WTCC – Corrida do Japão: Antevisão

 

O campeonato aproxima-se do fim e a chegada a hora do WTCC visitar a terra do sol nascente e a pátria da Honda. A 9ª ronda do mundial de turismos decorre no circuito de Motegi.

O circuito construído pela Honda em 1997, foi feito com o intuito de receber a Indycar Series. O circuito tem o nome de Twin Ring, por ter dois traçados: um com formato oval e outro com um layout “convencional”, onde correm os WTCC. Outras competições como o MotoGP, os Super GT e a Super Formula correram no circuito. Os recordes de pista estão entregues a pilotos ( e ex pilotos) da Honda,  com Michelisz a ter o recorde em qualificação (1:55:596) e Tarquini e a ter a volta mais rápida em corrida (1:57:136). A pista apresenta 5 rectas e um conjunto de curvas essencialmente médias e lentas que colocam à prova o chassis e a tracção dos carros.

 

O que esperar do fim de semana:

– José Maria Lopez e a Citroen poderão alcançar já o tão desejado tri-campeonato. A distância pontual assim o permite e se se confirmarem os rumores de que a corrida da Tailandia não irá ter lugar, o campeonato fica decidido. Lopez quer arrumar a questão do tri o mais cedo possível tal como a Citroen que pode vencer em casa da rival Honda o que não deixa de ser irónico. E é muito provável que tal venha a acontecer uma vez que a Honda irá carregar 80 Kg de Lastro o que dificultará uma possível resposta dos homens da marca nipónica. Assim parece tudo encaminhado para a festa da equipa francesa.

– A Honda terá de defender as suas cores e o seu orgulho em casa. Motegi é a pista da Honda e os homens da JAS não querem fazer feio perante as chefias da marca nipónica. No ano passado a equipa conseguiu bons resultados com o carro a adaptar-se muito bem ao traçado mas o lastro máximo poderá dificultar a tarefa dos pilotos. Tiago Monteiro mantêm-se como 2º classificado no campeonato mas tem Muller e Huff na perseguição. Será o português capaz de manter a vice-liderança?

– A Volvo apresenta uma excelente novidade. Robert Dahlgren vai ficar pela Suécia a lutar pelo titulo de STCC que está prestes a ser assegurado e para o seu lugar foi escolhido Nesto Girolami. O argentino que impressionou no ano passado ao volante do Honda da Nika terá nova hipótese de mostrar o seu valor agora ao volante de um S60. Girolami é como o algodão… a sua qualidade não engana e esperemos que consiga convencer os responsáveis da Volvo a dar-lhe um lugar a tempo inteiro na equipa em 2017.

– A Lada terá uma tarefa exigente pela frente com um traçado que testa as capacidades do chassis, algo que não tem sido feito com muito sucesso por parte da equipa, mas as longas rectas poderão mitigar esse handicap e permitir que os Lada consigam pódios permitindo à equipa que se mantenha a luta pelo 2º lugar do campeonato a 100 pontos da Honda.

-Nos privados a luta interna na Sebastien Loeb Racing será o prato forte, com Bennani a defender a liderança do ataque de Chilton. Coronel mantêm-se na 3ª posição de forma muito confortável num ano que para o holandês tem sido positivo, dadas as limitações que tem ao nível de orçamento.

Dados da pista:

Onboard da pista:

No ano passado foi assim:

 

 

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.