano parou tarde, na volta 120, esticando bem o seu turno, mas com nove voltas com pneus novos e ao ataque, Castroneves herdou com facilidade a liderança. Hinchcliffe caiu para 2º e Ryan Hunter-Reay era 3º, mantendo-se na frente de Graham Rahal (#15).

A luta pelo 4º lugar estava ao rubro com Will Power, Ed Carpenter (#20), Graham Rahal, Scott Dixon (#9), Tony Kanaan (#10) e Simon Pagenaud (#22) a lutarem com muita garra.

Hinchcliffe aproximou-se de Castroneves e fez uma manobra arriscada nas curvas 1 e 2 para recuperar a liderança na volta 127. Hinchcliffe colocou o seu Dallara Honda praticamente no buraco da agulha, forçando Castroneves a ir alto na oval.

Hunter-Reay começou a ter problemas com o acerto do seu carro e, de repente, caiu de 3º para 10, promovendo Will Power ao 3º posto, seguido por Graham Rahal. Hunter-Reay decidiu parar na volta 135 para tentar resolver o problema, mas regressou à pista na 16ª posição, com duas voltas de atraso.

Hélio Castroneves voltou a parar cedo, na volta 146, e Hinchcliffe voltou a parar muito tarde, entrando nas boxes na volta 163. Desta vez, o canadiano ficou com uma boa vantagem para Castroneves, que perdeu andamento e foi depois passado por Ed Carpenter. O especialista em ovais chegava ao 2º lugar, mas tinha um atraso de seis segundos para o líder.

Os dois primeiros do campeonato, Will Power e Simon Pagenaud, entraram em luta direta pelo 5º lugar, com o australiano a levar a melhor sobre o francês na volta 162, que tinha feito até aqui uma boa recuperação na classificação.

Depois de perder o 3º posto para Rahal, Castroneves parou na volta 184. Na frente, Hinchcliffe continuava a deixar carros com voltas de atraso, entre eles Simon Pagenaud, Will Power e Scott Dixon, este último no 5º lugar.

Ed Carpenter parou na volta 206 e até aqui estava a fazer um belo esforço para tentar seguir com Hinchcliffe, reduzindo a diferença de 7 para 4 segundos. A equipa de Sam Schmidt percebeu que não podia deixar Hinchcliffe mais tempo em pista com pneus usados e mandou o canadiano para as boxes na volta 207. Hinchcliffe manteve a liderança da corrida mas viu a sua liderança ser dramaticamente reduzida para apenas um segundo. De repente, Carpenter estava luta pela vitória de uma corrida que estava a ficar com pouca história com o domínio de Hinchcliffe.

Scott Dixon estava com pressa para passar Carpenter e recuperar uma volta de atraso. O campeão em título tentou passar por dentro na reta da meta mas ambos cruzaram trajetórias e o toque foi inevitável. Carpenter não teve problemas mas Dixon fez um pião e bateu no muro na curva 1. O seu carro veio para o “apron” e Hélio Castroneves acertou numa roda. Incrivelmente, Castroneves seguiu em prova apenas com danos ligeiros nas saias laterais do seu Dallara Honda. Bandeira amarela, e para Dixon foi o fim do seu sonho de revalidar o título.
Vários pilotos aproveitaram para fazer uma última paragem e Castroneves manteve-se em 3º, Tony Kanaan em 4º e Graham Rahal em 5º.

Recomeço na volta 221 e Carpenter atacou imediatamente a liderança de Hinchcliffe, com Mikhail Aleshin e Alexander Rossi (#98) a tentarem recuperar uma volta de atraso nesta luta.
Quatro voltas depois, as hipóteses de Ed Carpenter vencer a corrida desfizeram-se juntamente com o seu carro. Carpenter foi passado por Rahal na curva 3, depois foi um pouco alto na oval e foi tocado na traseira por Castroneves. Carpenter foi ao muro e ficou com o carro demasiado danificado, e numa tentativa de evitar um acidente, Max Chilton (#8) fez um pião para a relva. Castroneves também raspou no muro e ficou com alguns danos aerodinâmicos. Depois de reparar o seu carro, o brasileiro voltou à pista no 5º lugar porque, com alguma sorte, era o último piloto na mesma volta do líder, pelo que limitou bastante as posições perdidas.

Novo recomeço na volta 231. Hinchcliffe liderou no arranque mas teve que lidar com Alexander Rossi, que estava a recuperar uma volta de atraso. Tony Kanaan viu uma oportunidade de atacar a liderança e tentou passar por fora, mas sem sucesso.
Mais um acidente na volta 233 na zona da reta da meta. Mikhail Aleshin, que estava já na volta do líder, perdeu a traseira na saída da curva 4. Jack Hawksworth (#41) ficou sem sítio para onde ir e quando se desviou de Aleshin bateu com violência no muro, provocando a bandeira amarela.
Tony Kanaan decidiu arriscar e parou na volta 237, caindo para o 4º lugar, mas tinha agora pneus novos. Isto deixava Hinchcliffe na frente de Graham Rahal, com Castroneves, incrivelmente em 3º depois de dois toques fortes que deixaram danos no seu carro.

Bandeira verde na volta 241. Hinchcliffe defendeu bem a liderança, Rahal ficou com Castroneves por dentro e Kanaan por fora, e Rahal tocou em Kanaan na curva 3. Ambos conseguiram controlcar os carros e, do nada, Simon Pagenaud atacou Hinchcliffe por fora, mas ficou sem espaço e teve que abrandar porque tinha Rahal no exterior. Ao mesmo tempo, Kanaan atacava no interior de Hinchcliffe. Eram quatro lado a lado.
Hinchcliffe fazia os possíveis para se defender de Kanaan, Rahal e Pagenaud. Rahal tentou passar Kanaan por dentro na reta oposta mas Kanaan bloqueou a manobra.
Tudo se decidiu na última volta. Rahal ficou por fora de Kanaan nas curvas 1 e 2 passou para 2º, e aproveitou o bbalanço para atacar Hinchcliffe por dentro na reta oposta, conseguindo uma brilhante ultrapassagem. Hinchcliffe fez uma boa saída da curva 4 mas ficou sem tempo para passar.

Graham Rahal conseguiu vencer pela primeira vez esta temporada, ele que já não vencia desde Mid-Ohio em 2015, e o piloto da RLL bateu James Hinchcliffe por apenas 0.008 segundos. Hinchcliffe ficou visivelmente frustrado porque tinha a corrida na mão depois de um desempenho soberbo. Foi um grande final de corrida e foi a diferença mais curta de sempre nesta oval na IndyCar.

Tony Kanaan foi 3º, Simon Pagenaud conseguiu um importante 4º lugar nas contas do campeonato, Hélio Castroneves aguentou-se até ao fim para chegar em 5º, Charlie Kimball (#83) foi 6º, Carlos Muñoz (#26) foi 7º, Will Power teve dificuldades com os pneus na parte final da corrida e não foi além do 8º lugar, pelo que agora tem 28 pontos de atraso para Pagenaud, Juan Pablo Montoya (#2) foi um discreto 9º classificado e Sébastien Bourdais foi 10º.

Faltam duas corridas para o final do campeonato. A próxima será em Watkins Glen, no regresso da IndyCar a esta pista.

Resultado final, aqui.

Jorge Covas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.